A microestrutura de um dicionário semibilíngue como ferramenta para a aprendizagem de alemão como língua estrangeira

The microstructure of a bilingualised dictionary as a tool for learning German as a foreign language

Autores

  • Carolina Domladovac Silva UNESP/ FCLAr
  • Clotilde de Almeida Azevedo Murakawa

DOI:

https://doi.org/10.14393/Lex9-v5n1a2019-7

Resumo

RESUMO: O presente artigo tem por objetivo analisar os componentes da microestrutura do Wahrig: dicionário semibilíngue para brasileiros - alemão (2011), a fim de verificar sua contribuição para a aprendizagem de língua estrangeira. Por meio da recolha de unidades lexicais relativas ao domínio da farmácia, bem como de seus respectivos verbetes, e consequentemente de sua microestrutura, pretende-se constatar tanto as características lexicográficas e/ ou terminográficas, quanto as características pedagógicas e/ ou didáticas do dicionário em questão. Fundamenta-se nas teorias da Lexicografia Pedagógica (DURAN, 2004; DURAN; XATARA, 2007), que busca atender às necessidades dos aprendizes de idiomas, e da Metalexicografia Pedagógica (DURAN; XATARA, 2006), cujo desenvolvimento é necessário para a adequação dos dicionários à especificidade e ao nível de conhecimento dos alunos de língua estrangeira. Por meio da análise de verbetes recolhidos com base em um tema cotidiano de uso, isto é, útil a aprendizes/ profissionais de diferentes níveis, pretende-se ainda reconhecer as características que possam contribuir ou não para a elaboração de um dicionário pedagógico.

PALAVRAS-CHAVE: Lexicografia Pedagógica. Metalexicografia Pedagógica. Dicionário semibilíngue. Definição.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BESSÉ, B. de. La définition terminologique. In: CHAURAND, J.; MAZIÈRE, F. (org.). La définition. Canadá: Larousse, 1990. p. 252-261.

BIDERMAN, M. T. C. O dicionário padrão da língua. Alfa, São Paulo, n. 28 (supl.), p. 27-43, 1984. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/alfa/article/view/3677. Acesso em: 19 out. 2020.

DURAN, M. S. Dicionários bilíngues pedagógicos: análise, reflexões e propostas. 2004. 132 f. Dissertação (Mestrado em Estudos Linguísticos) – Instituto de Biociên-cias, Letras e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, São José do Rio Preto, 2004. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/handle/11449/86601. Acesso em: 19 out. 2020.

DURAN, M. S.; XATARA, C. M. Lexicografia Pedagógica: atores e interfaces. Delta: Documentação de Estudos em Linguística Teórica e Aplicada, v. 23, n. 2, p. 203-222, 2007. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0102-44502007000200002&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 19 out. 2020.

DURAN, M. S.; XATARA, C. M. A metalexicografia pedagógica. Cadernos de Tra-dução, Florianópolis, v. 2, n. 18, p. 41-66, 2006. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/traducao/article/view/6870. Acesso em: 19 out. 2020. DOI https://doi.org/10.5007/%25x

FINATTO, M. J. B. Elementos lexicográficos e enciclopédicos na definição terminoló-gica: questões de partida. Organon, Porto Alegre, v. 12, n. 26, p. 1-8, 1998. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/organon/article/view/29563/18263. Acesso em: 19 out. 2020. DOI https://doi.org/10.22456/2238-8915.29563

HAENSCH, G. et al. La lexicografía. Madrid: Editorial Gredos, 1982.

HARTMANN, R. R. K. Bilingualised Version of Learners’ Dictionaries. In: HART-MANN, R. R. K. Interlingual Lexicography: Selected Essays on Translation Equiva-lence, Contrastive Linguistics and the Bilingual Dictionary. Lexicographica, Series Maior, Tübingen: M. Niemeyer, v. 133, 2007. p. 141-150. DOI https://doi.org/10.1515/9783110972399

HOEPNER, L.; KOLLERT, A. M. C.; WEBER, A. Langenscheidt Taschenwörterbuch Portugiesisch: Portugiesisch-Deutsch/Deutsch-Portugiesisch. Deutschland: Langens-cheidt Verlag, 2001.

KRIEGER, M. G. Tipologias de dicionários: registros de léxico, princípios e tecnolo-gias. Calidoscópio, v. 4, n. 3, p. 141-147, set/ dez. 2006. Disponível em: http://revistas.unisinos.br/index.php/calidoscopio/article/view/6000. Acesso em: 19 out. 2020.

KROMANN, H. P. Selection and presentation of translational equivalents in mono-functional and bifunctional dictionaries. Cahiers de Lexicologie. Revue Internatio-nale de Lexicologie et de Lexicographie, Besançon: Jacques et Demontrond, n. 56-57, p. 17-26, 1990.

LAUFER, B. Corpus-based versus lexicographer examples in comprehension and production of new words. In: EURALEX, 1992. Stuttgart. Proceedings of Euralex 1992. Stuttgart, 1992. p. 71-76.

MURAKAWA, C. de A. A. Terminologia e marcas terminológicas na Lexicografia Portuguesa de Setecentos: D. Raphael Bluteau e António de Morais Silva. In: MAR-QUES, M. A., et al. (org.) Ciências da Linguagem: 30 anos de investigação e ensino. Braga: Centro de Estudos Humanísticos, Universidade do Minho, 2005. p. 217-230.

NADIN, O. L. Dicionários escolares bilíngues de língua espanhola: reflexões sobre obras direcionadas ao aprendiz brasileiro. Revista de Letras, Curitiba: Ed. UTFPR, v. 11, n. 11, p. 125-144, 2009. Disponível em: https://periodicos.utfpr.edu.br/rl/article/view/2436. Acesso em: 19 out. 2020. DOI 10.3895/rl.v0n11.2436.

PONTES, A. L. Dicionário para uso escolar: o que é, como se lê. Fortaleza: EdUECE, 2009.

SHOP-APOTHEKE.COM. Online Apotheke. Mönchengladbach, NRW, Deutschland. Disponível em: https://www.shop-apotheke.com/. Acesso em: 05 abr. 2018.

UNDERHILL, A. (1985). Working with the monolingual learners’ dictionary. In: IL-SON, R. (ed.). Dictionaries, Lexicography and language learning. Oxford: Pergamon, 1985. p. 103-113.

WAHRIG-BURFEIND, R. (org.). Wahrig: dicionário semibilíngue para brasileiros – alemão. Trad. Karina Jannini, Rita de Cássia Machado. São Paulo: Ed. WMF Martins Fontes, 2011.

XATARA, C. M. Os dicionários bilíngues e o problema da tradução. In: OLIVEIRA, A. M. P P. de; ISQUERDO, A. N. (org.). As Ciências do Léxico: lexicologia, lexicogra-fia, terminologia. 2 ed. Campo Grande: EdUFMS, 2001. p. 181-188.

Downloads

Publicado

18-11-2020

Como Citar

Domladovac Silva, C., & de Almeida Azevedo Murakawa, C. (2020). A microestrutura de um dicionário semibilíngue como ferramenta para a aprendizagem de alemão como língua estrangeira: The microstructure of a bilingualised dictionary as a tool for learning German as a foreign language. Revista GTLex, 5(1), 147–166. https://doi.org/10.14393/Lex9-v5n1a2019-7