Análise de ausência de equivalência de termos do contrato de prestação de serviços

Autores

  • Gildaris Ferreira Pandim Université Sorbonne nouvelle Paris III

DOI:

https://doi.org/10.14393/Lex1-v1n1a2015-9

Palavras-chave:

Efeitos jurídicos, Aspectos culturais, Contrato de prestação de serviços, Português, Francês

Resumo

Em uma pesquisa terminológica bilíngue, o trabalho do terminólogo é o de encontrar, na língua estrangeira, a equivalência do termo definido na língua vernácula. No contrato de prestação de serviços, documento pelo qual o prestador do serviço compromete-se a realizar determinada tarefa, em benefício do tomador do serviço, alguns termos encontrados em minha pesquisa de Doutorado designam realidades típicas - sob o prisma cultural, institucional e jurídico - do Brasil ou da França. O objetivo aqui é analisar, com base nos pressupostos teórico-metodológicos da Terminologia, termos para os quais não se encontra um equivalente em português ou francês referentes a (a) formas de pagamento: boleto, Chèque Emploi service universel (CESU); (b) identificação da pessoa física ou jurídica: CPF, CNPJ, Système d'Identification du Répertoire des Entreprises (SIREN), Système d'Identification du répertoire des établissements (SIRET); e (c) resolução de litígios: foro. Os efeitos jurídicos subjacentes a esses termos não são aplicáveis e/ou válidos no Brasil ou na França, gerando divergências conceituais entre as duas realidades.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gildaris Ferreira Pandim, Université Sorbonne nouvelle Paris III

Possui Doutorado em Estudos Linguísticos pelas Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho e Université Paris III - Sorbonne Nouvelle (2014 - em cotutela), Mestrado em Lexicologie, Terminologie Multilingues, Traduction pela Université Lumière Lyon II (2007), Mestrado em Estudos Linguísticos pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2007) e Graduação em Letras Tradutor pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2004). Tem experiência profissional no ensino de português língua estrangeira (PLE), francês língua estrangeira (FLE), tradução francês-português e terminologia. Atua como pesquisadora em Linguística, nos subdomínios Terminologia, Terminografia, Estudos da Tradução e Lexicologia.

Downloads

Publicado

15-02-2016

Como Citar

Ferreira Pandim, G. (2016). Análise de ausência de equivalência de termos do contrato de prestação de serviços. Revista GTLex, 1(1), 148–163. https://doi.org/10.14393/Lex1-v1n1a2015-9