Piteco e as estratégias de leitura: um diálogo entre o estudo da língua e a filosofia

Autores

  • Roberto Pinheiro Araújo Universidade Federal do Pará (UFPA)
  • Márcia Cristina Greco Ohuschi Universidade Federal do Pará (UFPA)

DOI:

https://doi.org/10.14393/LL63-v32n2a2016-14

Palavras-chave:

Interação, Estratégias de Leitura, Filosofia.

Resumo

Platão, filósofo grego que viveu nos séc. V-IV a.C., foi um dos pensadores a expor o entendimento da realidade em termos duais. Muito é debatido sobre suas ideias em filmes, livros e quadrinhos. No ensino de filosofia grega e, mais especificamente, dos conceitos platônicos, na escola, sempre figura o mito da caverna, segmento do livro mais importante do filósofo ateniense, A República. Devido à sua importância para a humanidade, adotamos, para o trabalho didático, o capítulo VII do livro de Platão, no qual figura a alegoria da caverna, revisitada por Maurício de Souza em uma história em quadrinhos do personagem Piteco. O foco deste trabalho, contudo, não é a filosofia, mas as estratégias de leitura que construímos ao longo do processo de interação com o texto. Portanto, nosso objetivo é ampliar, a partir da narrativa de Piteco, o conhecimento acerca das estratégias de compreensão leitora: seleção, antecipação, verificação e inferência. Para tanto, adotamos como método a leitura segmentada com o intuito de demonstrar como operam as estratégias durante o processamento textual. Ao final, apresentamos sugestões para o trabalho com a história em quadrinho na sala de aula, com atividades que apontam o antes, o durante e o depois da leitura. A pesquisa está embasada na concepção dialógica da linguagem expressa por Bakhtin/Volochinov (1992) e nos estudos realizados por Solé (1998) e Menegassi (2005) a respeito das habilidades fundamentais que possibilitam a formação e desenvolvimento de um leitor crítico e competente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Roberto Pinheiro Araújo, Universidade Federal do Pará (UFPA)

Aluno do Mestrado Profissional em Letras - PROFLETRAS, pela Universidade Federal do Pará (UFPA), professor de Língua Portuguesa da Educação Básica, pela Secretaria do Estado do Pará.

Márcia Cristina Greco Ohuschi, Universidade Federal do Pará (UFPA)

Docente nos cursos de graduação e pós-graduação na Universidade Federal do Pará (UFPA), doutora em Estudos da Linguagem pela Universidade Estadual de Londrina (UEL) e mestre em Letras pela Universidade Estadual de Maringá (UEM).

Downloads

Publicado

2017-03-15

Como Citar

ARAÚJO, R. P.; OHUSCHI, M. C. G. Piteco e as estratégias de leitura: um diálogo entre o estudo da língua e a filosofia. Letras & Letras, [S. l.], v. 32, n. 2, p. 286–313, 2017. DOI: 10.14393/LL63-v32n2a2016-14. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/letraseletras/article/view/35227. Acesso em: 11 ago. 2022.