Mapeamento da Vegetação do Cerrado – Uma Revisão das Iniciativas de Sensoriamento Remoto

Conteúdo do artigo principal

Marceli Terra de Oliveira
Henrique Luis Godinho Cassol
Khalil Ali Ganem
Andeise Cerqueira Dutra
Juan Doblas Prieto
Egidio Arai
Yosio Edemir Shimabukuro

Resumo

O Cerrado é o segundo maior bioma brasileiro, sendo reconhecido como a savana mais biodiversa do mundo. Após 1970, as dinâmicas de uso e cobertura da terra do bioma têm sido marcadas por atividades agropecuárias extensivas, resultando em taxas de desmatamento historicamente superiores às do bioma Amazônia. Esse cenário reforça a necessidade de investigar a metodologia das iniciativas de mapeamento da vegetação do Cerrado, a fim de identificar as lacunas e desafios ainda existentes para o avanço científico do conhecimento no âmbito do Sensoriamento Remoto (SR). Para tal, o presente artigo de revisão identificou 15 iniciativas que mapearam a vegetação do bioma em diferentes escalas, períodos e níveis de detalhamento de legenda. O primeiro foi o projeto Radam/RadamBrasil, ainda na década de 1970. No entanto, foi a partir dos anos 2000 que o Cerrado começou a ter mais visibilidade, com o surgimento de iniciativas maiores e mais direcionadas para o bioma (PROBIO, Conservação Internacional). Recentemente, novas iniciativas (MapBiomas, PRODES) têm se destacado por incorporarem metodologias diferenciadas que acompanharam a evolução computacional das técnicas de Sensoriamento Remoto. O levantamento realizado neste artigo identificou que a discriminação dos diferentes tipos de cobertura vegetal do bioma ainda é um dos principais desafios a serem vencidos, principalmente em relação às fitofisionomias não florestais, além de classes de uso espectralmente semelhantes, como a pastagem. Este trabalho visa agregar detalhes das principais iniciativas de mapeamento da vegetação do Cerrado, suas metodologias, desafios encontrados, tais como a dificuldade de discriminação de seus tipos de vegetação e maiores discussões e promessas futuras no campo do SR.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
OLIVEIRA, M. T. de .; CASSOL, H. L. G. .; GANEM, K. A. .; DUTRA, A. C. .; PRIETO, J. D. .; ARAI, E.; SHIMABUKURO, Y. E. . Mapeamento da Vegetação do Cerrado – Uma Revisão das Iniciativas de Sensoriamento Remoto. Revista Brasileira de Cartografia, [S. l.], v. 72, p. 1250–1274, 2020. DOI: 10.14393/rbcv72nespecial50anos-56591. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistabrasileiracartografia/article/view/56591. Acesso em: 29 maio. 2022.
Seção
Artigos de Revisão

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 > >>