Gênero música e as escolhas lexicais do tradutor intérprete de libras

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/LL63-v37n2-2021-25

Palavras-chave:

Tradução, Língua Portuguesa, Libras, Metáfora, Escolhas lexicais

Resumo

O processo de tradução/interpretação de uma música em Língua Portuguesa para Libras-Língua Brasileira de Sinais é uma tarefa complexa, pois ambas são de modalidades diferentes, sendo a primeira uma língua oral/auditiva e a segunda uma língua visual-espacial. A metáfora compõe a natureza humana no que se refere ao pensamento e à linguagem, sendo importante salientar que cada pessoa a interpreta de forma individualizada. Assim, cada Tradutor/Intérprete de Libras faz as escolhas que considerar adequadas a partir de sua interpretação pessoal e de seu conhecimento lexical, em relação à Língua Portuguesa e a Libras, além de seus conhecimentos sociocultural e ideológico. Este trabalho tem por objetivo, por meio de uma pesquisa exploratória e documental, identificar as escolhas lexicais adotadas pelo Tradutor/Intérprete de Libras para representar as metáforas presentes na música “Teto de vidro”, composta e cantada pela cantora Pitty, além de observar a descrição imagética utilizada pelo profissional para representar os sons dos instrumentos que compõem o arranjo musical.

 

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eni, Universidade Federal de Uberlândia

Sou mestranda do PPGEL/ILEEL da Universidade Federal de Uberlândia - UFU. Possuo graduação em Letras - Língua Portuguesa com Domínio de Libras (UFU); Letras - Português, Francês, Literatura (UFU) e Pós-graduação em Educação Especial (UFU). Atualmente sou professora de Português/Literatura no Centro Estadual de Educação Continuada de Uberlândia (CESEC) e Intérprete de Libras (Língua Brasileira de Sinais) pela Prefeitura Municipal de Uberlândia. Já atuei como professora de Sala de Recursos em escolas estaduais de Uberlândia e como Tutora a distância em cursos oferecidos pela Universidade Federal de Uberlândia. Meus interesses de pesquisa incluem: "Ensino de Língua Portuguesa para pessoas surdas", "Tradução e interpretação - Língua Portuguesa X Língua Brasileira de Sinais". 

Andrelina , Universidade Federal de Uberlândia

Aluna do Programa de Pós Graduação em Estudos Linguísticos- PPGEL(mestrado)  da Universidade Federal  de Uberlândia-UFU . Formação em Letras- Língua Portuguesa com domínio de Libras pela UFU. Atualmente Tradutora/Intérprete  de Libras na rede Municipal e Estadual de ensino. Em anos anteriores professora do curso técnico de Tradutor /intérprete de Libras na rede Estadual   e professora de Língua Portuguesa na rede municipal de ensino.

 

 

Referências

ABREU, A. S. Metáfora – uma visão funcionalista. Revista Letras, v. 19, n. 1/2, p. 95-108, dez. 2000.

FARIA, S. P. de. Metáfora na LSB: debaixo dos panos ou a um palmo de nariz? ETD – Educação Temática Digital, Campinas, v. 7, n. 2, p. 178-198, jun. 2006. DOI: https://doi.org/10.20396/etd.v7i2.802.

HAGUIARA-CERVELLINI, N. G. A musicalidade do surdo: representação e estigma. São Paulo: Fecho Editora, 2003.

LAKOFF, G.; JOHNSON, M. Metaphors we live by. Chicago: Chicago University Press. 1980.

MACHADO, F. M. Á. Interpretação e tradução de Libras/Português dos conceitos abstratos crítico e autonomia. 2012. 200f. Dissertação (Mestrado em Letras, Cultura e Regionalidade) – Universidade de Caxias do Sul, Caxias do Sul, 2012. Disponível em: https://repositorio.ucs.br/xmlui/bitstream/handle/11338/767/Dissertacao%20Flavia%20Medeiros%20Alvaro%20Machado.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 15 jul. 2020.

MEDINA, C. A. Música popular e comunicação: um ensaio sociológico. Petrópolis: Vozes, 1973.

NACHTAIGALL, P. R. Metáforas em Língua Portuguesa e a tradução para a Libras em material didático bilíngue. 2015. TCC (Graduação em Letras Libras) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2015. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/161437. Acesso em: 20 jul. 2020.

ORAÇÃO E FÉ, 2011. Bíblia on line. Disponível em: https://www.oracaoefe.com.br/biblia-online/ Acesso em: 13 set. 2020

PEREIRA, M. C.P. Testes de Proficiência Linguística em Língua de Sinais: as possibilidades para os intérpretes de libras. São Leopoldo: s.e., 2008.

PERLIN, G. A cultura surda e os intérpretes de língua de sinais (ILS). ETD – Educação Temática Digital, v. 7, n. 2, p. 136-147, 2006. DOI: https://doi.org/10.20396/etd.v7i2.798.

RIGO, N. S. Tradução poética de músicas para língua brasileira de sinais (Libras). Tradução em Revista, v. 27, n. 2, p. 300-318, 2019. DOI: 10.17771/PUCRio.TradRev.45942.

SILVA, C. V.; FEITOSA, M. P.; ANDRADE, R. R. Musicalidade em Língua Brasileira de Sinais: Tradução e Expressividade das músicas de Língua Portuguesa para Libras. Disponível em: http://www.congressotils.com.br/anais/anais/tils2012_metodologias_interpretacao_silvafeitosa.pdf. Acesso em: 15 jul. 2020.

Downloads

Publicado

2021-12-31

Como Citar

SILVA, E. C. da; RABELO, A. H. R. . Gênero música e as escolhas lexicais do tradutor intérprete de libras . Letras & Letras, [S. l.], v. 37, n. 2, p. 504–521, 2021. DOI: 10.14393/LL63-v37n2-2021-25. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/letraseletras/article/view/57550. Acesso em: 10 ago. 2022.