Detecção de mudanças espaciais relacionadas à expansão da fronteira agrícola no Bioma Pampa

Conteúdo do artigo principal

Vagner Paz Mengue
Tatiana Silva da Silva
Denise Cybis Fontana
Fernando Comerlato Scottá

Resumo

O objetivo principal deste trabalho é avaliar e predizer a expansão da fronteira agrícola sobre campos nativos do bioma Pampa, com base em modelos espaciais em sistema de informação geográfica e dados de sensoriamento remoto. Foi utilizado o módulo Land Change Modeler (LCM), do software IDRISI, no município de Tupanciretã, RS, para quantificar as mudanças ocorridas e realizar predições até 2025. Uma classificação híbrida foi realizada com imagens multiespectrais dos satélites Landsat 5 e 8, nos anos de 1985, 2005, 2011 e 2015, para servir de dados de entrada do modelo. Para desenvolver e validar o modelo, foram utilizadas covariáveis explanatórias e computadas a exatidão global e a curva ROC. Foi verificado um aumento de aproximadamente 90.586 hectares da área agrícola entre os anos 1985 e 2015, enquanto a área de campo foi reduzida. O LCM permitiu a geração e validação de um modelo de previsão do uso do solo até o ano de 2025. Foi predito um contínuo aumento médio de 1.453 ha/ano das áreas agrícolas, substituindo áreas originais de campo a uma taxa de 1.427 ha/ano.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
MENGUE, V. P.; DA SILVA, T. S.; FONTANA, D. C.; SCOTTÁ, F. C. Detecção de mudanças espaciais relacionadas à expansão da fronteira agrícola no Bioma Pampa. Revista Brasileira de Cartografia, [S. l.], v. 70, n. 1, p. 40–70, 2018. DOI: 10.14393/rbcv70n1-45189. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistabrasileiracartografia/article/view/45189. Acesso em: 3 dez. 2022.
Seção
Artigos Originais