Quando da tira pouco se tira. O uso da tira no livro didático de Língua Portuguesa: possibilidades e entraves

Autores

  • Tadna Simone Azevedo Ralile Menezes Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC)
  • Nair Floresta Andrade Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC)

DOI:

https://doi.org/10.14393/LL63-v32n4a2016-9

Palavras-chave:

Leitura, Tira, Livro didático, Língua Portuguesa

Resumo

Nos últimos anos, têm-se notado a inclusão e a utilização de Histórias em Quadrinhos - Tira - no ambiente educacional, o que tem gerado novos desafios para o professor preocupado com a formação do leitor autônomo e crítico, professor esse que almeja por melhores práticas pedagógicas, tendo o ensino-aprendizagem pautado na construção de um aluno letrado. No entanto, ao serem didatizadas no livro didático, algumas dessas possibilidades ficam comprometidas pela supremacia do uso do texto como pretexto para ensinar conteúdos gramaticais, criando-se, assim, entraves para o letramento do aluno. Diante do exposto, este trabalho tem por objetivo geral avaliar como o gênero Tira é explorado nos livros didáticos de Língua Portuguesa do Ensino Fundamental II, em especial no 9º ano.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tadna Simone Azevedo Ralile Menezes, Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC)

Professora mestra de Língua Portuguesa e Literatura da Rede Estadual de ensino da Bahia,

Downloads

Publicado

2016-12-31

Como Citar

MENEZES, T. S. A. R.; ANDRADE, N. F. Quando da tira pouco se tira. O uso da tira no livro didático de Língua Portuguesa: possibilidades e entraves. Letras & Letras, [S. l.], v. 32, n. 4, p. 189–209, 2016. DOI: 10.14393/LL63-v32n4a2016-9. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/letraseletras/article/view/35270. Acesso em: 13 ago. 2022.