USO INTEGRADO DOS SISTEMAS GALILEO E GPS: UMA ANÁLISE DA ACURÁCIA NO POSICIONAMENTO POR PONTO COM CORREÇÕES ATMOSFÉRICAS

Conteúdo do artigo principal

Paulo de Tarso Setti Júnior
Daniele Barroca Marra alves
Tayná Aparecida Ferreira Gouveia

Resumo

O posicionamento terrestre a partir dos sistemas globais de navegação por satélite iniciou-se na década de setenta, com a criação do sistema americano GPS (Global Positioning System). A partir da década de oitenta, a União Europeia iniciou um projeto para desenvolvimento de um sistema próprio, que resultou no sistema Galileo, que em 2003 teve sua fase de deï¬nição concluída. A ideia de integração de ambas as constelações surge do grande número de satélites disponíveis (no mínimo 24 satélites GPS e 27 Galileo, quando esta estiver completa), o que proporcionaria melhor precisão em áreas com visibilidade restrita e maior possibilidade de obter boa geometria no rastreio. No presente trabalho busca-se analisar as melhorias apresentadas no processamento de dados GPS e GPS em conjunto com Galileo no Posicionamento por Ponto com uso de pseudodistância, efemérides precisas e correções do atraso troposférico e ionosférico. Primeiramente é apresentada uma breve revisão das características do sistema GPS, bem como um histórico, características e estado da arte do sistema Galileo, e em seguida são realizados testes de posicionamento para períodos de março e julho de 2014. Para os testes foram utilizados dados de uma estação da Rede GNSS-SP; estes dados são disponibilizados em arquivos de observação no novo formato RINEX 3. Considerando-se todos os casos analisados nesse artigo, o uso integrado GPS e Galileo apresentou melhoria em relação ao uso independente do sistema GPS em 83,3% dos casos, melhoria essa que chega a 22,2%.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
SETTI JÚNIOR, P. de T.; ALVES, D. B. M.; GOUVEIA, T. A. F. USO INTEGRADO DOS SISTEMAS GALILEO E GPS: UMA ANÁLISE DA ACURÁCIA NO POSICIONAMENTO POR PONTO COM CORREÇÕES ATMOSFÉRICAS. Revista Brasileira de Cartografia, [S. l.], v. 68, n. 3, 2016. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistabrasileiracartografia/article/view/44417. Acesso em: 13 ago. 2022.
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Paulo de Tarso Setti Júnior, Universidade Estadual Paulista

Faculdade de Ciências e Tecnologia

Daniele Barroca Marra alves, Universidade Estadual Paulista

Faculdade de Ciências e Tecnologia

Tayná Aparecida Ferreira Gouveia, Universidade Estadual Paulista

Faculdade de Ciências e Tecnologia

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>