CONTROLE DE QUALIDADE DE LEVANTAMENTOS GEODÉSICOS TRIDIMENSIONAIS PARA A HOMOGENEIZAÇÃO DE PARCELAS TERRITORIAIS URBANAS

Conteúdo do artigo principal

Luciene Ferreira Gama
Andréa De Seixas
João Naves De Moraes
Ermerson de Vasconselos Silva

Resumo

O objetivo deste trabalho é apresentar uma abordagem geodésica para o controle de qualidade de medições cadastrais no posicionamento tridimensional de Parcelas Territoriais Urbanas, por meio das análises de covariâncias com vista à homogeneização no levantamento cadastral. Para isto, vários métodos de levantamentos geodésicos 3D foram aplicados na determinação de pontos de referência, localizados na Igreja de São Bento, Igreja Nossa Senhora das Neves, Igreja Nossa Senhora do Carmo e Igreja São Francisco, além de Pontos de Limites e detalhes de fachada de uma edificação denominada Casa 66, localizada na Avenida General Ozório, centro histórico de Joao Pessoa. Os pontos de referência geodésicos tiveram suas coordenadas altimétricas determinadas por nivelamento geométrico de alta e média precisão. Para a determinação das coordenadas planimétricas dos pontos de referência, aplicou-se o método de posicionamento GNSS relativo estático, o método de poligonaÒ«ão e o método topográfico da interseção a ré. No que concerne à edificação, suas posições foram determinadas aplicando-se o método de interseção a vante. O controle de qualidade das medições efetuadas no conceito de homogeneização foi realizado pela repetição das medidas, aplicação de métodos distintos de medição e pelo ajustamento por meio do Método dos Mínimos Quadrados, permitindo que fossem determinadas a precisão posicional dos pontos medidos, a partir das covariâncias obtidas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
GAMA, L. F.; DE SEIXAS, A.; DE MORAES, J. N.; SILVA, E. de V. CONTROLE DE QUALIDADE DE LEVANTAMENTOS GEODÉSICOS TRIDIMENSIONAIS PARA A HOMOGENEIZAÇÃO DE PARCELAS TERRITORIAIS URBANAS. Revista Brasileira de Cartografia, [S. l.], v. 67, n. 2, 2015. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistabrasileiracartografia/article/view/44670. Acesso em: 28 set. 2022.
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Luciene Ferreira Gama, Instituto Federal de educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba

Graduação em Engenharia de Agrimensura pela Universidade Federal de Alagoas. Mestrado na área de Geodésia Aplicada, linha de pesquisa: Posicionamento Geodésico e Cadastro Imobiliário, do Curso de Pós-Graduação em Ciências Geodésicas e Tecnologias da Geoinformação da Universidade Federal de Pernambuco. Exerce desde 2009, o Cargo de Professor efetivo do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico no Curso Superior de Tecnologia em Geoprocessamento, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (Concurso Público na área de Geodésia Aplicada em 2007). Tem experiência na área de Geociências, com ênfase em Posicionamento Geodésico e a sua aplicabilidade em Levantamentos Cadastrais Urbanos e Rurais; Deformação de Estruturas;Cadastro Territorial Multifinalitário; Controle de Qualidade das Observações Geodésicas e Densificação de Redes Geodésicas.

Andréa De Seixas, Universidade Federal de Pernambuco

Possui graduação em Engenharia Cartográfica (1993) e doutorado em Engenharia Geodésica (Doctor of Technical Sciences) pela Universidade Técnica de Viena Áustria (2001). Atualmente é Professor Adjunto IV da Universidade Federal de Pernambuco, exercendo o cargo de Professor Adjunto no Departamento de Engenharia Cartográfica desde agosto 2004. Tem experiência na área de Geociências, com ênfase em Geodésia, atuando principalmente nos seguintes temas: Levantamentos Topográficos e Geodésicos, Levantamentos Cadastrais, Sistemas de Referência, Instrumentação Geodésica, Engenharia Geodésica, Medição de Deformação, Controle e Monitoramento de Recalques, Técnicas

João Naves De Moraes, Universidade de São Paulo

Possui Graduação em Engenharia Cartográfica pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2012). Mestrado em andamento em Engenharia pela Universidade de São Paulo.

Ermerson de Vasconselos Silva, Instituto Federal de educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba

Graduando do Curso Superior de Tecnologia em Geoprocessamento