Estudo contrastivo do uso de alocutivos em italiano, português e espanhol europeus e português brasileiro

Autores

  • Tommaso Raso FALE/UFMG
  • Flávia Leite FALE/UFMG

Palavras-chave:

Estrutura informacional, alocutivos, comparação interlinguística, português do Brasil, português europeu, espanhol europeu, italiano.

Resumo

O artigo estuda a unidade informacional de alocutivo contrastando espanhol europeu (EE), português europeu (PE), italiano (I) e português brasileiro (PB), com base na Teoria da Língua em Ato. O estudo se baseia na análise de 15 textos para cada língua, exceto para o PE em que constam 30 textos (todos paritariamente divididos em monólogos, diálogos e conversações), que possuem em média 1500 palavras retirados de 4 corpora de fala espontânea comparáveis: o C-ORAL-ROM e o C-ORAL-BRASIL. Foram estudados a função e a frequência da unidade; suas características acústicas; sua distribuição; sua variação lexical; e as diferenças nas várias tipologias e no discurso reportado. Os resultados apontam para interessantes diferenças interlinguísticas. A conclusão sugere uma explicação de caráter sociolinguístico para esses resultados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tommaso Raso, FALE/UFMG

Doutor pela Università di Napoli Federico II, professor da FALE/UFMG

Flávia Leite, FALE/UFMG

Graduanda em Letras na FALE/UFMG

Publicado

03-02-2011

Como Citar

RASO, T.; LEITE, F. Estudo contrastivo do uso de alocutivos em italiano, português e espanhol europeus e português brasileiro. Domínios de Lingu@gem, [S. l.], v. 4, n. 1, p. 151–174, 2011. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/dominiosdelinguagem/article/view/11530. Acesso em: 11 ago. 2022.