Desafios profissionais da equipe especializada de apoio à aprendizagem frente à pandemia da COVID-19

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/OT2021v23.n.3.61576

Palavras-chave:

Equipe multidisciplinar, Pandemia, Apendizagem, Atuação pedagógica

Resumo

Este artigo objetiva analisar os desafios enfrentados pela Equipe Especializada de Apoio à Aprendizagem – EEAA na atuação em uma escola da rede pública, no contexto do Programa Escola em Casa-DF, implementado para atender as necessidades emergenciais decorrentes da pandemia da COVID-19. Trata-se de pesquisa qualitativa realizada com base nos pressupostos teóricos da psicologia cultural-histórica mediante observações reflexivas, registro em diário de campo e dinâmicas conversacionais com a psicóloga e a pedagoga da equipe, atuantes na Educação Infantil e no Ensino Fundamental. Concluímos que, embora ainda predomine uma educação conteudista, esta tem sido tensionada pela situação de distanciamento social, que requer integrar o ensino às tecnologias digitais. Em meio aos problemas decorrentes do ineditismo do momento vivido, a equipe se reinventou, desenvolvendo ações e relações pedagógicas de acolhimento, afetividade, criatividade e sociabilidade para dar suporte aos professores, alunos e famílias. Evidenciamos que a nova configuração de trabalho da equipe favoreceu deslocamentos simbólico-emocionais geradores de novas produções subjetivas na comunidade escolar que possibilitaram um clima emocional favorável à retomada das atividades pedagógicas num enfrentamento coletivo da nova realidade de trabalho, oportunizando um viés para retomada do debate sobre a interface tecnologia e educação e o papel social da escola.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Francisca Bonfim, Universidade de Brasília

Psicóloga, doutoranda em processos de desenvolvimento humano e saúde - Instituto de Psicologia da Universidade de Brasília - UnB

Professora Dra. Maristela, Universidade de Brasília_UnB

Maristela Rossato, professora da Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Departamento de Psicologia Escolar e Desenvolvimento e do Programa de Pós-Graduação Psicologia do Desenvolvimento e Escolar. Doutorado em Educação pela Universidade de Brasília (2009). ORCID:  https://orcid.org/0000-0001-6457-9005     - email - maristelarossato@gmail.com

Profa Ma. Telma, Universidade de Brasília_UnB

Pedagoga pela Universidade Federal de Goiás, Especialista em Educação Infantil pela Faculdade de Educação da UFG, Mestre em Psicologia pela Universidade de Brasília (2017). Atualmente é estudante do Curso de Doutorado em Psicologia do Desenvolvimento e Escolar- Universidade de Brasília. Professora da Secretaria de Educação do Distrito Federal, atuante na Equipe Especializada de Apoio à Aprendizagem Anos Iniciais. 

Referências

ALMEIDA, Luana Costa; DALBEN, Adilson. Organizar o trabalho pedagógico em tempos de covid-19: no limiar do (im) possível. Educação & Sociedade, v. 41, 2020.
CAMPOLINA, Luciana de Oliveira. Inovação educativa e subjetividade: a configuração da dimensão histórico-subjetiva implicada em um projeto inovador. 2012.
CARVALHO, José Sérgio Fonseca de. Um Sentido para a Experiência Escolar em Tempos de Pandemia. Educação & Realidade, v. 45, n. 4, 2020.
CASTIONI, Remi et al. Universidades federais na pandemia da Covid-19: acesso discente à internet e ensino remoto emergencial. Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação, n. AHEAD, 2021.
DANTAS, Eder Samuel Oliveira. Saúde mental dos profissionais de saúde no Brasil no contexto da pandemia por Covid-19. Interface-Comunicação, Saúde, Educação, v. 25, 2021.
DEPOLLI, Gabriel Trevizani et al. Anxiety and depression in face-to-face and telehealth care during the Covid-19 pandemic: a comparative study. Trabalho, Educação e Saúde, v. 19, 2021. DOI: 10.1590/1981-7746-sol00317
DOS SANTOS BEZERRA, Marília; ROSSATO, Maristela. Relational dynamics in overcoming school learning difficulties. In: Subjectivity within cultural-historical approach. Springer, Singapore, 2019. p. 199-213.
GOES, Emanuelle Freitas; RAMOS, Dandara de Oliveira; FERREIRA, Andrea Jacqueline Fortes. Las desigualdades raciales en la salud y la pandemia del Covid-19. Trabalho, Educação e Saúde, v. 18, n. 3, 2020. DOI: 10.1590/1981-7746-sol00278.
GONZÁLEZ REY, Fernando Luis. La subjetividad: su significación para la ciencia psicológica. Por uma epistemologia da subjetividade: Um debate entre a teoria sócio–histórica ea teoria das representações sociais, p. 17-42, 2002.
GONZÁLEZ REY, Fernando Luis. Pesquisa qualitativa e subjetividade: os processos de construção da informação. Editora Pioneira Thomson Learning, 2005.
MARTÍNEZ, Albertina Mitjáns; REY, Fernando Luis González. Subjetividade: Teoria, epistemologia e método. Campinas: Alínea, 2017.
KENSKI, Vani Moreira. Educação e Tecnologias: O Novo Ritmo da Informação. 8ª Edição. Campinas – SP: Papiros, 2012.
MACHADO, Roseli Belmonte et al. Educación física escolar en tiempos de distancia social: panorama general, desafíos y enfoques curriculares. Movimento, v. 26, 2020. DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.106233
MOREL, Ana Paula Massadar. Negacionismo da Covid-19 e educação popular em saúde: para além da necropolítica. Trabalho, Educação e Saúde, v. 19, 2021.. DOI: 10.1590/1981-7746-sol00315
NEGREIROS, F. & FERREIRA, B. O. (2021)Organizadores. Onde está a psicologia escolar na pandemia? São Paulo: Pimenta Cultural. 1106p. ISBN: 978-65-5939-044-1 (eBook)
MARTINÉZ, Albertina Mitjáns; REY, Fernando González. Psicologia, educação e aprendizagem escolar. Cortez Editora, 2017.
ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE et al. Doença por coronavírus 2019 (COVID-19): relatório de situação, 82. 2020. https://www.who.int/docs/default-source/coronaviruse/situationreports/20200501-covid-19-sitrep.pdf?sfvrsn=742f4a18_2.
OLIVEIRA, João Batista Araújo; GOMES, Matheus; BARCELLOS, Thais. A Covid-19 e a volta às aulas: ouvindo as evidências. Ensaio: avaliação e políticas públicas em educação, v. 28, n. 108, p. 555-578, 2020.
ROSSATO, Maristela et al. Contribuições da Epistemologia Qualitativa na mobilização dos processos de desenvolvimento humano. (in): A. Mitjáns Martínez, F. González Rey, & Puentes (Orgs.). Epistemologia qualitativa e teoria da subjetividade: Discussões sobre educação e saúde, p. 71-92, 2019.
SOUZA, Diego de Oliveira. The dimensions of job insecurity due to the COVID-19 pandemic. Trabalho, Educação e Saúde, v. 19, 2021. DOI: 10.1590/1981-7746-sol00311.
SOUZA DE PAULA, Bruno et al. Elaboração e avaliação da disciplina remota de Física 1 na UFRJ durante a pandemia de Covid-19 em 2020. Caderno Brasileiro de Ensino de Física, v. 43, 2021.
SANTOS, Talita Costa. Protagonismo na Cultura Digital: configuração subjetiva da aprendizagem de jovens estudantes. Dissertação de mestrado. UnB. 2020.
SOUZA, Katia Reis de et al. Trabalho remoto, saúde docente e greve virtual em cenário de pandemia. Trabalho, Educação e Saúde, v. 19, 2020. DOI: 10.1590/1981-7746-sol00309.
VEIGA-NETO, Alfredo. Mais uma Lição: sindemia covídica e educação. Educação & Realidade, v. 45, 2021. http://dx.doi.org/10.1590/2175-6236109337.

Downloads

Publicado

2021-09-28

Como Citar

BONFIM, F.; MARTINS ROSSATO, M. .; SILVA SANTANA LOPES, T. Desafios profissionais da equipe especializada de apoio à aprendizagem frente à pandemia da COVID-19. Olhares & Trilhas, [S. l.], v. 23, n. 3, p. 1033–1053, 2021. DOI: 10.14393/OT2021v23.n.3.61576. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/olharesetrilhas/article/view/61576. Acesso em: 15 ago. 2022.