The enchanting soul of the streets: River of January e a tradução de crônicas de João do Rio para a língua inglesa

Autores

  • Mirian Ruffini Universidade Federal Tecnológica do Paraná

DOI:

https://doi.org/10.14393/LL63-v32n1a2016-11

Palavras-chave:

João do Rio, crônicas, tradução, patronagem

Resumo

O livro de João do Rio A alma encantadora das ruas (1908) apresenta crônicas jornalísticas que retratam os setores marginalizados em sua época. Sua tradução por Mark Carlyon à língua inglesa é intitulada The enchanting soul of the streets. Integrante da série River of January, a obra foi publicada pela editora Cidade Viva em 2010 e se destina à divulgação de escritores cariocas e da própria cidade do Rio de janeiro em virtude dos eventos esportivos de 2014 e 2016, a Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos. Este estudo tem o objetivo de analisar a tradução desta obra para a língua inglesa, com a finalidade de explorar aspectos referentes à publicação do livro, como sua edição, sua organização e idealização bem como o papel do mecenato ou patronagem, nos termos de Lefevere (1992). Esta pesquisa ainda explora esta obra de João do Rio e sua especial ênfase no retrato social presente em suas crônicas, a fim de apreciar a relevância da obra The enchanting soul of the streets para a coleção River of January e a definição do possível público leitor da obra traduzida.

Palavras-chave: João do Rio; crônicas; tradução; patronagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mirian Ruffini, Universidade Federal Tecnológica do Paraná

Docente de Magistério Superior na Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Câmpus Pato Branco, Departamento e Coordenação de Letras, DALET/COLET. Doutora em Estudos da Tradução, pelo Programa de Pós-graduação em Estudos da Tradução (PGET) na Universidade Estadual de Santa Catarina.

Downloads

Publicado

2016-08-21

Como Citar

RUFFINI, M. The enchanting soul of the streets: River of January e a tradução de crônicas de João do Rio para a língua inglesa. Letras & Letras, [S. l.], v. 32, n. 1, p. 211–232, 2016. DOI: 10.14393/LL63-v32n1a2016-11. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/letraseletras/article/view/32901. Acesso em: 7 ago. 2022.