A relação entre leitura e produção textual na universidade

aspectos referentes à intersubjetividade

Autores

  • Lia Emília Cremonese

DOI:

https://doi.org/10.14393/DL33-v12n1a2018-25

Palavras-chave:

Ensino de língua portuguesa, Enunciação, Leitura e escrita

Resumo

Este artigo tem por objetivo investigar a hipótese de que a experiência com uma leitura que considera a instância enunciativa da intersubjetividade como produtora de sentidos acarreta mudanças na relação do aluno com seu ato de escrita. Tal hipótese pode ser verificada a partir de relatos de alunos universitários de pós-graduação. Para isso, inicialmente verifica-se que espaço ocupa o texto no ensino de língua portuguesa no Brasil e explicita-se uma breve noção de texto. Em seguida, apresenta-se o Programa de Apoio à Graduação – Língua Portuguesa (PAG-LP), foco das análises, e exemplificam-se suas atividades. Na sequência, expõe-se o referencial teórico, fundado na Teoria da Enunciação de Émile Benveniste. Posteriormente, faz-se a contextualização do corpus. Por fim, realiza-se a análise do corpus, formado por recortes de falas de alunos de pós-graduação do PAG-LP. Conclui-se que um trabalho de leitura que explore os elementos ligados à intersubjetividade faz com que haja mudanças na relação do aluno com sua escrita, confirmando a hipótese inicial.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lia Emília Cremonese

Doutora e Mestre em Estudos da Linguagem pela UFRGS. Licenciada em Letras e em Jornalismo pela mesma universidade.

Referências

ABREU, S. A redação do vestibular: apenas o primeiro texto. In: ______ (org.). A redação no vestibular: do leitor ao produtor de texto. Porto Alegre: UFRGS, 2008.

BENVENISTE, E. Problemas de linguística geral II. Campinas: Pontes, 1989.

______ . Problemas de linguística geral I. Campinas: Pontes, 1995.

COLLISCHONN, G. A descrição a serviço da argumentação: redação CV/2008. In: ABREU, S. (Org.). A redação no vestibular: do leitor ao produtor de texto. Porto Alegre: UFRGS, 2008.

CREMONESE, L. E. Bases epistemológicas para a elaboração de um dicionário de Linguística da Enunciação. Dissertação de mestrado, UFRGS, Porto Alegre, 2007.

______ . Escrita e autoria: a busca pelo eu em produção textual. In: ABREU, S. (Org.). Reflexões linguísticas e redação no vestibular. Porto Alegre: UFRGS, 2010.

______ . Um olhar enunciativo sobre a relação entre leitura e produção textual na universidade. Tese de doutorado, UFRGS, Porto Alegre, 2014.

FLORES, V. do N. Por que gosto de Benveniste? (Um ensaio sobre a singularidade do homem na língua). Letras de Hoje (PUCRS), Porto Alegre, v. 39, n. 4, p. 217-230, 2004.

FLORES, V. do N.; ENDRUWEIT, M.L. A gramática, o texto e a semantização da língua: a forma em busca do sentido. In: COMISSÃO Permanente de Seleção (COPERSE) (org.). Redação instrumental: concurso vestibular 2004. Porto Alegre: UFRGS, 2004. p. 69-89.

GUEDES, P. C. Da redação à produção textual: o ensino da escrita. São Paulo: Parábola, 2009.

ILARI, R. Introdução à semântica: brincando com a gramática. São Paulo: Contexto, 2001.

KNACK, C. Texto e enunciação: as modalidades falada e escrita como instâncias de investigação. Dissertação de mestrado, UFRGS, Porto Alegre, 2012.

KÖCHE, V. S.; BOFF, O. M. B.; MARINELLO, A. F. Leitura e produção textual: gêneros textuais do argumentar e expor. Apresentação de Paulo Coimbra Guedes. Petrópolis, RJ: Vozes, 2010.

MIELITZ NETTO, C. G. A. Desabafo. In: ABREU, S. (Org.). A redação no vestibular: do leitor ao produtor de texto. Porto Alegre: UFRGS, 2008.

MOTTA-ROTH, D.; HENDGES, G. R. Produção textual na universidade. São Paulo: Parábola Editorial, 2010.

NORMAND, C. Convite à linguística. Tradução de: Cristina de Campos Velho Birck et al. São Paulo: Contexto, 2009.

RANGEL, E. de F. M. A divulgação do conhecimento científico sob uma perspectiva enunciativa. Dissertação de mestrado, Porto Alegre, UFRGS, 2005.

SANSEVERINO, A. M. V. Machado de Assis nas redações. In: ABREU, S. (org.). A redação no vestibular: do leitor ao produtor de texto. Porto Alegre: UFRGS, 2008.

SEBEN, P.; FRIZON, M. O Naziazeno da redação da UFRGS e o ensino matemático de literatura. In: ABREU, S. (org.). A redação no vestibular: do leitor ao produtor de texto. Porto Alegre: UFRGS, 2008.

SILVA, C. L. da C. A instauração da criança na linguagem: princípios para uma teoria enunciativa em aquisição da linguagem. Tese de doutorado, UFRGS, Porto Alegre, 2007.

Downloads

Publicado

06-04-2018

Como Citar

CREMONESE, L. E. A relação entre leitura e produção textual na universidade: aspectos referentes à intersubjetividade. Domínios de Lingu@gem, [S. l.], v. 12, n. 1, p. 703–742, 2018. DOI: 10.14393/DL33-v12n1a2018-25. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/dominiosdelinguagem/article/view/38664. Acesso em: 16 ago. 2022.