A SINTAXE ESPACIAL DE CURITIBA

Conteúdo do artigo principal

Jussara Maria Silva
Carlos Loch
Suelen Da Cruz Silva

Resumo

O presente trabalho desenvolve algumas análises dos padrões espaciais mensuráveis e quantificáveis por meio dos instrumentos analíticos da sintaxe espacial. Serão discutidas questões relativas à noção de centro da cidade e a percepção dos curitibanos do complexo urbano. O pressuposto fundamental da teoria da sintaxe espacial define que os padrões estabelecidos pela forma ou maneira como as massas construídas estão dispostas espacialmente ordenam a relação entre as pessoas. Justifica-se a opção metodológica porque, dentre as pesquisas realizadas sobre a cidade de Curitiba, não há indicações de representação do espaço sob uma ordem topológica, destacando seus atributos: proximidade, continuidade, descontinuidade, contigüidade, segregação e integração.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
SILVA, J. M.; LOCH, C.; SILVA, S. D. C. A SINTAXE ESPACIAL DE CURITIBA. Revista Brasileira de Cartografia, [S. l.], v. 61, n. 2, 2009. DOI: 10.14393/rbcv61n2-44845. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistabrasileiracartografia/article/view/44845. Acesso em: 9 dez. 2022.
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Jussara Maria Silva, Universidade Positivo

Universidade Positivo Curso de Arquitetura e Urbanismo

Carlos Loch, Universidade Federal de Santa Catarina

Universidade Federal de Santa Catarina ECV

Suelen Da Cruz Silva, Universidade Positivo

Universidade Positivo Curso de Arquitetura e Urbanismo

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>