Os processos de flexão nas línguas de sinais

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/LL63-v37n2-2021-18

Palavras-chave:

Processo de flexão, Língua de sinais, Libras

Resumo

Assumimos como objetivo geral do presente estudo investigar sobre o processo de flexão nas línguas de sinais. Especificamente, pretendemos analisar o fenômeno de flexão na Língua Brasileira de Sinais – Libras. Quanto ao quadro teórico-metodológico, o estudo conta com uma revisão bibliográfica da temática de estudo. O referencial teórico desse estudo se baseia em um conjunto de pressupostos teóricos que nortearam o trabalho descritivo das línguas de sinais e da Libras, sobretudo os desenvolvidos por Aronoff (1997), Aronoff, Meir e Sandler (2005), Felipe (2006), Ferreira Brito (1995;2010), Quadros e Karnopp (2004). O desejo de contribuir com os estudos na área da descrição dos aspectos morfológicos da Libras e a pouca ênfase dada ao tratamento dos processos de flexão nas línguas de sinais é o que justifica essa pesquisa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Raquel Bernardes, Universidade Federal de Uberlândia - UFU

Doutoranda em Estudos Linguísticos e Intérprete de Libras da Universidade Federal de Uberlândia – UFU. Pesquisadora do GPELET– Grupo de Pesquisas em Estudos da Linguagem, Libras, Educação Especial e a Distância e Tecnologias. Uberlândia – MG.

Eliamar Godoi, Universidade Federal de Uberlândia

Doutorado em Estudos Linguísticos e Mestrado em Linguística pela Universidade Federal de Uberlândia - UFU. Pós-Graduação em Língua de Sinais Brasileira - Libras pelo Instituto Eficaz. Especialização em Educação Especial pela Faculdade Católica de Uberlândia - SOCEUB. Graduação em Letras e em Pedagogia pela Universidade Federal de Uberlândia - UFU. Bacharelado em Psicologia pela Faculdade Pitágoras. Professora Adjunta do Instituto de Letras e Linguística - ILEEL e do Programa de Pós-Graduação em Estudos Linguísticos - PPGEL da Universidade Federal de Uberlândia - UFU. Líder e Pesquisadora do Grupo de Pesquisas em Estudos da Linguagem, Libras, Educação Especial e a Distância e Tecnologias - GPELET. Pesquisas na área de Libras e de escolarização de pessoas com deficiência, Linguagens, Linguística com ênfase em Libras, Língua Portuguesa e Educação Especial e a Distância. Atua nos seguintes temas: Aspectos Linguísticos da Libras, Estágio de Libras, Ensino e Metodologias do ensino de Libras e da Língua Portuguesa, Língua Portuguesa para surdos e ouvintes, Educação Especial e a Distância e Linguagens.

Letícia de Sousa Leite, Universidade Federal de Uberlândia

Doutorado em andamento em Estudos Linguísticos pela Universidade Federal de Uberlândia - UFU, Programa de Pós Graduação em Estudos Linguísticos - PPGEL. Mestre em Estudos Linguísticos pela UFU / PPGEL. Especialista em Educação Especial e Atendimento Educacional Especializado pela Universidade Federal de Uberlândia - UFU. Graduada em Pedagogia pela Universidade Federal de Ouro Preto - UFOP. Intérprete de Libras da Universidade Federal de Uberlândia vinculada à Divisão de Ensino, Pesquisa, Extensão e Atendimento em Educação Especial - DEPAE. Pesquisadora do Grupo de Pesquisas em Estudos da Linguagem, Libras, Educação Especial e a Distância e Tecnologias - GPELET.

Referências

ARONOFF, M. Gender agreement as morphology. Allomorphy, compounding, inflection, Mediterranean Morphology Meetings (MMM), v. 1, p. 7-18, 1997. Disponível em: https://academia.lis.upatras.gr/mmm/article/view/2339/2598 Acesso em: 07 mai. 2020.

ARONOFF, M.; MEIR, I.; SANDLER, W. The paradox of sign language morphology. Language, v. 81, n. 2, p. 301-344, jun. 2005. DOI: https://doi.org/10.1353/lan.2005.0043

BRASIL. Lei nº 10.436, de 24 de abril de 2002. Dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais – Libras e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, 25 abr. 2002.

FELIPE, T. A. Os processos de formação de palavras na Libras. ETD. Educação Temática Digital, v. 7, p. 200-217, 2006. DOI: https://doi.org/10.20396/etd.v7i2.803

FELIPE, T. A. A relação sintático-semântica dos verbos e seus argumentos na Língua Brasileira de Sinais – LIBRAS. 1998.Tese (Doutorado) – Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 1998.

FERREIRA BRITO, L. Por uma gramática de Língua de Sinais. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1995; 2010.

QUADROS, R. M.; KARNOPP, L. B. Libras: estudos linguísticos. Porto Alegre: ArtMed, 2004.

Downloads

Publicado

2021-12-31

Como Citar

BERNARDES, R. .; GODOI, E. .; DE SOUSA LEITE, L. . Os processos de flexão nas línguas de sinais. Letras & Letras, [S. l.], v. 37, n. 2, p. 383–402, 2021. DOI: 10.14393/LL63-v37n2-2021-18. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/letraseletras/article/view/57938. Acesso em: 9 ago. 2022.