A relação entre linguagem e identidade sob uma perspectiva dialógica

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/DL43-v14n3a2020-4

Palavras-chave:

Linguagem, Dialogismo, Identidade

Resumo

Este artigo tem como objetivo demonstrar que o dialogismo é o princípio constitutivo da relação entre linguagem e identidade, levando em consideração a perspectiva da Linguística Aplicada na busca em estabelecer mecanismos teórico-metodológicos que possam sustentar a identidade como uma representação advinda da prática discursiva. Nossa contribuição advém da interface entre os estudos da Teoria Dialógica do Discurso (BAKHTIN/VOLOCHÍNOV, 2006; BAKHTIN, 1997; BAKHTIN, 1981) com a teoria das representações identitárias (RIBEIRO, 2017; ORR, 2007; MARKOVÁ, 2007) e as relações de alteridade na sua constituição. Acreditamos ser possível estabelecer tais relações na busca da (re)interpretação do conceito de identidade social em uma perspectiva dialógica de linguagem, sustentando a tese de que as representações identitárias são (re)construídas discursivamente e (re)veladas enunciativamente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BAKHTIN, M. M. The Dialogic Imagination: Four Essay. Austin: University of Texas Press, 1981. Tradução de: Caryl Emerson e Michael Holquist. DOI https://doi.org/10.2307/2497064

BAKHTIN, M. M. (VOLOCHÍNOV). Marxismo e Filosofia da Linguagem. 12ª edição. São Paulo: HUCITEC, 2006.

BAKHTIN, M. M. Estética da criação verbal. 2ª ed. São Paulo: Martins Fontes, 1997. Tradução feita a partir do francês de: Maria Emsantina Galvão G. Pereira. Revisão da tradução: Marina Appenzellerl.

BAKHTIN, M. Problemas da poética de Dostoiévsky. 5. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2018. Tradução de Paulo Bezerra.

BASTOS, R. L. G. As vozes (re)veladoras das representações identitárias dos professores universitários do curso de Letras Inglês. 2019. 147f. Dissertação (Mestrado em Linguística) – Centro de Humanidades, Programa de Pós-Graduação em Linguística, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2019.

BENWELL, B.; STOKOE, E. Discourse and Identity. Edinburgh: Edinburgh University Press Ltd, 2006.

DUVEEN, G. Representations, identity, resistence. In: MOSCOVICI, S.; JOVCHELOVITCH, S.; WAGONER, B. (ed.). Development as a Social Process. New York: Routledge, 2013. p. 182-195.

HOLQUIST, M. Dialogism: Bakhtin and his World. 2. ed. New York: Routledge, 2002. DOI https://doi.org/10.4324/9780203425855

JOSEPH, J. E. Historical perspectives on language and identity. In: PREECE, S. (ed.). The Routledge Handbook of Language and Identity. New York: Routledge, 2016. p. 19-33.

LINELL, P. Rethinking Language, Mind, and World Dialogically: Interactional and Contextual Theories of Human Sense-Making. Charlotte: Information Age Publishing, Inc., 2009.

MARKOVÁ, I. Social Identities and social representations. In: MOLONEY, G.; WALKER, I. (ed.). Social representations and identity. New York: Palgrave Macmillan, 2007. p. 215-236. DOI https://doi.org/10.1057/9780230609181_12

MOITA LOPES, L. P. da. Identidades fragmentadas: a construção discursiva de raça, gênero e sexualidade em sala de aula. Campinas: Mercado de Letras, 2002.

OLIVEIRA, M. B. F. de. O círculo de Bakhtin e sua contribuição ao estudo das práticas discursivas. Eutomia: Revista on line de literatura e linguística, Recife, v. 2, n. 2, p.1-18, dez. 2009. Disponível em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/EUTOMIA/article/view/1791. Acesso em: 02 dez. 2019.

OLIVEIRA, M. B. F. de. Formação de professores de língua materna e seu outro: implicações para a construção de processos identitários. In: SILVA, S.P. da SILVA; FERREIRA, A. T. de; MARTINS, M. A. (org). Formação continuada de professores: programas, projetos e recursos didáticos. Recife: Editora Universitária UFPe, 2014. p. 51-65.

OLIVEIRA, M. B. F. de. A linguística aplicada, o círculo de Bakhtin e o ato de conhecer: afinidades eletivas são possíveis? In: RODRIGUES, R. H.; ACOSTA-PEREIRA, R. (org.). Estudos dialógicos da linguagem e pesquisas em Linguística Aplicada. 1 ed. São Carlos: Pedro e João editores, 2016. p. 47-66.

ORR, E. Identity Representations within Israeli Society: a Kaleidoscope of Minority Phenomena. In: MOLONEY, G.; WALKER, I. (ed.). Social representations and identity. New York: Palgrave Macmillan, 2007. p. 43-60. DOI https://doi.org/10.1057/9780230609181_4

PARYENTE, B.; ORR, E. Identity representations and intergenerational transmission of values: the case of a religious minority in Israel. Papers On Social Representations. [s. l.], p. 23.1-23.36. jan/jul. 2010. Disponível em: http://psr.iscte-iul.pt/index.php/PSR/article/view/402. Acesso em: 02 dez. 2019.

RAJAGOPALAN, K. O conceito de identidade em Linguística: é chegada a hora para uma reconsideração radical?. In: SIGNORINI, I. (org.). Lingua(gem) e identidade: elementos para uma discussão no campo aplicado. Campinas: Mercado de Letras, 1998. p. 21-46.

RIBEIRO, P. B. O discurso docente (re)velado no gênero memorial. 2008. 240 f. Tese (Doutorado em Letras) - Curso de Programa de Pós Graduação em Letras, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2008.

RIBEIRO, P. B. Representações identitárias sobre o métier do professor no contexto do estágio. Veredas: Interacionismo Sociodiscursivo, Juiz de Fora, v. 21, n. 3, p. 383-400, jan./jul. 2017. DOI https://doi.org/10.34019/1982-2243.2017.v21.28012.

WERTSCH, J. V. Voices of the Mind. Massachusetts: Harvard University Press, 1993.

Downloads

Publicado

23-04-2020

Como Citar

BASTOS, R. L. G.; RIBEIRO, P. B. A relação entre linguagem e identidade sob uma perspectiva dialógica. Domínios de Lingu@gem, [S. l.], v. 14, n. 3, p. 809–829, 2020. DOI: 10.14393/DL43-v14n3a2020-4. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/dominiosdelinguagem/article/view/47468. Acesso em: 17 ago. 2022.