MODELAGEM DINÂMICA DA MUDANÇA DO USO E COBERTURA DO SOLO NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO PARAÍBA DO SUL A PARTIR DE IMAGENS MODIS E UM MODELO DE SUB-REGIÕES

Conteúdo do artigo principal

Marcel Pereira de Andrade
Celso Bandeira de Melo Ribeiro
Ricardo Neves de Souza Lima

Resumo

Alterações ocorridas na paisagem natural devido ao desenvolvimento de atividades antrópicas como urbanização, expansão agrícola e desmatamento sobre uma bacia hidrográï¬ca, exercem influência nos processos referentes ao ciclo hidrológico. Com isso, o presente estudo destinou-se a entender as mudanças no uso e cobertura do solo, sobretudo em áreas de floresta, gerando uma projeção futura para a bacia hidrográï¬ca do rio Paraíba do Sul, importante manancial para o abastecimento de água de municípios dos Estados do Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais. A simulação da mudança no uso e cobertura do solo foi realizada para o período de 2013 a 2023, através de um modelo de subregiões no Dinâmica EGO. Como sub-regiões foi utilizado o mapa das sub-bacias, da área em estudo, e os mapas de uso e ocupação do solo utilizados foram os do produto MODIS Land Cover Type 1. Após a simulação foram avaliadas as alterações das áreas do uso do solo por sub-bacias para cada ano do período de 2001 a 2023.Os resultados obtidos mostraram que as maiores taxas de transições, em geral, foram dadas pela perda de floresta para pasto e agricultura. Destacou-se também o resultado das bacias dos rios Pomba e Muriaé por possuírem, respectivamente, as maiores áreas de pasto em comparação com as outras sub-bacias e que a curva da área desta classe é crescente de 2001 a 2023. Concluiu-se que o desempenho do modelo de sub-regiões utilizado foi satisfatório e que as análises construídas, neste estudo, podem auxiliar no planejamento e na gestão dos recursos hídricos, na região da bacia do Rio Paraíba do Sul.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
ANDRADE, M. P. de; RIBEIRO, C. B. de M.; LIMA, R. N. de S. MODELAGEM DINÂMICA DA MUDANÇA DO USO E COBERTURA DO SOLO NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO PARAÍBA DO SUL A PARTIR DE IMAGENS MODIS E UM MODELO DE SUB-REGIÕES. Revista Brasileira de Cartografia, [S. l.], v. 68, n. 5, 2016. DOI: 10.14393/rbcv68n5-44429. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistabrasileiracartografia/article/view/44429. Acesso em: 7 dez. 2022.
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Marcel Pereira de Andrade, Universidade Federal de Juiz de Fora, Departamento de Engenharia Ambiental e Sanitária- ESA

Graduando do curso de Engenharia Ambiental e Sanitária, pela Universidade Federal de Juiz

Celso Bandeira de Melo Ribeiro, Universidade Federal de Juiz de Fora, Professor do Departamento de Engenharia Ambiental e Sanitária- ESA

Possui graduação em Engenharia Civil Universidade Federal de Juiz de Fora (1996), mestrado em Recursos Hídricos pela Universidade Federal do Rio de Janeiro PEC/COPPE/UFRJ (2001) e doutorado em Recursos Hídricos pelo Departamento de Engenharia Agrícola da Universidade Federal de Viçosa DEA/UFV (2007). Concluiu em 2014 estágio pós-doutoral pela Texas A&M University, EUA, trabalhando no Grupo de Pesquisa Vadose Zone Research Group (VZRG), desenvolvendo pesquisa com modelagem hidrológica em grande escala. Atualmente é Professor Adjunto 4 da Universidade Federal de Juiz de Fora, no Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental ESA/UFJF. Tem experiência em atividades de planejamento e gestão de recursos hídricos, atuando como Analista Ambiental em Recursos Hídricos em órgãos gestores Estaduais (IGAM-MG e IEMA-ES). Atua na área planejamento e gestão dos recursos hídricos, estudos hidrológicos, manejo de bacias hidrográficas, modelagem da quantidade e qualidade da água, sensoriamento remoto, geoprocessamento, com foco na aplicação e desenvolvimento de ferramentas de suporte à decisão para gerenciamento dos recursos hídricos.

Ricardo Neves de Souza Lima, IBGE

Possui graduação em geografia pela Universidade Federal de Juiz de Fora (2008), Especialização em Análise Ambiental pela Universidade Federal de Juiz de Fora (2010) e mestrado do Programa de Pós-Graduação em Ecologia pela Universidade Federal de Juiz de Fora (2013). Tem experiência na área de Geociências, com ênfase em Geoprocessamento e Sensoriamento Remoto, atuando nos seguintes temas: hidrologia, análise de bacias hidrográficas, modelagem ambiental, monitoramento do uso e ocupação do solo e ecossistemas aquáticos.Servidor Público, Enquadramento Funcional: Tecnologista em Informações Geog. e Estat. IBGE