SENSIBILIDADE AMBIENTAL AO DERRAME DE ÓLEO DA LINHA DE COSTA DA BAÍA DE SANTOS, SP – BRASIL

Conteúdo do artigo principal

Rafael Riani Costa Perinotto
Paulina Setti Riedel
João Carlos Carvalho Milanelli

Resumo

A região da Baía de Santos apresenta elevada complexidade e relevância econômica com alto risco de ocorrência de
derrames de óleo devido ao intenso fluxo de embarcações, decorrentes principalmente das atividades do Porto de
Santos, mas também de atividades de pesca, transporte e de lazer e esportes náuticos. Este compartimento fisiográfico
está em constante interação com o sistema estuarino e com a plataforma continental adjacentes. Foram realizados
trabalhos de campo que possibilitaram a classificação dos segmentos mapeados de acordo com o Índice de Sensibilidade
do Litoral, e que propiciaram, além da elaboração das Cartas SAO, um levantamento mais detalhado de informações
adicionadas a um banco de dados espaciais, inserido em um Sistema de Informação Geográfica. Os setores leste e oeste
desta baía são amplamente dominados por costões rochosos, em geral bastante fragmentados e heterogêneos, de maior
sensibilidade; enquanto o setor norte apresenta predominância de extensas praias dissipativas. Os resultados obtidos
são úteis para o planejamento de contingência e constituem importante contribuição à gestão ambiental da zona costeira
estudada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
PERINOTTO, R. R. C.; RIEDEL, P. S.; MILANELLI, J. C. C. SENSIBILIDADE AMBIENTAL AO DERRAME DE ÓLEO DA LINHA DE COSTA DA BAÍA DE SANTOS, SP – BRASIL. Revista Brasileira de Cartografia, [S. l.], v. 63, n. 4, p. 501–514, 2011. DOI: 10.14393/rbcv63n4-49222. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistabrasileiracartografia/article/view/49222. Acesso em: 23 maio. 2024.
Seção
Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>