Colocações em dicionários escolares

algumas reflexões

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/Lex-v8a2022/23-5

Palavras-chave:

Lexicografia Pedagógica, Fraseologia, Colocações

Resumo

Com este trabalho, objetiva-se realizar um estudo metalexicográfico sobre o tratamento dado às colocações em quatro dicionários escolares do PNLD, tipo 4: Aulete (2011), Bechara (2011), Borba (2011), Houaiss (2011). Analisou-se sete verbetes: prestar, levar, consideração, torrencial, copiosamente, densamente e torrente. Orientou-se por princípios teóricos e metodológicos da Lexicografia Pedagógica, em especial Hartmann (2001), Porto Dapena (2002), Castillo Carballo; García Platero (2003), Molina García (2006), Welker (2011), Krieger; Müller (2018), Vargas (2018); e da Fraseologia, com Penadés Martínez (1999), Biderman (1998a; 1998b; 2005), González Rey (2010), entre outros. Objetivos específicos: i) descrever cada excerto do verbete em que são registradas as colocações e classificá-las de acordo com a tipologia apresentada por Corpas Pastor (1996); ii) comparar os verbetes, no que se refere ao registro das colocações, a fim de verificar as semelhanças ou diferenças existentes entre eles; iii) discorrer sobre quão adequados são esses dicionários aos alunos do Ensino Médio, levando-se em conta seu nível de competência na língua em conformidade com os documentos oficiais que norteiam o ensino e a aprendizagem na Educação Básica. As análises demonstraram não haver um tratamento homogêneo dentro de cada obra, o que indica a necessidade de mais estudos que visam à proposição de parâmetros para um registro mais didático desse tipo de unidades nos repertórios lexicográficos. Apesar da falta de padronização do registro das locuções nos dicionários estudados, eles podem ser utilizados em sala de aula, com as devidas orientações dos professores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Raquel Di Fabio, UFMS

Doutoranda em Letras no Programa de Pós-Graduação em Letras/Universidade Federal de Mato Grosso do Sul/UFMS/Três Lagoas/MS.

Referências

AZORÍN FERNÁNDEZ, D.; MARTÍNEZ EGIDO, J. J. Hacia una evaluación de las prestaciones didácticas del diccinario desde la perspectiva de los usuarios. In: GARCÍA PLATERO, J. M.; CASTILLO CARBALLO, M. A. (org.). Investigaciones lexicográficas para la enseñanza de lenguas. Málaga: Servicio de Publicaciones de la Universidad de Málaga, 2009. p. 51-67.

BECHARA, E. Dicionário da língua portuguesa Evanildo Bechara. Rio de Janeiro: 2011.

BIDERMAN, M. T. C. Introdução: As ciências do léxico. In: OLIVEIRA, A. M. P. P. de; ISQUERDO, A. N. (org.). As ciências do léxico: lexicologia, lexicografia e terminologia. Campo Grande: Ed. UFMS, 1998. p. 13-22.

BIDERMAN, M. T. C. O dicionário como norma na sociedade. In: CARVALHO, N. M. de; SILVA, M. E. B. Lexicologia, lexicografia e terminologia: questões convexas. Anais do 1º Enc. Nac. do GT de Lexicologia, lexicografia e terminologia da ANPOLL: RJ/UFRJ: Editora Univ. UFPE, 1998. p. 161-180.

BIDERMAN, M. T. C. Unidades complexas do léxico. Estudos em homenagem a Mário Vilela. Porto: Faculdade de Letras do Porto, 2005.

BORBA, F. S. Dicionário Unesp do português contemporâneo. LONGO, B. N. de O. et al. (colab.). Curitiba: Piá, 2011.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Com direito à palavra: dicionários em sala de aula / [elaboração Egon Rangel]. – Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, 2012.

CASTILLO CARBANO, M. A.; GARCÍA PLATERO, J. M. La lexicografía didáctica. In: MEDINA GUERRA, Antonia, M. (coord). Lexicografía española. Barcelona: Ariel Lingüística, 2003. p. 334- 351.

CORPAS PASTOR, G. Manual de fraseología española. Madrid: Gredos, 1996.

Dicionário Houaiss Conciso / Instituto Antônio Houaiss (org.) [editor responsável Mauro de Salles Villar]. São Paulo: Moderna, 2011.

FUERTES-OLIVERA, P. A.; TARP, S. Theory and Practice of Specialised Online Dictionaries: Lexicography versus Terminography. Lexicographica. Series Maior. Berlin: De Gruyter Monton, 2014. DOI https://doi.org/10.1515/9783110349023

GONZÁLEZ REY, M. I. La phraséodidactique en action: les expressions figées comme objet d'enseignement. La Clé des langues, 2010. Disponível em: http://cle.ens-lyon.fr/espagnol/langue/traduction/la-phraseodidactique-en-action-les-expressions-figees-comme-objet-d-enseignement. Acesso em: 11 fev. 2023

HARTMANN, R. R. K. Teaching and Researching Lexicography. London: Pearson Education Limited, 2001.

HERNÁNDEZ, H. Los diccionarios de orientación escolar. Tübingen: Max Niemeyer Verlag, 1989. DOI https://doi.org/10.1515/9783111340562

JORDAN DE MONGERDOFF, I.; BEVILACQUA, C. R. Prende la computadora, usa el diccionario de colocaciones de sustantivo + verbo y mejora tu aprendizaje. Domínios de Lingu@gem. Uberlândia, v. 12, n. 4, p. 2295-2329, out. - dez. 2018. DOI https://doi.org/10.14393/DL36-v12n4a2018-14

KRIEGER, M. G. O dicionário de língua como potencial instrumento didático. In: ISQUERDO, A. N.; ALVES, I. M. (org.). As ciências do léxico: lexicologia, lexicografia e terminologia, vol. III. Campo Grande: Editora da UFMS, 2007, p. 295-309.

KRIEGER, M. G.; MÜLLER, A. F. Lexicografia Pedagógica: uma proposição prática exemplificada. Domínios de Lingu@gem. Uberlândia, v. 12, n. 4, p. 1950-1951, out. - dez. 2018. DOI https://doi.org/10.14393/DL36-v12n4a2018-3

MOLINA GARCÍA, D. Fraseología Bilingüe: un enfoque lexicográfico-pedagógico. Granada: Comares, 2006. Capítulo II.

Novíssimo Aulete dicionário contemporâneo da língua portuguesa / Caldas Aulete GEIGER, P. (org.). Rio de Janeiro: Lexikon, 2011.

PENADÉS MARTÍNEZ, I. La enseñanza de las unidades fraseológicas. Madrid: Arco Libros, 1999.

PORTO DAPENA, J. Á. Manual de técnica lexicográfica. Madrid: ARCO/LIBROS, S. A., 2002.

VARGAS, M. D. Lexicografia Pedagógica: história e panorama em contexto brasileiro. Domínios de Lingu@gem. v. 12, n. 4, 2018. DOI https://doi.org/10.14393/DL36-v12n4a2018-2

WELKER, H. A. Colocações e expressões idiomáticas em dicionários gerais. In: ALVAREZ, M. L. O.; UNTERNBÄUMEN, E. H. (org.). Uma (re)visão da teoria e da pesquisa fraseológicas. Campinas: Pontes, 2011. p. 139-159.

Downloads

Publicado

08-05-2023

Como Citar

DI FABIO, R. Colocações em dicionários escolares: algumas reflexões. Revista GTLex, Uberlândia, v. 8, p. e0805, 2023. DOI: 10.14393/Lex-v8a2022/23-5. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/GTLex/article/view/68664. Acesso em: 18 jul. 2024.

Edição

Seção

Lexicografia em Foco