MAPEAMENTO DA SENSIBILIDADE AMBIENTAL A DERRAMES DE ÓLEO EM ILHABELA, SÃO PAULO

Conteúdo do artigo principal

Miguel Vieira de Lima
Dimas Dias-Brito
João Carlos Carvalho Milanelli

Resumo

A faixa litorânea da Ilha de São Sebastião (Ilhabela) que bordeja o Canal de São Sebastião - onde está estabelecido o maior terminal petrolífero do Brasil e ocorre intensa movimentação de petroleiros – constitui o segmento mais impactado por episódios de vazamento de petróleo do litoral norte do Estado de São Paulo. Neste estudo, o segmento centro-oeste deste litoral, com relevância ecológica e significativa importância sócio-econômica, foi mapeado quanto à sua sensibilidade ao óleo na escala 1:10.000. Estudos de campo e laboratório, somados às informações da literatura, permitiram a definição do índice de sensibilidade litorânea para os diferentes padrões da zona entre-marés, que incluem praias arenosas, costas rochosas e manguezal. O histórico de acidentes envolvendo vazamentos de óleo nos últimos 30 anos indica as praias arenosas do norte da parte ocidental da ilha como sendo o segmento mais suscetível a eventos de poluição por óleo. Os resultados obtidos neste trabalho, que também apresenta considerações sobre todo o litoral do arquipélago de Ilhabela, são úteis para planos de contingência e emergência, bem como para o gerenciamento costeiro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
DE LIMA, M. V.; DIAS-BRITO, D.; MILANELLI, J. C. C. MAPEAMENTO DA SENSIBILIDADE AMBIENTAL A DERRAMES DE ÓLEO EM ILHABELA, SÃO PAULO. Revista Brasileira de Cartografia, [S. l.], v. 60, n. 2, 2009. DOI: 10.14393/rbcv60n2-44877. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistabrasileiracartografia/article/view/44877. Acesso em: 21 abr. 2024.
Seção
Artigos

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.