Royal Shakespeare Company apresenta #dream40

Ensinando Shakespeare através das redes sociais

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/LL63-v37n1-2021-12

Palavras-chave:

Adaptação, Shakespeare, Intermidialidade, Redes sociais, #dream40

Resumo

William Shakespeare é um dos autores mais importantes da língua inglesa e faz parte de inúmeros currículos escolares. Porém, ler Shakespeare em sala de aula pode ser um desafio para alunos e professores. Adaptações da literatura para as redes sociais, como é o caso de #dream40, uma produção da Royal Shakespeare Company, permanecem pouco exploradas em ambientes escolares. Neste artigo, essa produção é apresentada como uma possível aliada no esforço de aproximar o cânone inglês da realidade dos estudantes, tornando o Bardo mais atraente e acessível, já que se trata de uma produção que usa de mecânicas que fazem parte da rotina da maior parte dos estudantes nas plataformas de redes sociais, como a hashtag que aparece já no título dessa produção, além de ser intimamente alinhada a nosso paradigma contemporâneo de visão do mundo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Clara Matheus Nogueira, PósLit UFMG

Cursa doutorado em Estudos Literários pela Universidade Federal de Minas Gerais. Possui graduação em Letras - Inglês pela Universidade Federal de Minas Gerais (2014) e mestrado em Estudos Literários pela mesma instituição (2017). Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Literaturas de Língua Inglesa, atuando principalmente nos seguintes temas: Adaptação, Shakespeare e Redes Sociais.

Referências

BLAKE, N. F. The language of Shakespeare. Basingstoke: Macmillan, 1993. DOI: https://doi.org/10.1177/096394709300200206

CARTMELL, D. The Shakespeare on screen industry. In: CARTMELL, D.; WHELEHAN, I. (Ed.). Adaptations: from text to screen, screen to text. London: Routledge, 1999. p. 29-37.

COLEBROOK, C. Deleuzean Criticism. In: WOLFREYS, J. (Ed.) Introducing criticism at the 21st century. Edinburgh: Edinburgh University Press, 2002. p. 219-237.

DUNTON-DOWNER, L.; RIDING, A. Essential Shakespeare handbook. London: Dorling Kindersley, 2004.

ELLESTRÖM, L. Media transformation: the transfer of media characteristics among media. Houndmills: Palgrave Macmillan, 2014. DOI: https://doi.org/10.1057/9781137474254

FERRIS, S. P.; WILDER, H. A. Preface. In: FERRIS, S. P.; WILDER, H. A. (Ed.). The plugged-in professor: tips and techniques for teaching with social media. Oxford: Chandos Publishing, Woodhead Publishing, 2013. p. XV-XXIX.

GENETTE, G. Palimpsests: literature in the second degree. Lincoln: University of Nebraska, 1997.

GOOGLE+; ROYAL SHAKESPEARE COMPANY. Event programme. #dream40 – Midsummer night’s dreaming, 2013a. Available at: http://event.dream40.org/. Access on: 12 July 2015.

GOOGLE+; ROYAL SHAKESPEARE COMPANY. Timeline. #dream40 – Midsummer night’s dreaming, 2013b. Available at: http://dreaming.dream40.org/timeline. Access on: 12 July 2015.

HUTCHEON, L. A theory of adaptation. New York: Routledge, 2006. DOI: https://doi.org/10.4324/9780203957721

LANKSHEAR, C.; KNOBEL, M. New Literacies: everyday practices and social learning. 3. ed. Maidenhead: Open University Press, McGraw-Hill House, 2011.

MIDSUMMER Night's Dreaming | an Online Play – How It Works. Produção: Royal Shakespeare Company, The Brothers McLeod. [s.l], 2013. 1 video (1 min. 50 sec.). Available at: https://www.youtube.com/watch?v=m0IXh_ICbek. Access on: 9 Sept. 2014.

MURRAY, J. H. Hamlet on the Holodeck: the future of narrative in Cyberspace. Cambridge, MA: MIT Press, 1997.

RAJEWSKY, I. O. Intermediality, intertextuality, and remediation: a literary perspective on intermediality. Intermédialités, v. 6, p. 43-64, 2005. DOI: https://doi.org/10.7202/1005505ar

ROGERS, K. Meme. In: ENCYCLOPEDIA Britannica online, 28 Feb. 2014. Available at: https://www.britannica.com/topic/meme. Access on: 29 June 2015.

SPITERI, G. Shakespeare matters: A little knowledge is a dangerous thing. London: Anova, 2009.

STAM, R. Adaptation and the French New Wave: A study in ambivalence. Interfaces v. 34, p. 177-197, 2012-2013. Available at: https://www.holycross.edu/sites/default/files/files/english/geracht/interfaces/adaptation.pdf. Access on: 29 Jun. 2015.

UGLOW, T. A Prologue to #Dream40. #dream40 – Midsummer night’s dreaming, 11 June 2013. Available at: http://about.dream40.org/. Access on: 6 Sept. 2014.

Downloads

Publicado

2021-06-30

Como Citar

NOGUEIRA, C. M. Royal Shakespeare Company apresenta #dream40: Ensinando Shakespeare através das redes sociais. Letras & Letras, [S. l.], v. 37, n. 1, p. 207–217, 2021. DOI: 10.14393/LL63-v37n1-2021-12. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/letraseletras/article/view/57603. Acesso em: 28 maio. 2022.