Desenvolvimento de Interface para Automação da Coleta de Temperatura Baseada em Redes Multiestação Aplicada ao Monitoramento de Estruturas Empregando-se Estações Totais

Conteúdo do artigo principal

Felipe Andrés Carvajal Rodríguez
Luis Augusto Koenig Veiga

Resumo

O monitoramento geodésico de estruturas através de técnicas como irradiação tridimensional ou trilateração envolve as coletas de temperatura, pressão e umidade para cálculos referentes à correção de primeira-velocidade na medida da distância. Tradicionalmente, estas medidas são realizadas de forma pontual, junto ao equipamento de medida. Neste trabalho é apresentado o desenvolvimento de uma interface computacional para o uso integrado com a estação total em tempo real, que permite a coleta de valores de temperatura através de uma rede externa sem fio, composta por cinco sensores de temperatura, além  do cálculo da correção de primeira velocidade, o qual é aplicado às distâncias medidas durante o levantamento. Para validar a aplicação do sistema proposto (software de interface mais os sensores de temperatura), os resultados de um experimento desenvolvido durante o monitoramento geodésico de uma barragem foram analisados. No processo de medição, foram obtidos diferentes valores de temperatura em cada sensor que compõe a rede, conforme a sua localização espacial na área de estudo, indicando que o uso do sistema proposto permite uma melhor e mais representativa estimativa da temperatura a ser utilizada no cálculo da correção e em tempo real. Resultados para o estudo de caso mostram variações de milímetros na correção, quando esta é comparada com o tradicional processo de mensurar os parâmetros ambientas somente na posição do instrumento de medida.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
CARVAJAL RODRÍGUEZ, F. A.; KOENIG VEIGA, L. A. Desenvolvimento de Interface para Automação da Coleta de Temperatura Baseada em Redes Multiestação Aplicada ao Monitoramento de Estruturas Empregando-se Estações Totais. Revista Brasileira de Cartografia, [S. l.], v. 71, n. 3, p. 781–805, 2019. DOI: 10.14393/rbcv71n3-48782. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistabrasileiracartografia/article/view/48782. Acesso em: 28 maio. 2022.
Seção
Artigos Originais