Análise de discurso de filiação francesa

Alguns discursos na polarização ideológica no Brasil

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/LL63-v36n1-2020-4

Palavras-chave:

Pêcheux, Análise de Discurso, Proteja Seus Amigos, Índios, Negros e Pobres, Ordem e Progresso

Resumo

A Análise de Discurso (AD) de filiação francesa rompeu com o estruturalismo e com o gerativismo, que buscavam formalizar a ciência linguística nos anos 1960 e 1970. A “disciplina de interpretação”, como ficou conhecida a AD, passou a considerar o sujeito e a história nos estudos da linguagem. Essa AD tem base no materialismo histórico, na linguística e na teoria do discurso, todos perpassados pela psicanálise (PÊCHEUX; FUCHS, 1997). Neste trabalho, embasado na AD, apresento gestos de análise de alguns discursos em torno das eleições presidenciais brasileiras de 2018, momento em que o país sofreu intensa polarização ideológica. Esse fato mexeu com os discursos dos políticos e do povo, refletindo-se nas representações da bandeira nacional: a bandeira oficial e seu escrito positivista “Ordem e Progresso” se tornaram materialidades do discurso conservador, enquanto os progressistas tiveram que fazer deslizamentos da representação original dessa bandeira a fim de produzirem outros sentidos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alencar Guth, Universidade Federal do Paraná

Graduado em Letras – Português/Inglês pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Campus Curitiba (UTFPR-CT). Atualmente está vinculado ao programa de Mestrado em Letras – Estudos Linguísticos da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Referências

ALTHUSSER, Louis. Sobre a reprodução. Tradução de Guilherme João de Freitas Teixeira. 2. ed. Petrópolis: Vozes, 2008.

AMARAL, Maria Virgínia B.; ZOPPI-FONTANA, Mónica G. Análise do discurso e o materialismo histórico. In: INDURSKY, F; FERREIRA, M.C.L.; MITTMANN, S. (Org.). Análise do discurso: dos fundamentos aos desdobramentos. 30 anos de Michel Pêcheux. Campinas, Mercado de Letras, 2015. p. 35-54.

BRANDÃO, H. N. Introdução à Análise do Discurso. 4. ed. Campinas, SP: Unicamp, 1995.

CNN CHILE. Todas las pistas que llevarían a Bolsonaro: Justicia brasileña aún no aclara quién mandó a matar a Marielle Franco. Santiago, 15 mar. 2019. Disponível em: https://www.cnnchile.com/mundo/caso-marielle-franco-jair-bolsonaro_20190315/. Acesso em: 24 jul. 2019.

CORTEN, A. Discurso e representação do político. In: INDURSKI, F.; FERREIRA, M. C. L. (Org.). Os múltiplos territórios da Análise do Discurso. Porto Alegre: Editora Sagra Luzzato, 1999. p. 37-52

DOMÊNICO, D. et al. Samba-enredo 2019 – Estação Primeira de Mangueira. Rio de Janeiro, 2019. http://www.mangueira.com.br/carnaval-2019/sambaenredo. Acesso em: 25 set. 2019.

FLORÊNCIO, A. M. G. et. al. Análise do discurso: fundamento & práticas. Maceió: EDUFAL, 2009.

FOUCAULT, M. A arqueologia do saber. Trad. de Luiz Felipe Baeta Neves. 4. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1995.

GÓES, B.; ROXO, S. Para enfrentar Bolsonaro, PT adota o verde e amarelo no segundo turno Campanha vai usar cores da bandeira brasileira, já utilizadas pelo presidenciável do PSL. O Globo. 10 out. 2018. Disponível em: https://oglobo.globo.com/brasil/para-enfrentar-bolsonaro-pt-adota-verde-amarelo-no-segundo-turno-23145788. Acesso em: 25 set. 2019.

GUERRA, V. A análise do discurso de linha francesa e a pesquisa nas ciências humanas. Anais do Sciencult, Paranaíba, v. 1, n. 1, 2009. Disponível em: https://anaisonline.uems.br/index.php/sciencult/article/download/3274/3247. Acesso em: 25 set. 2019.

MALDIDIER, D. Elementos para uma história da análise do discurso na França. In: ORLANDI, Eni. P. (Org.). Gestos de leitura: da história no discurso. 4 ed. Campinas: Unicamp, 2014. p. 17-30

ORLANDI, E. P. Análise de Discurso: princípios & procedimentos. Campinas: Pontes, 1999.

PÊCHEUX, M. A análise de discurso: três épocas (1983). In: GADET, F.; HAK, T. (Org.). Por uma análise automática do discurso: uma introdução à obra de Michel Pêcheux. Campinas, Unicamp, 2004. p. 163-252.

PÊCHEUX, M. Semântica e discurso: uma crítica à afirmação do óbvio. Trad. Eni Pucinelli Orlandi et al. 2. ed. Campinas: Editora da Unicamp, 1995.

PÊCHEUX, M.; FUCHS, C. A propósito da análise automática do discurso: atualização e perspectivas [1975]. In: GADET, F.; HAK, T. (Org.). Por uma análise automática do discurso: uma introdução à obra de Michel Pêcheux. 3 ed. Campinas: Unicamp, 1997. p. 163-252.

PEIXE, F. A. G.; SANT’ANNA, R. de; ALVES, H. A mangueira - História da mangueira. Página oficial da Estação Primeira de Mangueira. Rio de Janeiro, 2017. Disponível em: http://www.mangueira.com.br/historiamangueira. Acesso em: 25 set. 2019.

REDAÇÃO. Mangueira homenageia Marielle Franco em samba-enredo do Carnaval 2019. Hypeness. 2019. Disponível em: https://www.hypeness.com.br/2018/10/mangueira-homenageia-marielle-franco-em-samba-enredo-do-carnaval-2019/. Acesso em: 27 set. 2019.

Downloads

Publicado

2020-06-27

Como Citar

GUTH, A. Análise de discurso de filiação francesa: Alguns discursos na polarização ideológica no Brasil. Letras & Letras, [S. l.], v. 36, n. 1, p. 57–79, 2020. DOI: 10.14393/LL63-v36n1-2020-4. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/letraseletras/article/view/50780. Acesso em: 14 ago. 2022.