Análise Temporal de Ilhas de Calor Através da Temperatura de Superfície e do Índice de Vegetação em Recife-PE, Brasil

Conteúdo do artigo principal

Raquel Arcoverde Vila Nova
https://orcid.org/0000-0003-2055-0387
Rodrigo Mikosz Gonçalves
https://orcid.org/0000-0002-5066-1910
Fábio Vinícius Marley Santos Lima
https://orcid.org/0000-0001-6799-5573

Resumo

Entre os fatores antrópicos que atuam na alta vulnerabilidade para formação de ilhas de calor estão a relação com a densidade populacional e as mudanças no uso do solo. Neste estudo de caso destaca-se que a cidade do Recife possuí uma alta densidade populacional. O objetivo geral desta pesquisa é analisar as variações do índice de vegetação e a temperatura da superfície para identificar a influência dos mesmos na formação de ilhas de calor. Como materiais são utilizadas imagens multiespectrais temporais (Landsat 5-TM e Landsat 8-OLI) abrangendo os anos de 1989 a 2019. Os principais resultados encontrados são: (i) o ano de 2019 com temperaturas mais elevadas, chegando a regiões com 37°C; (ii) em 1989 os valores mais altos foram de 32°C; (iii) em termos de área, a cidade do Recife sofreu um crescimento de 34% para temperaturas acima de 33°C e obteve um decréscimo de 44% considerando temperaturas mais amenas; (iv) os valores da cobertura vegetal sofreram mudanças representativas como o crescimento de 15% no índice de solo exposto, e a redução de 18% do índice de vegetação média; (v) as correlações de Spearman indicam que existem uma forte relação inversamente proporcional entre os dois parâmetros avaliados (temperatura e índice de vegetação), com valores de -0,72 para 1989 e -0,59 para 2019. Por fim, foi possível detectar o processo de formação das ilhas de calor, bem como as ilhas de frescor, observando um aumento na temperatura superficial principalmente onde o processo de urbanização se intensificou no decorrer do tempo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
VILA NOVA, R. A.; GONÇALVES, R. M.; LIMA, F. V. M. S. Análise Temporal de Ilhas de Calor Através da Temperatura de Superfície e do Índice de Vegetação em Recife-PE, Brasil . Revista Brasileira de Cartografia, [S. l.], v. 73, n. 2, p. 598–614, 2021. DOI: 10.14393/rbcv73n2-54522. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistabrasileiracartografia/article/view/54522. Acesso em: 7 dez. 2022.
Seção
Artigos Originais
Biografia do Autor

Raquel Arcoverde Vila Nova, Universidade Federal de Pernambuco

Aluna de pós graduação da UFPE, pelo departamento de Engenhraia Cartográfica.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)