MAPEAMENTO DE TRECHOS RODOVIÁRIOS CRÍTICOS

Conteúdo do artigo principal

Mariana Dias Chaves
Vilma Mayumi Tachibana
João Fernando Custodio da Silva

Resumo

Organismos internacionais de saúde, e brasileiros também, consideram a alta incidência de acidentes viários uma epidemia por causa dos milhares de vítimas fatais e sobreviventes com sequelas. A quantidade no espaço urbano é preocupante, porém a letalidade dos eventos rodoviários é maior. Considerado um assunto de alta complexidade por causa das muitas variáveis que concorrem para a ocorrência dos acidentes, o estudo dos fatores determinantes não despreza nenhum tipo de contribuição calcada em ciência e tecnologia. Os registros oficiais dos acidentes rodoviários são de responsabilidade das polícias rodoviárias federal e estaduais. Os dados de acidentes no trecho km 493 a 592 da rodovia SP-270 (Raposo Tavares), do período de 2007 a 2013, foram analisados e a síntese indicou que 70% dos acidentes ocorrem em 30% do trecho, sendo o mais crítico o do km 568 ao 570. Este curto trecho crítico foi percorrido com um sistema de mapeamento móvel para obter imagens georreferenciadas para estudos e visualização. A extensão estudada foi representada em uma carta geográfica digital por subtrechos classificados de baixo, moderado e crítico. A metodologia integra diferentes fontes de dados e efetivamente contribui nos processos de tomada de decisão para fins de atenuar os riscos e a redução dos acidentes viários.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
CHAVES, M. D.; TACHIBANA, V. M.; DA SILVA, J. F. C. MAPEAMENTO DE TRECHOS RODOVIÁRIOS CRÍTICOS. Revista Brasileira de Cartografia, [S. l.], v. 68, n. 4, 2016. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistabrasileiracartografia/article/view/44287. Acesso em: 17 ago. 2022.
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Mariana Dias Chaves, Universidade Estadual Paulista - UNESP

Organismos internacionais de saúde, e brasileiros também, consideram a alta incidência de acidentes viários uma epidemia por causa dos milhares de vítimas fatais e sobreviventes com sequelas. A quantidade no espaço urbano é preocupante, porém a letalidade dos eventos rodoviários é maior. Considerado um assunto de alta complexidade por causa das muitas variáveis que concorrem para a ocorrência dos acidentes, o estudo dos fatores determinantes não despreza nenhum tipo de contribuição calcada em ciência e tecnologia. Os registros oficiais dos acidentes rodoviários são de responsabilidade das polícias rodoviárias federal e estaduais. Os dados de acidentes no trecho km 493 a 592 da rodovia SP-270 (Raposo Tavares), do período de 2007 a 2013, foram analisados e a síntese indicou que 70% dos acidentes ocorrem em 30% do trecho, sendo o mais crítico o do km 568 ao 570. Este curto trecho crítico foi percorrido com um sistema de mapeamento móvel para obter imagens georreferenciadas para estudos e visualização. A extensão estudada foi representada em uma carta geográfica digital por subtrechos classificados de baixo, moderado e crítico. A metodologia integra diferentes fontes de dados e efetivamente contribui nos processos de tomada de decisão para fins de atenuar os riscos e a redução dos acidentes viários.

Vilma Mayumi Tachibana, Universidade Estadual Paulista - UNESP

Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT) Departamento de Estatística

João Fernando Custodio da Silva, Universidade Estadual Paulista - UNESP

Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT)

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>