DINÂMICA CARTOGRÁFICA E TOPONÍMICA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO (SECÚLO XVI - XX) RESULTADOS PRELIMINARES E PERSPECTIVAS FUTURAS

Conteúdo do artigo principal

Paulo Márcio Leal Menezes
Manoel do Couto Fernandes
Kairo da Silva Santos
Amanda Biondino Sardella
Rayanne Seidel Correa de Paula Cardoso
Sara Lemos Pinto Alves
Alan José Salomão Graça

Resumo

O Estado do Rio de Janeiro possui atualmente uma área de 43.696 km2, incorporando 92 municípios e 185 distritos,
bem como centenas de pequenas vilas e povoados. Possui uma rede hidrográfi ca que se espalha sobre o seu território,
a qual permitiu a penetração e ocupação do interior durante o período de colonização. Sua orografi a é definida por
áreas planas, onduladas e montanhosas, com diversas serras. Seus primeiros topônimos datam do fi nal de 1501 e início
de 1502, inclusive o mais conhecido, Rio de Janeiro, que denominou a atual Baía de Guanabara à primeiro de Janeiro
de 1502. A ocupação, no entanto, só inicia-se em 1503, com uma feitoria em Cabo Frio. O desenvolvimento de seu
território se deu com a criação das capitanias hereditárias, entre 1534 e 1759, visando inicialmente a colonização, a
administração e a proteção do território contra invasões estrangeiras. Neste período, porém, o território da Capitania do
Rio de Janeiro sofreu sensíveis alterações, sobretudo em sua formação territorial, com perdas e agregações territoriais.
Como província, ocorreram ainda algumas alterações, as quais praticamente só vieram a consolidar a maior parte de
seu território a partir de meados do século XIX, já durante o Império. Este trabalho tem por objetivo traçar um elo entre
a Cartografia Histórica do Estado do Rio de Janeiro e, em consequência, a sua formação territorial, bem como a sua
toponímia, realizando um estudo do seu desenvolvimento através da identificação e análise dos topônimos extraídos
dos diversos mapas históricos analisados. O território do Rio de Janeiro possui uma vasta cartografi a, desde o século
XVII, XVIII até os das de hoje, entretanto, muito pouco existe relativamente ao século XVI. Dessa forma, é possível,
com a identifi cação de topônimos nos mapas, a realização de análises que permitem inferir importantes conclusões
sobre a forma de ocupação, estrutura dos nomes, motivações toponímicas entre outras. Assim a metodologia desenvolvida foi a identifi cação e armazenamento dos topônimos obtidas nos diversos mapas, em um banco de dados, cada
uma posicionada em um sistema de coordenadas locais, relativo a cada mapa trabalhado. Cada nome geográfico foi caracterizado por uma coordenada pontual, mesmo que a geometria associado não o fosse. Após a realização de alguns
processos de georreferenciamento e ajustamento espacial, foi possível associar coordenadas geográficas a cada nome.
As análises efetuadas sobre os mapas, em relação à distribuição dos nomes, foram as seguintes: ocupação espacial,
densidade e tipo de feição. Relativamente aos nomes geográficos, foram analisados os aspectos da língua original e
motivação toponímica. Ainda foram estudadas as alterações toponímicas ocorridas sobre alguns dos nomes geográficos. Os topônimos serão incluídos na base de dados espaço-temporal do Estado do Rio de Janeiro, trabalho ainda em
desenvolvimento. Esta pesquisa dá continuidade ao trabalho sobre Cartografia Histórica e Toponímia do Estado do
Rio de Janeiro, desenvolvido pelo Laboratório de Cartografia do Departamento de Geografia da Universidade Federal
do Rio de Janeiro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
MENEZES, P. M. L.; FERNANDES, M. do C.; SANTOS, K. da S.; SARDELLA, A. B.; CARDOSO, R. S. C. de P.; ALVES, S. L. P.; GRAÇA, A. J. S. DINÂMICA CARTOGRÁFICA E TOPONÍMICA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO (SECÚLO XVI - XX): RESULTADOS PRELIMINARES E PERSPECTIVAS FUTURAS. Revista Brasileira de Cartografia, [S. l.], v. 67, n. 4, p. 837–850, 2015. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistabrasileiracartografia/article/view/49113. Acesso em: 21 maio. 2022.
Seção
Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>