Políticas educacionais nas prescrições para o Ensino Médio: dimensões para o ensino de leitura

Autores

  • Lidia Stutz Universidade Estadual do Centro-Oeste - UNICENTRO.
  • Vera Lucia Lopes Cristovão Universidade Estadual de Londrina - UEL

DOI:

https://doi.org/10.14393/LL63-v33n2a2017-2

Palavras-chave:

Compreensão Escrita, Prescrições Educacionais, Línguas Estrangeiras, Língua Portuguesa

Resumo

Este artigo tem o objetivo de mapear as dimensões de linguagem explicitadas em prescrições educacionais brasileiras de Ensino Médio, a fim de compreender quais são os direcionamentos dados aos docentes para a prática de ensino para a compreensão escrita em línguas estrangeiras (LEs) e em língua portuguesa como língua materna (LPLM). A partir deste levantamento analisamos se as propostas para ambas as línguas aproximam-se ou mostram caminhos distintos para o enfoque da compreensão escrita. O caráter documental do estudo tem como corpus seis importantes documentos que regem o currículo escolar para o referido nível nas duas últimas décadas: Parâmetros Curriculares Nacionais para o Ensino Médio (BRASIL, 2000), Orientações Curriculares para o Ensino Médio (BRASIL, 2006), Diretrizes Curriculares do Estado do Paraná- Língua Portuguesa e Língua Estrangeira Moderna (PARANÁ, 2008), Base Nacional Comum Curricular (BRASIL, 2016), Matriz de Referência do Exame Nacional do Ensino Médio- ENEM (BRASIL, s.d.), Guia de Livros Didáticos: PNLDEM (BRASIL, 2015). A proposta para o trabalho didático com leitura nos documentos ancora-se na concepção de linguagem como fenômeno social e de interação verbal. Classificamos os elementos propostos nos documentos em ordem descendente em cinco dimensões: macro e microcontextual, organizacional, linguístico-enunciativa e cognitiva. Além dessas, duas outras dimensões foram categorizadas como: multimodais e digitais. Observamos que há maior fluidez nas propostas das duas línguas em aspectos microcontextuais e em alguns elementos linguístico-enunciativos. Embora haja interesse em propostas inter- ou transdisciplinares, nas demais dimensões não há maior aproximação nos documentos para facilitar e fortalecer a prática docente e contribuir para aprimorar as capacidades de linguagem discente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lidia Stutz, Universidade Estadual do Centro-Oeste - UNICENTRO.

Professora Adjunta do Departamento de Letras e do Programa de Pós-Graduação em Letras da UNICENTRO, PR.

 

Vera Lucia Lopes Cristovão, Universidade Estadual de Londrina - UEL

Professora Associada do Programa de Pós Graduação em Estudos da Linguagem  - UEL

Downloads

Publicado

2017-11-08

Como Citar

STUTZ, L.; CRISTOVÃO, V. L. L. Políticas educacionais nas prescrições para o Ensino Médio: dimensões para o ensino de leitura. Letras & Letras, [S. l.], v. 33, n. 2, p. 35–63, 2017. DOI: 10.14393/LL63-v33n2a2017-2. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/letraseletras/article/view/38017. Acesso em: 18 maio. 2022.