Os Hidrônimos Catuenses e suas Marcas no Território

Conteúdo do artigo principal

Adriana Andrade Arnaut
https://orcid.org/0000-0002-9060-6879
Luciano Lourenço
https://orcid.org/0000-0002-2017-0854

Resumo

Os topônimos designam acidentes naturais e culturais presentes no espaço geográfico. Os hidrônimos – topônimos relacionados à rede hidrográfica – podem carregar características relacionadas à origem da população e às diferentes fases da ocupação do território. A cartografia histórica é um meio de resgate da toponímia de uma região. Assim, este trabalho objetivou identificar, listar e classificar os hidrônimos do município de Catu-Bahia, Brasil, através de documentos da cartografia histórica, verificando quais foram as influências desses topônimos na ocupação do território catuense, contribuindo com a história local do município. Para isto, utilizaram-se três documentos cartográficos de períodos distintos: séculos XIX (1888), XX (1939) e XXI (2018). Destaca-se à preponderância das línguas indígena e portuguesa nos nomes dos elementos hidrográficos, sendo a classe dos Fitotopônimos, a mais presente entre estas denominações. Os mapas e planta analisados neste trabalho proporcionaram visualização da configuração espacial dos acidentes naturais e culturais do período em que foram cartografados. Nota-se que componentes da formação territorial, tais como cidade, vila, povoados e fazendas instalaram-se próximos aos elementos hidrográficos e, alguns, assumiram as nomenclaturas destes, dada a importância da hidrografia para a população.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
ARNAUT, A. A.; LOURENÇO, L. Os Hidrônimos Catuenses e suas Marcas no Território. Revista Brasileira de Cartografia, [S. l.], v. 73, n. 4, p. 910–925, 2021. DOI: 10.14393/rbcv73n4-53453. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistabrasileiracartografia/article/view/53453. Acesso em: 28 jan. 2022.
Seção
Artigos Originais
Biografia do Autor

Adriana Andrade Arnaut, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano

Graduada em Engenharia de Agrimensura, especialista em Geotecnologias e mestre em Engenharia Cartográfica.

Atualmente é professora do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano - Campus Catu, na área de Agrimensura, e doutoranda em Geografia (Universidade de Coimbra).

Luciano Lourenço, Universidade de Coimbra

Licenciado em Geografia e doutor em Geografia Física, pela Universidade de Coimbra, onde é Professor Associado com Agregação.