Modelagem de Cadastro 3D de Edifícios

Conteúdo do artigo principal

Talita Stael Pimenta da Silva Costa
Andrea Flávia Tenório Carneiro

Resumo

O cadastro territorial é um instrumento eficiente para descrever as relações entre pessoas e terra, através da identificação de direitos, restrições e responsabilidades. Com o crescimento populacional dos grandes centros urbanos, observa-se uma intensa verticalização das cidades e o consequente aumento da complexidade da administração territorial. Assim, emergem as possibilidades e necessidades de utilização do Cadastro 3D, visando documentar questões relacionadas aos direitos sobre os bens imóveis, inclusive sobre a ocupação dos espaços subterrâneo e aéreo (como por exemplo, os edifícios). A necessidade da definição de conceitos e terminologias referentes à administração territorial levou à formulação e publicação da ISO 19.152 - Land Administration Domain Model (LADM), que também prevê a modelagem do cadastro tridimensional. Em paralelo, a OGC (Open Geospatial Consortium), adotou o CityGML, que é baseado em uma série de padrões da ISO 191xx, como um padrão oficial para produção de modelos urbanos, voltado ao armazenamento, visualização e interoperabilidade destas informações. Com base em metodologias desenvolvidas em outros países, este trabalho tem como objetivo apresentar uma contribuição à implementação do cadastro 3D no Brasil, através da proposta de uma metodologia para a modelagem de edifícios de apartamentos. O modelo foi desenvolvido atendendo aos padrões da ISO 19.152:2012 com integração ao CityGML. Para testar a viabilidade da proposta, foi realizado um experimento utilizando dados do município de Recife-PE, que teve como resultado um modelo 3D para edifícios (apartamentos), desenvolvido a partir da integração de padrões estabelecidos pela ISO 19.152:2012 e pelo CityGML.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
COSTA, T. S. P. da S.; CARNEIRO, A. F. T. Modelagem de Cadastro 3D de Edifícios. Revista Brasileira de Cartografia, [S. l.], v. 70, n. 4, p. 1177–1205, 2018. DOI: 10.14393/rbcv70n4-46138. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistabrasileiracartografia/article/view/46138. Acesso em: 14 abr. 2024.
Seção
Artigos Originais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>