INFERÊNCIA DA TRANSPARÊNCIA DA ÁGUA - RESERVATÓRIO DE ITUPARARANGA/SP, A PARTIR DE IMAGENS MULTIESPECTRAIS IKONOS E ESPECTRORRADIOMETRIA DE CAMPO

Conteúdo do artigo principal

Adriana Castreghini de Freitas Pereira
Maria de Lourdes Bueno Trindade Galo
Edivaldo Domingues Velini

Resumo

Pesquisas científicas de qualidade das águas utilizam modelos de inferência de componentes da água, a partir de outros observados em campo, permitindo uma maior representatividade espacial da variável, além de redução de custos. Pesquisadores da área ambiental utilizam a Profundidade de Secchi no cálculo indireto do coeficiente vertical de atenuação de luz na água e na avaliação da extensão da zona eufótica, para a classificação de tipos de água para os ecossistemas aquáticos brasileiros. O propósito desta pesquisa foi, então, realizar a inferência da profundidade da zona eufótica e do coeficiente vertical de atenuação de luz na água do Reservatório de Itupararanga/SP, utilizando uma imagem multiespectral IKONOS, nas bandas 1 (450 - 520 nm); 2 (520 - 600 nm); 3 (630 - 690 nm); e 4 (760 - 900 nm) e dados espectrais obtidos "in situ" com o espectrorradiômetro FieldSpec UV/VNIR (400 - 900 nm), assim como gerar um modelo de inferência da transparência da água, a partir dos dados disponíveis. Após ajustes e processamentos iniciais, os dados foram submetidos a uma análise de correlação, gerando-se o modelo de inferência, o qual, juntamente com as variáveis medidas "in situ" em pontos amostrais específicos, possibilitaram estimar o coeficiente de atenuação vertical de luz na água do reservatório; classificar a água como clara; e estimar a profundidade da zona eufótica, apresentando-se como estreita (entre 5,94 m e 7,96 m). Com isso concluiu-se que o reservatório em questão apresenta pouca concentração de sólidos em suspensão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
PEREIRA, A. C. de F.; GALO, M. de L. B. T.; VELINI, E. D. INFERÊNCIA DA TRANSPARÊNCIA DA ÁGUA - RESERVATÓRIO DE ITUPARARANGA/SP, A PARTIR DE IMAGENS MULTIESPECTRAIS IKONOS E ESPECTRORRADIOMETRIA DE CAMPO. Revista Brasileira de Cartografia, [S. l.], v. 63, n. 1, 2011. DOI: 10.14393/rbcv63n1-43730. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistabrasileiracartografia/article/view/43730. Acesso em: 19 maio. 2024.
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Maria de Lourdes Bueno Trindade Galo, UNESP - Universidade Estadual Paulista

Faculdade de Ciências e Tecnologia - Departamento de Cartografia Programa de Pós-Graduação em Ciências Cartográficas

Edivaldo Domingues Velini, UNESP - Universidade Estadual Paulista

Faculdade de Ciências Agrárias

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)