CLASSIFICAÇÃO DA SUSCEPTIBILIDADE À OCORRÊNCIA DE INCÊNDIOS ATRAVÉS DE MINERAÇÃO DE DADOS E GEOBIA

Conteúdo do artigo principal

Gustavo Mota de Sousa
Manoel do Couto Fernandes
Gilson Alexandre Ostwald Pedro da Costa

Resumo

Os incêndios florestais são decorrentes de diversas ações em que o homem é o principal agente deflagrador, além dos fatores de ignição de origem natural. O espalhamento do fogo é potencializado por diversas variáveis relacionadas à própria paisagem, que devem ser consideradas na definição de meios de controle eficientes de incêndios. O objetivo desse trabalho é contribuir metodologicamente na construção de um mapeamento da susceptibilidade à ocorrência de incêndios através de conceitos geoecológicos auxiliados por técnicas de mineração de dados e análise de imagens baseada em objetos geográficos (GEOBIA). A área de estudo definida é parte da região do Planalto do Itatiaia que possui diversos registros históricos de incêndios florestais decorrentes de práticas de origem criminosa. A metodologia utilizou dados diversos da paisagem, extraídos de imagens do sensor AVNIR-2/ALOS, Modelos Digitais de Elevação (MDE) e dados de áreas queimadas (Relatório de Ocorrência de Incêndio - ROI) adquiridas em campo através da equipe de brigadistas do Parque Nacional do Itatiaia. Os métodos aplicados foram baseados na utilização de pacotes de software livres como o modelo 6S, WEKA e InterIMAGE, visando construir um método de custo reduzido e com maior possibilidade de ser replicado em outras unidades de conservação. As etapas metodológicas realizadas foram: correção geométrica e atmosférica da imagem AVNIR-2; cálculo do índice de Vegetação da Diferença Normalizada (NDVI), que foi associado à variável de combustibilidade; construção do mapa de cobertura da terra; extração de dados de exposição à radiação solar, declividade e forma das encostas a partir do MDE da área de estudo e; aquisição de amostras de variáveis características de susceptibilidade ao fogo, neste estudo chamadas de variáveis geoecológicas, visando a mineração de dados. A mineração de dados gerou quatro árvores de decisão que representam a conjugação das variáveis geoecológicas que possibilitam a classificação, baseada em objetos, da susceptibilidade. A segmentação foi realizada sobre uma imagem NDVI através do sistema InterIMAGE, diferentes valores de parâmetros de segmentação foram usados e para cada segmentação foi obtido um resultado distinto de classificação. Os resultados tomaram o ano da imagem (2009) como base para o estudo e as áreas queimadas foram divididas em períodos anteriores (2008 e 2009), para calibração do modelo, e posteriores (2010 a 2012), para validação da metodologia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
SOUSA, G. M. de; FERNANDES, M. do C.; COSTA, G. A. O. P. da. CLASSIFICAÇÃO DA SUSCEPTIBILIDADE À OCORRÊNCIA DE INCÊNDIOS ATRAVÉS DE MINERAÇÃO DE DADOS E GEOBIA. Revista Brasileira de Cartografia, [S. l.], v. 67, n. 3, 2015. DOI: 10.14393/rbcv67n3-44650. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistabrasileiracartografia/article/view/44650. Acesso em: 3 dez. 2022.
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Gustavo Mota de Sousa, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Departamento de Geociências

Manoel do Couto Fernandes, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Departamento de Geografia

Gilson Alexandre Ostwald Pedro da Costa, Pontificia Universidade Católica do Rio de Janeiro

Departamento de Engenharia Elétrica

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>