REDE DE REFERÊNCIA MUNICIPAL PARA ESTAÇÕES LIVRES: UMA PROPOSTA DE BAIXO CUSTO E GRANDE ABRANGÊNCIA

Conteúdo do artigo principal

Ivandro Klein
Matheus Pereira Guzatto
Markus Hasenack
Cesar Rogério Cabral
Arthur Peixoto Berbert Lima
Stefan Fritsche
Luiz Alberto Miranda Regina Junior
Gabriel Feldmann Momo

Resumo

O objetivo deste trabalho é apresentar uma proposta de implantação de rede de referência municipal (RRM) de baixo custo e grande abrangência, para que os proï¬ssionais possam executar levantamentos em qualquer região do município utilizando estação total. A proposta consiste na escolha de pontos de apoio em locais de grande visibilidade, como topos de prédios e morros, onde as coordenadas dos pontos de apoio são determinadas por posicionamento GNSS (Global Navigation Satellite System), e, após isto, prismas refletores 360º são instalados nestes pontos, possibilitando o uso do método de estação livre (EL) para realizar levantamentos no sistema de referência do município. Para avaliar esta metodologia, foram realizados experimentos utilizando dados de uma pequena rede local implantada de acordo com esta proposta, composta por seis pontos de apoio. Os nove pontos de EL determinados em relação aos pontos de apoio obtiveram precisão planimétrica melhor ou igual a 5 mm e precisão posicional 3D melhor ou igual a 37 mm. Além disso, quatro marcos de coordenadas conhecidas, obtidas por GNSS, tiveram suas posições determinadas por EL, sendo que a diferença em relação às coordenadas conhecidas foram de no máximo 21 mm na planimetria e de no máximo 39 mm na altimetria. Estes resultados demonstram a qualidade posicional centimétrica desta proposta de RRM para apoio a levantamentos pelo método de EL.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
KLEIN, I.; GUZATTO, M. P.; HASENACK, M.; CABRAL, C. R.; BERBERT LIMA, A. P.; FRITSCHE, S.; REGINA JUNIOR, L. A. M.; MOMO, G. F. REDE DE REFERÊNCIA MUNICIPAL PARA ESTAÇÕES LIVRES: UMA PROPOSTA DE BAIXO CUSTO E GRANDE ABRANGÊNCIA. Revista Brasileira de Cartografia, [S. l.], v. 69, n. 3, 2017. DOI: 10.14393/rbcv69n3-44346. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistabrasileiracartografia/article/view/44346. Acesso em: 3 dez. 2022.
Seção
Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)