COMPARAÇÃO E DESEMPENHO DOS ALGORITMOS PARAMÉTRICOS NA CLASSIFICAÇÃO SUPERVISIONADA DE ÁREAS NATURALMENTE HETEROGÊNEAS E DINÂMICAS

Conteúdo do artigo principal

Eduardo Freitas Moreira
Rafaela Lorena da Silva Santos
Washington de Jesus Sant'anna da França-Rocha
Danilo Boscolo
Camila Magalhães Pigozzo

Resumo

Esse trabalho teve como objetivo geral avaliar comparativamente a eï¬ciência dos quatros algoritmos paramétricos de classiï¬cação supervisionada por pixel mais utilizados no mapeamento da cobertura do solo, em uma área sob domínio do Cerrado que apresenta uma vegetação heterogênea, complexa e extremamente dinâmica, situada no Parque Municipal de Mucugê (12º59'18"S e 41º20'22''W). Para isso foi utilizado uma imagem de alta resolução espacial (KOMPSAT-2). Os algoritmos escolhidos foram de máxima verossimilhança, paralelepípedo e a distância Euclidiana mínima e de Mahalanobis. Para comparar e veriï¬car qual foi o algoritmo paramétrico que teve o melhor desempenho foram calculadas duas medidas que foram discordância de quantidade e de alocação baseado em uma matriz de erro. Para avaliar se as classes produzidas pelo melhor classiï¬cador representavam bem a variação estrutural da vegetação da área de estudo foi realizada uma análise de variância (ANOVA) e o teste post-hoc de Tukey. De modo geral, o algoritmo que apresentou melhor desempenho e que representou melhor a variação da estrutura da vegetação foi o de máxima verossimilhança. Considerando o resultado obtido conclui-se que o algoritmo de máxima verossimilhança é o mais adequado, dentre as possibilidades testadas nesse estudo para realizar mapeamentos de áreas de vegetação nativas naturalmente heterogêneas. Esse estudo pode ter grande utilidade para conservação, monitoramento e gestão de ambientes naturais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
MOREIRA, E. F.; SANTOS, R. L. da S.; FRANÇA-ROCHA, W. de J. S. da; BOSCOLO, D.; PIGOZZO, C. M. COMPARAÇÃO E DESEMPENHO DOS ALGORITMOS PARAMÉTRICOS NA CLASSIFICAÇÃO SUPERVISIONADA DE ÁREAS NATURALMENTE HETEROGÊNEAS E DINÂMICAS. Revista Brasileira de Cartografia, [S. l.], v. 68, n. 3, 2016. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistabrasileiracartografia/article/view/44416. Acesso em: 2 jul. 2022.
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Eduardo Freitas Moreira, Universidade Federal da Bahia

Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Biomonitoramento.

Rafaela Lorena da Silva Santos, Universidade Federal da Bahia

Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Biomonitoramento.

Washington de Jesus Sant'anna da França-Rocha, Universidade Estadual de Feira de Santana

Programa de Pós-Graduação em Modelagem em Ciência da Terra e do Ambiente

Danilo Boscolo, Universidade de São Paulo

Faculdade de Filosofi a Ciências e Letras de Ribeirão Preto.

Camila Magalhães Pigozzo, Centro Universitário Jorge Amado

Centro Universitário Jorge Amado