Sobre a (in)visibilidade do escritor-tradutor: Em busca de Mario Quintana e Fernando Py

Autores

  • Sheila Maria dos Santos Universidade Federal de Santa Catarina
  • Sergio Romanelli Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.14393/LL63-v32n1a2016-14

Palavras-chave:

(In)visibilidade. Escritor-tradutor. Haroldo de Campos. Venuti.

Resumo

Este artigo se constrói em torno da figura do escritor-tradutor a fim de investigar a possibilidade da aplicação do conceito de invisibilidade venutiana no caso deste agente duplo, o qual possui a particularidade de desfrutar de um reconhecimento prévio junto ao público leitor, e em solo brasileiro, visto que Venuti desenvolve sua teoria baseado no contexto anglo-americano. Para tanto, utiliza-se como base teórica as contribuições de Venuti (1995), contrapondo-as as de Haroldo de Campos (2013) acerca da teoria da transcriação, com vistas à análise de duas traduções da obra Le côté de Guermantes (1920) de Marcel Proust, realizadas pelos escritores-tradutores Mario Quintana (1953) e Fernando Py (2004).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sheila Maria dos Santos, Universidade Federal de Santa Catarina

Graduada  em Letras Modernas pela Universidade Estadual Paulista (UNESP - Assis), Mestre pela Université Paris IV - Sorbonne em Literatura Comparada, atualmente realizo um Doutorado em Estudos da Tradução pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC-PGET) 

Sergio Romanelli, Universidade Federal de Santa Catarina

Professor Doutor, classe Adjunto IV DE, no Departamento de Língua e Literatura Estrangeiras e na PGLIT (Pós-graduação em Literatura) da Universidade Federal de Santa Catarina. Bolsista produtividade em pesquisa PQ 2 do CNPq. Possui graduação em Letras e Filosofia - Università Degli Studi di Milano (1997), Mestrado e Doutorado em Linguística Aplicada pela UFBA (2003 e 2006), Pós-doutorado em Antropologia da tradução pela Antwerp University (2014). Tem experiência na área de Linguística aplicada ao ensino/aprendizagem de LE e tradução e em Crítica Genética, atuando principalmente nos seguintes temas: Línguas Estrangeiras Modernas, Crítica Genética, Linguística Aplicada e Tradução.

Downloads

Publicado

2016-08-21

Como Citar

DOS SANTOS, S. M.; ROMANELLI, S. Sobre a (in)visibilidade do escritor-tradutor: Em busca de Mario Quintana e Fernando Py. Letras & Letras, [S. l.], v. 32, n. 1, p. 267–282, 2016. DOI: 10.14393/LL63-v32n1a2016-14. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/letraseletras/article/view/32989. Acesso em: 9 ago. 2022.