Estudo de lexicografia da macroestrutura e microestrutura dos dicionários de línguas de sinais de diferentes seis países como base

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/Lex-v8a2022/23-17

Palavras-chave:

Dicionário, Lexicografia, Macroestrutura, Microestrutura, Língua de sinais

Resumo

O presente artigo tem como tema o estudo de dicionários de línguas de sinais de diferentes países como base de investigação. Apresentamos como fundamentos teóricos os conceitos das ciências da Lexicografia, Metalexicografia, discorrendo sobre macroestrutura e microestrutura com destaque para os estudos de dicionários e a sistematização desses estudos, e conceitos que se referem aos aspectos educacionais e linguísticos. Apresentamos uma descrição dos elementos composicionais da estrutura textual dos seguintes dicionários de línguas de sinais publicados em diferentes países: Gebärden-Lexikon Grundgebarden (Maisch; Wiscr, 1990); Dicionário Bilíngue Elementare della Lingua Italiana dei Segni (Radutzky, 1992); American Sign Language Dictionary (Sternberg, 1998); Diccionario de la Lengua de Signos Española (Pinedo Peydró, 2005); Dicionário Prático de Língua Gestual Guineense (Martins; Morgado, 2017) e Dicionário da Língua de Sinais do Brasil (Capovilla; Raphael, 2001). Ademais, abordamos os aspectos educacionais e linguísticos nos campos da Lexicografia e da Metalexicografia, priorizando autores como Barbosa (1995); Welker (2004); Costa e Nascimento (2015); Henriques (2018); Durão (2018); Durão, Boldo, Lohn e Vieira (2018); Martin, Stumpf e Martin (2018); Tuxi e Felten (2018). As pesquisas realizadas no âmbito dos estudos que analisam materiais lexicográficos, sua macroestrutura e sua microestrutura, podemos destacar o enfoque nos dicionários e seus aspectos relevantes, a produtividade nas línguas em relação às questões culturais, de uso do léxico e de expressões marcadas culturalmente. Ao analisar os dados de unidades da organização em dicionários de língua de sinais em diferentes países, acreditamos que, além de registrar as produções nas línguas selecionadas, também colaboram para que consulentes surdos e ouvintes possam compreender melhor as possibilidades das línguas em uso.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jaqueline Boldo, UFSC

Doutoranda do Programa de Pós-graduação em Linguística e professora do Departamento de Libras da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Marianne Rossi Stumpf , UFSC

Professora e pesquisadora da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Referências

BARBOSA, M. A. Contribuição ao estudo de aspectos da tipologia de obras lexicográficas. Ciência da Informação, [S. l.], v. 24, n. 3, 1995. DOI

CAPOVILLA, F. C.; RAPHAEL, W. D. Dicionário enciclopédico ilustrado trilíngue da língua brasileira de sinais. São Paulo: EdUSP, 2001.

COSTA, E. S.; NASCIMENTO, L. R. S. Os dicionários virtuais e impressos da Língua Brasileira de Sinais. In: Encontro Internacional de Formação de Professores - ENFOPE, 8., 2015, Aracaju - SE. Anais [...]. Aracaju, 2015.

DURÃO, A. B. de; BOLDO, J.; LOHN, J. T.; VIEIRA, S. Z. Design de Verbete de Substantivo para um dicionário bilíngue português-Libras. Campinas, SP: Pontes Editores, 2018.

HENRIQUES, C. C. Léxico e Semântica: Estudos produtivos sobre palavra e significação. Rio de Janeiro: Alta Books, 2018.

MAISCH, G.; WISCH, F-H. Gebarden-Lexikon. Hamburg: Grundgebarden, 1990.

MARTINS, M; MORGADO, M. prático de língua gestual guineense. [S. l.]: Surd'Universo, 2017.

MARTINS, F. C.; STUMPF, M. R.; MARTINS, A. C. Reflexões sobre componentes e organização de entradas de obras lexicográficas e terminológicas da Libras. Revista Espaço, n. 49, p. 69-86, jan-jun. 2018.

PEYDRÓ, F. J. P. Diccionario de la Lengua de Signos Española. Madrid: Editorial Fundación Cnse, 2005.

RADUTZKY, E. Dizionario bilingue elementare dela língua italianda dei segni. Roma: Edizioni Kappa, 1992.

RODRÍGUEZ BARCIA, S. Lexicografía digital: el universo puede llevarse en la mochila. In: RODRÍGUEZ BARCIA, S. Introducción a la lexicografía. Madrid: Síntesis, 2016. p. 135-184.

STERNBERG, M. L. A. American sign language dictionary. New York, Harper Collins Publishers, 1998.

TUXI, P. S. dos.; FELTEN, E. F. Análise da macro e microestrutura de dicionários e glossários bilíngues: uma proposta terminológica. Revista Espaço, n. 49, p. 87-109, jan- jun. 2018.

WELKER, H. A. Dicionários: Uma pequena introdução à Lexicografia. Brasília: Thesaurus, 2004.

Downloads

Publicado

06-09-2023

Como Citar

BOLDO, J.; STUMPF , M. R. Estudo de lexicografia da macroestrutura e microestrutura dos dicionários de línguas de sinais de diferentes seis países como base. Revista GTLex, Uberlândia, v. 8, p. e0817, 2023. DOI: 10.14393/Lex-v8a2022/23-17. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/GTLex/article/view/68695. Acesso em: 24 jul. 2024.

Edição

Seção

Lexicografia em Foco

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)