Comparação entre abordagens absoluta e relativa em determinações altimétricas baseadas em observações GNSS e Modelos Globais do Geopotencial

Conteúdo do artigo principal

Eurico Nicácio
Regiane Dalazoana

Resumo

O presente trabalho tem como objetivo comparar altitudes normais-ortométricas calculadas analiticamente por meio de observações GNSS e com a utilização de modelos globais do geopotencial (MGGs) sob a óptica relativa em detrimento da tradicional determinação pelo método absoluto. Esta abordagem diferenciada visa viabilizar determinações mais acuradas e inseridas no estado-da-arte de recomendações e disponibilidade de informações relacionadas ao campo da gravidade terrestre. Para tanto, utilizou-se como área de estudo o estado do Paraná, sobre o qual foram selecionadas as estações da rede SAT-GPS conectadas a Rede Altimétrica Fundamental Brasileira (RAFB), ambas do IBGE; estas estações, denominadas neste trabalho de estações GNSS-RN, possibilitam o cálculo altimétrico controlado por possuírem informações de altitude elipsoidal e altitude normal-ortométrica. Para modelagem da altitude normal-geoidal, foram empregados os MGGs EGM2008, EIGEN-6C4, GOCO05C e XGM2016, em diferentes graus de desenvolvimento e segundo as funcionais altitude geoidal e anomalia de altitude. Além disso, utilizou-se o modelo geoidal nacional MAPGEO2015 no comparativo, tendo em vista seu amplo conhecimento e emprego em nível nacional. Os resultados finais indicaram que, quando do uso dos MGGs, independentemente de grau de desenvolvimento, funcional ou modelo, a utilização do método relativo sempre traz maior acurácia do que o método absoluto. Já para o uso do MAPGEO2015, não se pôde concluir de maneira similar, sendo suas respostas variadas de acordo com o conjunto de pontos utilizados. Por fim, frisou-se ainda que a acurácia média obtida com o uso dos MGGs segundo o método relativo é sempre superior, nas condições testadas, ao uso do MAPGEO2015 segundo o método absoluto. Tal constatação traz consigo a recomendação para divulgação e uso da associação entre método relativo e MGGs em determinações altimétricas, tendo em vista a clara obtenção de resultados mais precisos do que pela clássica abordagem com método absoluto e modelo geoidal nacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
NICÁCIO, E.; DALAZOANA, R. Comparação entre abordagens absoluta e relativa em determinações altimétricas baseadas em observações GNSS e Modelos Globais do Geopotencial. Revista Brasileira de Cartografia, [S. l.], v. 70, n. 1, p. 1–39, 2018. DOI: 10.14393/rbcv70n1-45188. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistabrasileiracartografia/article/view/45188. Acesso em: 6 dez. 2022.
Seção
Artigos Originais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>