24 Horas em São Paulo

Inovações pedagógicas e novas mídias

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/LL63-v37n1-2021-19

Palavras-chave:

Ensino-aprendizagem, Sequência didática, Novas mídias, Processo intermidiático, Produtor/perceptor

Resumo

Debray (1992) sustenta que a história mediológica se inicia na logosfera (era da invenção da escrita até a imprensa), passa pela grafosfera (era da arte) e chega, finalmente, à videosfera (era visual). O processo de ensino-aprendizagem acompanhou essa transformação e passou de uma perspectiva centrada na escrita a uma configuração fundada em processos midiáticos, que demandam um novo letramento. Este artigo relata uma experiência pedagógica de aplicação de um processo intermidiático em um curso de língua estrangeira para graduandos em Letras. Nesse contexto, o aprendiz é capacitado a recriar um produto fonte em uma mídia destino digital através de uma cadeia midiática que favorece a formação e a aprendizagem da LE. A partir de um livro de leitura (produto fonte) realiza-se uma sequência didática que leva o aprendiz, desempenhando simultaneamente o papel de produtor e perceptor (ELLESTRÖM, 2017), a compreender criticamente novas narrativas multimodais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Luiza Ramazzina Ghirardi, UNIFESP

Ana Luiza Ramazzina Ghirardi é graduada em Língua e Literatura Francesa e Portuguesa pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (1984), Mestre em Língua e Literatura Francesa pela USP (2000) e Doutora em Língua e Literatura Francesa pela USP (2008). Professora Associada da Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas – UNIFESP onde atua na graduação e no programa de Pós-Graduação em Letras.

Referências

AZAOUI, B. Multimodalité, Transmodalité et Intermodalité: considérations épistémologiques et didactiques. Revue de Recherches en littératie médiatique multimodale, v. 10, 2019. DOI: https://doi.org/10.7202/1065526ar

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União, Brasília, 23 dez. 1996.

CADET, C.; CHARLES, R.; GALUS, J. L. La communication par l’image. Paris: Nathan, 2013.

DEBRAY, R. Vie et mort de l’image: une histoire du regard en Occident. Paris: Gallimard, 1992.

DOLZ, J.; NOVERRAZ, M.; SCHNEUWLY, J. Sequências didáticas para o oral e a escrita: apresentação de um procedimento. In: SCHNEUWLY, J.; DOLZ, J. et al. Gêneros orais e escritos na escola. Tradução e organização de Roxane Rojo e Glaís Sales Cordeiro. Campinas: Mercado das Letras, 2010. p. 81-108.

ECO, U. Conceito de texto. São Paulo: T.A. Queiroz, Editor, 1984.

ELLESTRÖM, L. Midialiadade: ensaios sobre comunicação, semiótica e intermidialidade. Organização de Ana Cláudia Munari Domingos, Ana Paula Klauck e Glória Maria Guiné de Mello. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2017.

GAUDREAULT, A.; MARION, P. Un média naît toujours deux fois.... In: GAUDREAULT, A.; JOST, F. Revue Sociétés et Représentations, n. 9, p. 21-36, 2000. DOI: https://doi.org/10.3917/sr.009.0021

LACELLE, N.; BOUTIN, J.F.; LEBRUN, M. La littératie médiatique multimodale apliquee en contexte numérique – LMM@. Québec: Presses Universitaires du Québec, 2017. DOI: https://doi.org/10.2307/j.ctt1z27hcs

LAUSE, C. 24 heures à Paris: une journée, une aventure. Paris: Maison des Langues, 2018.

LEBRUN, M. Le développement des compétences multimodales en préparant une exposition virtuelle en français. In: LEBRUN, M.; LACELLE, N.; BOUTIN, J-F. La littératie médiatique multimodale. Québec: Presses de l’Université du Québec, 2012. p. 141-156. DOI: https://doi.org/10.2307/j.ctv18pgvfz.14

Downloads

Publicado

2021-08-03

Como Citar

GHIRARDI, A. L. R. 24 Horas em São Paulo: Inovações pedagógicas e novas mídias. Letras & Letras, [S. l.], v. 37, n. 1, p. 335–355, 2021. DOI: 10.14393/LL63-v37n1-2021-19. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/letraseletras/article/view/57211. Acesso em: 10 ago. 2022.