A unidade informacional de Introdutor Locutivo no português do Brasil

uma primeira descrição baseada em corpus

Autores

  • Bruna Maia Rocha UFMG
  • Tommaso Raso UFMG

DOI:

https://doi.org/10.14393/DL9-v5n1a2011-21

Palavras-chave:

Fala espontânea, Estrutura informacional, C-ORAL-BRASIL, Introdutor Locutivo

Resumo

Neste artigo é apresentada a análise da unidade informacional usada na fala para sinalizar que o espaço locutivo subseqüente apresenta um ponto de vista unitário que difere daquele do restante do texto. A unidade é denominada Introdutor Locutivo (INT) na a Teoria da Língua em Ato (TLA), base teórica do estudo. A TLA parte da teoria dos Atos de Fala e analisa a estrutura informacional de um enunciado levando em consideração a interface prosódica entre locução e ilocução. Para este estudo foi analisado um subcorpus composto de 10 textos de cerca de 1500 palavras cada, extraídos do corpus C-ORAL-BRASIL, portador da maior variação diafásica possível, com o objetivo de obter, assim, uma gama variada de ilocuções e estruturações informacionais. São descritas as características funcionais, distribucionais, prosódicas, morfossintáticas e lexicais do INT em PB. Os resultados, contribuem para o estudo da estrutura informacional em PB e permitem a comparação interlingüística com línguas às quais já foi aplicada a mesma base teórica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Bruna Maia Rocha, UFMG

Doutoranda em Linguística Teórica e Descritiva - UFMG

Tommaso Raso, UFMG

Professor de Linguística - UFMG.

Downloads

Publicado

14.07.2011

Como Citar

MAIA ROCHA, B.; RASO, T. A unidade informacional de Introdutor Locutivo no português do Brasil: uma primeira descrição baseada em corpus. Domínios de Lingu@gem, Uberlândia, v. 5, n. 1, p. 327–343, 2011. DOI: 10.14393/DL9-v5n1a2011-21. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/dominiosdelinguagem/article/view/12479. Acesso em: 15 jun. 2024.