Determinação de Velocidades das Estações da RBMC com Uso do Software SARI

Conteúdo do artigo principal

Marcony de Paulo Ramos
https://orcid.org/0000-0002-7423-7727
William Rodrigo Dal Poz
https://orcid.org/0000-0001-9532-3643
Alessandro Salles Carvalho
https://orcid.org/0000-0001-7428-0912

Resumo

Devido ao aperfeiçoamento da precisão do posicionamento com GNSS (Global Navigation Satellite System) e à instalação de grandes redes de operação contínua, longas séries temporais de coordenadas do GNSS agora são amplamente utilizadas para conhecer uma variedade de processos de deformação da Terra. Logo, uma tarefa que passou a ser muito utilizada é a determinação de velocidades de estações das redes de monitoramento contínuo, tendo diversas aplicações na geodésia. As componentes de velocidades de uma estação podem ser determinadas de modo simplificado, como resultado de uma regressão linear simples, assumindo que o comportamento da velocidade de uma estação responde a um modelo linear. Porém, para obter precisão melhor, é importante considerar que a velocidade da estação não esteja relacionada apenas à tendência, mas também em função da sazonalidade e de ruídos. É comum pressupor a presença de ruídos brancos em uma série temporal de coordenadas GNSS, porém, é importante estudar ruídos da lei de potência para determinar o tipo de ruído em cada série. Dessa forma, este trabalho teve como objetivo realizar a determinação de velocidades das estações considerando tendência, sazonalidade e tipos de ruídos presentes nas séries. Os estudos foram realizados a partir de 94 estações pertencentes à RBMC (Rede Brasileira de Monitoramento Contínuo dos Sistemas GNSS), pós-processadas no serviço online IBGE-PPP (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas - Posicionamento por Ponto Preciso) e análises das séries de coordenadas executada no software SARI (Señales y Análisis de Ruido Interactivo). Os resultados mostram que não há diferenças significativas na obtenção das velocidades planimétricas das estações quando é negligenciada a sazonalidade, bem como mostram que as análises de ruídos não afetam as velocidades das estações analisadas nesta pesquisa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
RAMOS, M. de P.; DAL POZ, W. R. .; CARVALHO, A. S. . Determinação de Velocidades das Estações da RBMC com Uso do Software SARI . Revista Brasileira de Cartografia, [S. l.], v. 73, n. 2, p. 453–469, 2021. DOI: 10.14393/rbcv73n2-55466. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistabrasileiracartografia/article/view/55466. Acesso em: 1 dez. 2022.
Seção
Artigos Originais
Biografia do Autor

Marcony de Paulo Ramos, Universiade Federal de Viçosa

Estudante do Programa de Pós-Graduação em Eng.Civil, Área de concentração em Informações Espaciais da Universidade Federal de Viçosa. Viçosa, Brasil.

Professor da Univerdiade Federal da Bahia -Departamento de Engenharia de Transportes e Geodésia / Campus Salvador-BA. Regime de trabalho: Dedicação Exclusiva.

William Rodrigo Dal Poz, Universidade Federal de Viçosa

Professor do Programa de Pós-Graduação em Eng.Civil, Área de concentração em Informações Espaciais da Universidade Federal de Viçosa. Viçosa, Brasil. Regime de Trabalho: Dedicação Exclusiva.

Alessandro Salles Carvalho, Universidade Federal de juiz de Fora

Professor da Faculdade de Engenharia da Universidade Federal de Juiz de Fora - Departamento de Transportes e Geotecnia. Juiz de Fora-MG, Brasil. Regime de Trabalho: Dedicação Exclusiva.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>