Proposta de estrutura de verbete para um vocabulário da avifauna do Pantanal sul-mato-grossense

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/Lex-v8a2022/23-1

Palavras-chave:

Lexicografia, Terminografia, Ornitologia, Pantanal do Mato grosso do sul

Resumo

O Pantanal é uma ecorregião que reúne um contingente importante de aves, representando cerca de 40% das espécies da avifauna do Brasil. Apesar do interesse despertado por essa característica da região, a lacuna de publicações científicas, destinadas a um público-alvo de pesquisadores que se ocupam de estudos sobre a avifauna representa uma barreira à comunicação entre especialistas e pantaneiros. Este trabalho, recorte de uma pesquisa de doutorado em andamento, propõe uma reflexão sobre a concepção de verbete de um vocabulário especializado, que favoreça uma melhor comunicação entre ornitólogos, observadores leigos da avifauna e habitantes das sub-regiões do Pantanal. O estudo parte da observação de disparidades morfossemânticas identificadas na análise comparativa dos táxons da avifauna do Pantanal sul-mato-grossense nos diferentes idiomas disponíveis no site Avibase (Banco de dados mundial da avifauna, 2021).  O corpus da nomenclatura científica foi obtido no Registro Brasileiro de Ornitologia (RBO, 2021) e complementado com dados fotográficos e linguísticos mediante entrevistas com habitantes do Pantanal. O estudo orienta-se por princípios teóricos da Lexicografia (REY-DEBOVE, 1971), da Terminografia (REY, 1979; KRIEGER; FINATTO, 2004; BARROS, 2004; FAULSTICH, 2010) e da Terminologia multilíngue (THOIRON, 1994), autor que propõe a concepção da definição, com os semas das denominações em um máximo de idiomas diferentes. Este trabalho discute uma proposta de verbete cuja definição busca oferecer ao público-alvo indicações científicas indispensáveis à observação da avifauna que, ao mesmo tempo em que forneçam dados sociolinguísticos, etimológicos e enciclopédicos, facilitem a comunicação com a população pantaneira e uma melhor compreensão do objeto de estudo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thierry Delmond, UFMS

Doutorando, PPGLetras/UFMS.

Aparecida Isquerdo, UFMS

Professora Doutora, PPGLetras/UFMS.

Referências

ALMEIDA, G. M. B. A teoria comunicativa da terminologia e a sua prática. Alfa, São Paulo, n. 50, v. 2, p. 85-101, 2006. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/alfa/article/view/1413. Acesso em: 10 nov. 2021.

AVIBASE. The World Bird Database. Disponível em: https://avibase.bsc-eoc.org/avibase.jsp. Acesso em: 20 jan. 2022.

BARROS, L. de A. Curso básico de terminologia. São Paulo: Edusp, 2004.

FERNANDES, I. M.; SIGNOR, C. A.; PENHA, J. (org.). Biodiversidade no Pantanal de Poconé. Cuiabá: Centro de Pesquisa do Pantanal, 2010. p. 36-38. Disponível em: https://ppbio.inpa.gov.br/sites/default/files/Livro_Pocone_Ebook.pdf. Acesso em: 12 set. 2021.

FAULSTICH, E. Para gostar de ler um dicionário. In: RAMOS, C. M. A; BEZERRA, J. R. M.; ROCHA, M. F. S. (org.). Pelos caminhos da dialetologia e da sociolinguística: entrelaçando saberes e vidas. v. 1, 1 ed. São Luís: UFMA, 2010. p. 166-185.

FINATTO, M. J. B. Unidade e variação na língua portuguesa: a variação em terminologia. Revista Internacional de Língua Portuguesa, Lisboa, n. 15, p. 64-68, 1996.

FRISCH, J. D.; FRISCH, C. D. Aves brasileiras e plantas que as atraem. 3ª ed. São Paulo: Dalgas Ecoltec, 2005.

GURAN, M. Considerações sobre a constituição e a utilização de um corpus fotográfico na pesquisa antropológica. Discursos fotográficos, Londrina, v. 7, n. 10, p. 77-106, 2011. Disponível em: https://www.uel.br/revistas/uel/index.php/discursosfotograficos/article/view/9215. Acesso em: 23 abr. 2021. DOI https://doi.org/10.5433/1984-7939.2011v7n10p77

KRIEGER, M. G.; FINATTO, M. J. B. Introdução à Terminologia: teoria e prática. São Paulo: Editora Contexto, 2004.

PACHECO, J. F. et al. Annotated checklist of the birds of Brazil by the Brazilian Ornithological Records Committee, second edition. Ornithology Research, v. 29, n. 2, p. 94-105, 2021. Disponível em: http://fabioschunck.com.br/site/wp-content/uploads/2021/10/Pacheco-et-al.-2021.pdf. Acesso em: 23 dez. 2021. DOI https://doi.org/10.1007/s43388-021-00058-x

REY, A. La terminologie: noms et notions. Collection « que sais-je ? ». Paris: P.U.F, 1979.

REY-DEBOVE, J. Étude linguistique et sémiotique des dictionnaires français contemporains. La Haye/Paris: Mouton, 1971. DOI https://doi.org/10.1515/9783111323459

REY-DEBOVE, J. Typologie des dictionnaires généraux monolingues de la langue actuelle. Quaderni del CIRSIL, v. 4, p. 1-6, 2005. Disponível em: http://amsacta.unibo.it/2301/1/Debove.pdf. Acesso em: 10 set. 2021.

SALVATI, S. S.; MILONE, P. C. Ecoturismo no pantanal brasileiro e boliviano: estudo de políticas e alternativas sustentáveis. São Paulo: Universidade de São Paulo, 2002.

SILVA, J. S. V da.; ABDON, M. de M. Delimitação do pantanal brasileiro e suas sub-regiões. Pesquisa agropecuária brasileira, v. 33, n. 13, p. 1703-1711, 1998. Disponível em: http://mtc-m12.sid.inpe.br/col/sid.inpe.br/iris@1912/2005/07.19.20.30.13/doc/santos.pdf. Acesso em: 10 nov. 2021.

THOIRON, P. La terminologie multilingue: une aide à la maîtrise des concepts. Meta: journal des traducteurs, v. 39, n. 4, p. 765-773, 1994. Disponível em: https://id.erudit.org/iderudit/004482ar. Acesso em: 10 fev. 2021. DOI https://doi.org/10.7202/004482ar

THOIRON, P. et al. Notion d'«archi-concept» et dénomination. Meta: journal des traducteurs, v. 41, n. 4, p. 512-524, 1996. Disponível em: https://id.erudit.org/iderudit/004486ar. Acesso em: 10 fev. 2021. DOI https://doi.org/10.7202/004486ar

WIKIAVES. Enciclopédia digital das aves do brasil. Disponível em: https://www.wikiaves.com.br. Acesso em: 15 fev. 2022.

Downloads

Publicado

13-12-2022

Como Citar

DELMOND, T.; ISQUERDO, A. N. Proposta de estrutura de verbete para um vocabulário da avifauna do Pantanal sul-mato-grossense. Revista GTLex, Uberlândia, v. 8, p. e0801, 2022. DOI: 10.14393/Lex-v8a2022/23-1. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/GTLex/article/view/64902. Acesso em: 19 jul. 2024.

Edição

Seção

Lexicografia em Foco