ANÁLISE DO ESCOAMENTO SUPERFICIAL NA BACIA HIDROGRÁFICA DO VACACAÍ-VACACAÍ MIRIM

Conteúdo do artigo principal

Gustavo Rodrigues Toniolo
María Silvia Pardi Lacruz
Tania Maria Sausen

Resumo

Este trabalho tem como objetivo analisar as alterações do escoamento superficial na bacia hidrográfica do Vacacaí-Vacacaí Mirim, considerando as mudanças de uso e cobertura da terra para os anos de 1990 e 2009. Esta bacia está localizada no Centro Ocidente do estado do Rio Grande do Sul, tem uma área de 11.195  km² e os municípios que a compõem têm sua renda provinda principalmente da atividade agropecuária. Utilizando técnicas de geoprocessamento, se aplicou o modelo Curve Number (CN) desenvolvido pelo Soil Conservation Service (SCS), com o intuito de analisar as alterações do escoamento superficial na bacia hidrográfica, em função das mudanças de uso e cobertura da terra para os anos de 1990 e 2009. O trabalho busca uma modelagem do escoamento superficial em uma bacia predominantemente rural e carente de dados hidrológicos, contribuindo assim para o auxílio ao planejamento e gerenciamento desta. Inicialmente, se realizou a caracterização física da bacia, buscando identificar e estudar as peculiaridades referentes à litologia e uso e cobertura, que serviram de subsídio para a elaboração dos mapas de uso e cobertura da terra e do potencial de escoamento superficial. Para a obtenção do mapa de grupos hidrológicos de solos se utilizou um mapa de tipos de solos já existente, e posteriormente cada tipo de solo foi reclassificado de acordo com suas características hidrológicas. Os mapas de uso e cobertura resultaram da segmentação, utilizando um algoritmo de crescimento de regiões, e posterior classificação por regiões baseada na distância de Bhattacharya, das imagens TM/Landsat 5 correspondentes à área em estudo para cada ano analisado. A partir da integração dos mapas de uso e cobertura do solo para os anos de 1990 e 2009 e do mapa de grupos hidrológicos se obteve o mapa de potencial de escoamento superficial ou Curve Number para cada ano considerado. O processamento das imagens e a integração das informações se realizaram utilizando o software SPRING. A metodologia proposta mostrou-se eficiente possibilitando a análise do escoamento superficial da bacia para cada ano analisado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
TONIOLO, G. R.; LACRUZ, M. S. P.; SAUSEN, T. M. ANÁLISE DO ESCOAMENTO SUPERFICIAL NA BACIA HIDROGRÁFICA DO VACACAÍ-VACACAÍ MIRIM. Revista Brasileira de Cartografia, [S. l.], v. 65, n. 3, 2013. DOI: 10.14393/rbcv65n3-44807. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistabrasileiracartografia/article/view/44807. Acesso em: 13 jun. 2024.
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Gustavo Rodrigues Toniolo, Universidade Federal de Santa Maria

Universidade Federal de Santa Maria

María Silvia Pardi Lacruz, Centro Regional de Educação em Ciência e Tecnologia Espacial para a América Latina e o Caribe

Possui graduação em Geografia pela Universidad Central de Venezuela (1988), mestrado em Sensoriamento Remoto pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (1996) e doutorado em Sensoriamento Remoto pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (2006). Tem experiência na área de Geociências, com ênfase em sensoriamento remoto e sistemas de informações geográficas, atuando principalmente nos seguintes temas: sensoriamento remoto no levantamento e monitoramento da cobertura vegetal, dinâmica de uso e cobertura do solo, conservação de áreas naturais e geotecnologias para desastres naturais.

Tania Maria Sausen, Centro Regional Sul de Pesquisas Espaciais - CRS/INPE

Centro Regional Sul de Pesquisas Espaciais - CRS/INPE GEODESASTRES-SUL

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)