Sinais-termo correspondentes a território nas provas do Enem

a busca pela lematização em glossário semibilíngue didático-pedagógico

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/Lex-v7a2021/22-7

Palavras-chave:

Terminologia, Terminografia Didático-Pedagógica, Libras, Sinais-termo

Resumo

Este artigo objetiva mostrar as diferentes unidades terminológicas sinalizadas (UTS) empregadas por tradutores no caderno de Ciências Humanas e suas Tecnologias do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em Língua Brasileira de Sinais (Libras). As UTS são as que correspondem ao termo "território" em português, verificadas nas videoprovas do Enem aplicadas nos anos de 2017, 2018 e 2019. A partir da análise proposta, apresentamos reflexões que visam encontrar estratégias adequadas para a lematização das UTS em glossário semibilíngue de caráter didático-pedagógico Libras-Português. A análise realizada por nós tem base em pressupostos da Teoria Sentido-Texto (TST), particularmente na abordagem Léxico-Semântica para a estrutura de Terminologia proposta por Marie-Claude L’Homme (2004). Além disso, buscamos apoio teórico nos princípios da diferenciação entre Lexicografia e Terminografia em Bevilacqua e Finatto (2006) e da Terminografia Didático-Pedagógica (TD-P) (FADANELLI, 2017). Como resultado da análise, foi possível pensar em critérios para que os sinais-termo correspondentes possam ser lematizados em glossário semibilíngue de caráter didático-pedagógico. Este estudo nos permitiu propor axiomas que orientam a elaboração de uma obra terminográfica semibilíngue destinada ao público surdo do ensino médio.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eduardo Felipe Felten, UFRGS

Doutorando em Lexicografia, Terminologia e Tradução: relações textuais pelo Programa de Pós-Graduação em Letras da UFRGS.

Referências

ABREU, S. P. Unidades Terminológicas Complexas, Funções Lexicais e Registro Terminográfico. In: As Ciências do Léxico: lexicologia, lexicografia, terminologia. Vol. IX. ISQUERDO, A. N.; ABBADE, C. M. S. (org). Campo Grande, MS: Ed. UFMS, 2020. p. 383-405.

BUGUEÑO MIRANDA, F.; SELISTRE, I. C. T. Os diferentes tipos de dicionários e as tarefas de compreensão e produção de textos em língua inglesa. Revista Travessias. Cascavel, Paraná. Vol. 4, n. 1, p. 757-767, 2010.

BUGUEÑO MIRANDA, F. Da classificação de obras lexicográficas e seus problemas: proposta de uma taxonomia. Alfa, São Paulo, 58 (1): 215-231, 2014.

BUGUEÑO MIRANDA, F.; BORBA, L. C. Manual de (Meta)lexicografia. Goiânia-GO: Espaço Acadêmico, 2019.

BELVILACQUA, C.; FINATTO, M. J. Lexicografia e Terminografia: alguns contrapontos fundamentais. Alfa, São Paulo, 50 (2): 43-54, 2006.

FADANELLI, S. B. Terminografia Didático-Pedagógica: Metodologia para elaboração de recursos voltados ao Ensino de Inglês para fins específicos. Tese (doutorado). PPGLetras-UFRGS, 2017.

FAULSTICH. Formação de termos: do constructo e das regras às evidências empíricas. In: FALSTICH, E.; ABREU, S. P. (org.). Linguística aplicada à terminologia e à lexicografia: cooperação internacional: Brasil e Canadá. Porto Alegre: UFRGS, Instituto de Letras, NEC, 2003. p. 11-32.

FELTEN, E. F. Glossário sistêmico bilíngue Português-Libras de termos da história do Brasil. 2016. 167 f., il. Dissertação (Mestrado em Linguística)—Universidade de Brasília, Brasília, 2016.

FELTEN, E. F. Obras lexicográficas em língua de sinais com base em percursos semasiológicos e onomasiológicos. SAJBETT, v. 7 n. Sup. 2 (2020): Dossiê Léxico, Terminologia e Políticas Linguísticas. pp. 168-198.

FELTEN, E. F.; FINATTO, M. J. B. A Definição Terminológica em Libras: Rumos e Frentes de Pesquisa. Revista Porto das Letras, Vol. 06, Nº 06. 2020.

GAUTON, R. Bilingual Dictionaries, the Lexicographer and the Translator. Lexikos, AFRILEX-reeks/series 18, 2008. p. 106-118.

HANNAY, M. Types of bilingual dictionaires. In: L’HOMME, M-C; HEID, U. (org.). A practical guide to lexicography. John Benjamins Publishing Company: Amsterdam/Philadelphia, 2003.

HURTADO ALBIR, A. Traducción y traductología: introducción a la traductología. Madrid: Gredos, 2001

KRIEGER, M. G.; FINATTO, M. J. B. Introdução à Terminologia: teoria e prática. São Paulo: Contexto, 2018.

KRIEGER, M. G.; WELKER, H. A. Questões de lexicografia pedagógica. In: XATARA, C.; BEVILACQUA, C. R.egina; HUMBLÉ, P. R. M. Dicionários na teoria e na prática: como e para quem são feitos. São Paulo: Parábola Editorial, 2011.

L’HOMME, M. C. La Terminologie: principes e techniques. Les Presse de l’Université de Montréal : Canadá, 2004.

L’HOMME, M. C. A Lexico-semantic Approach to the Structuring of Terminology. Computerm 2004, dans le cadre de Coling 2004. Université de Genève, Genève (Suisse): août 2004.

MEL’ÈUK, A; POLGUÈRE, A. Introduction à la lexicologie explicative et combinatoire, Louvain-la-Neuve (Belgique): Duculot, 1995.

MEL’ÈUK ET AL. Dictionnaire explicatif et combinatoire du français contemporain. Recherches lexico-sémantiques I-IV, Montréal : Les Presses de l’Université de Montréal, 1984-1999.

QUADROS, R. M. ; KARNOPP, L. B. Língua Brasileira de Sinais: estudos linguísticos. Porto Alegre: ArtMED, 2011.

SCHIERHOLZ, S. Lexicografia de especialidade e terminografia. In: As Ciências do Léxico. Lexicologia, Lexicografia e Terminologia. ISQUERDO, A. N.; SEABRA, M. C.T. C. (org.). vol. VI. Campo Grande - MS: Editora UFMS, 2012.

Downloads

Publicado

06-06-2022

Como Citar

Felten, E. F. (2022). Sinais-termo correspondentes a território nas provas do Enem: a busca pela lematização em glossário semibilíngue didático-pedagógico. Revista GTLex, 7. https://doi.org/10.14393/Lex-v7a2021/22-7

Edição

Seção

Artigos