CLASSIFICAÇÃO ORIENTADA A OBJETOS PARA MAPEAR FLORESTAS SECUNDÁRIAS EM SANTA CATARINA, SUL DO BRASIL

Conteúdo do artigo principal

Gustavo Antonio Piazza
Alexander Christian Vibrans

Resumo

A Mata Atlântica é um dos biomas brasileiros mais ameaçados. Grande parte de seus remanescentes é representada por fragmentos florestais secundários, formando uma paisagem repleta de mosaicos de estágios sucessionais e de outros usos do solo. Técnicas de sensoriamento remoto são essenciais para o seu mapeamento e monitoramento. Entretanto, com o advento de sensores com maior resolução espacial e espectral, novas técnicas de processamento e análise dos dados captados foram criadas, pois ferramentas tradicionais, como a classificação pixel-a-pixel, mostraram-se insuficientes. Este estudo teve por objetivo utilizar uma destas novas ferramentas, a classificação orientada a objetos, em fotografias aéreas de alta resolução espacial (0,39 x 0,39 m) com três bandas no espectro visível (0,38 - 0,70 μm) para mapear os estágios iniciais de regeneração de florestas secundárias da Floresta Ombrófila Densa em Santa Catarina, Brasil. Baseado em escala, forma e compacidade, foi utilizado o algoritmo de segmentação multiresolução para gerar objetos e determinar seus atributos espectrais, espaciais e texturais. Para a classificação foram utilizados oito atributos selecionados, entre espectrais e espaciais. A acuracidade geral da classificação obteve índice Kappa de 0,84, variando de 1,00 (floresta em estágio avançado), 0,95 (área agrícola), 0,66 (floresta em estágio inicial) a 0,58 (floresta planta da). Estas últimas duas classes apresentaram heterogeneidade espectral maior, pela sua variabilidade natural (estágio inicial) e por serem reflorestamentos não empresariais com deficiências silviculturais, influenciando o desempenho da técnica utilizada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
PIAZZA, G. A.; VIBRANS, A. C. CLASSIFICAÇÃO ORIENTADA A OBJETOS PARA MAPEAR FLORESTAS SECUNDÁRIAS EM SANTA CATARINA, SUL DO BRASIL. Revista Brasileira de Cartografia, [S. l.], v. 66, n. 5, 2014. DOI: 10.14393/rbcv66n5-44695. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistabrasileiracartografia/article/view/44695. Acesso em: 30 nov. 2022.
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Gustavo Antonio Piazza, Fundação Universidade Regional de Blumenau - FURB

Programa de Pós-Graduação em Engenharia Ambiental

Alexander Christian Vibrans, Fundação Universidade Regional de Blumenau - FURB

Programa de Pós-Graduação em Engenharia Ambiental