Equívocos em torno da escrita

o caso das dicas de produção de textos em vídeos do YouTube

Autores

  • José Cezinaldo Rocha Bessa Universidade do Estado do Rio Grande do Norte
  • Rosângela Alves dos Santos Bernardino Universidade do Estado do Rio Grande do Norte

DOI:

https://doi.org/10.14393/DL28-v11n1a2017-9

Palavras-chave:

Língua Portuguesa, Produção de Textos, Dicas, Internet, YouTube

Resumo

Com este trabalho, pretendemos apontar alguns equívocos presentes em materiais voltados para o ensino de língua portuguesa, com foco na produção de textos, e disponibilizados no formato de vídeos no YouTube. Fundamentados especialmente em pressupostos da Linguística do Texto, sobretudo em estudos de Antunes (2005, 2007, 2009, 2010), em leituras de Bakhtin (2003, 2013) e Adam (2011) e em estudos e reflexões sobre ensino de língua materna, analisamos 04 vídeos voltados para a apresentação de dicas que visam à instrumentalização da escrita de textos solicitados em situações mais formais de uso da língua. Os resultados do material analisado apontam que não há propriamente instruções que focalizem a natureza do texto e que o tomem como objeto de estudo e reflexão, dada a predileção ainda pela exploração de elementos gramaticais a partir do exame de frases soltas e descontextualizadas. Concluímos que as dicas apresentadas nesses vídeos explicitam uma falta de compreensão sobre o real funcionamento do texto, da produção escrita, da atividade interativa, evidenciando, portanto, pouca ou nenhuma sintonia com as recentes contribuições da Linguística, principalmente daquelas advindas da Linguística do Texto, das Análises do Discurso e da Estilística.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Cezinaldo Rocha Bessa, Universidade do Estado do Rio Grande do Norte

Possui graduação em Letras/Língua Portuguesa e respectivas literaturas pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (2005), mestrado em Estudos da Linguagem, na área de concentração em Linguística Aplicada, pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (2007), e doutorado em Linguística e Língua Portuguesa pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Campus de Araraquara, com período de estágio de doutorado no exterior na Université de Paris VIII (bolsa PDSE/CAPES), supervisionado pela Profª Marília Amorim. Atualmente é Professor Adjunto IV da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte, no Campus de Pau dos Ferros, onde atua nos cursos de graduação em Letras.

Rosângela Alves dos Santos Bernardino, Universidade do Estado do Rio Grande do Norte

Possui graduação em Letras/Português (2006) pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN). Mestrado (2009) e doutorado (2015) em Estudos da Linguagem, com área de concentração em Linguística Aplicada, pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Atualmente é professora Adjunto III da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte, Campus de Pau dos Ferros, ministrando disciplinas na área de Linguística. Desenvolve estudos com foco centrado especialmente na Linguística do Texto e Análise Textual dos Discursos (ATD), em interface com Teorias Enunciativas, interessando-se principalmente por temas como: texto, discurso e construção de sentidos, gêneros discursivos/textuais, gêneros/textos acadêmico-científicos, discurso citado, reformulação e paráfrase, responsabilidade enunciativa e autoria, produção e ensino de textos na universidade, ensino de língua portuguesa, livro didático de língua portuguesa. 

Referências

ADAM, J. M. A linguística textual: uma introdução à análise textual dos discursos. Tradução de Maria das Graças Soares Rodrigues, Luis Passeggi, João Gomes da Silva Neto e Eulália Vera Lúcia Fraga Leurquin. Revisão Técnica: João Gomes das Silva Neto. 2. ed. revisada e aumentada. São Paulo: Cortez, 2011.

ANTUNES, I. Aula de Português: encontro e Interação. São Paulo: Parábola Editorial, 2003.

______. Lutar com palavras: coesão e coerência. São Paulo: Parábola Editorial, 2005.

______. Muito além da gramática: por um ensino de línguas sem pedras no caminho. São Paulo: Parábola Editorial, 2007.

______. Língua, texto e ensino: uma outra escola possível. São Paulo: Parábola Editorial, 2009.

______. Análise de textos: fundamentos e práticas. São Paulo: Parábola Editorial, 2010.

BAGNO, M. Língua, história & sociedade: breve retrospecto da norma-padrão brasileira. In: In: BAGNO, M. (Org.) Linguística da norma. 2 ed. São Paulo: Edições Loyola, 2004, p. 179-199.

______. O que é uma língua? Imaginário, ciência e hipóstese. In: LAGARES, X. C.; BAGNO, M. Políticas da norma e conceitos linguísticos. São Paulo: Parábola Editorial, 2011, p. 355-387.

BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. Tradução do russo de Paulo Bezerra. 4. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

______. Questões de estilística no ensino da língua. Tradução, posfácio e notas de Sheila Grillo e Ekaterina Vólkova Américo. São Paulo: Editora 34, 2013.

BRASIL, Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: terceiro e quarto ciclos do ensino fundamental: Língua Portuguesa/Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 2001.

BRITO, L. P. L. Em terra de surdos-mudos (um estudo sobre as condições de produção de textos escolares). In: GERALDI, J. W. (Org.). O texto na sala de aula. 3. ed. 5ª impressão. Ática: São Paulo: 2002, p. 117-126.

BRUCE, C. S. Information literacy research: dimensions of the emerging collective consciousness. Australian Academic & Research Libraries, v. 31, n. 2, p. 91-106, 2000. https://doi.org/10.1080/00048623.2000.10755119

BUZATO, M. E. K. Letramento digital abre portas para o conhecimento. EducaRede, 11 mar. 2003. Disponível em: <http://www.educarede.org.br/educa/html/index_busca.cfm>. Acesso em: 12 mar. 2004.

CASTILHO, A. T. de. Gramática do Português Brasileiro. São Paulo: Contexto, 2010.

DEMO, P. O educador e a prática da pesquisa. Ribeirão Preto: Editora Alphabeto, 2009.

FARACO, C. A. Norma-padrão brasileira: desembaraçando alguns nós. In: BAGNO, M. (Org.) Linguística da norma. 2 ed. São Paulo: Edições Loyola, 2004, p. 37-61.

GARCIA, O. M. Comunicação em prosa moderna. 27. ed. Rio de Janeiro: Ed. da FGV, 2010.

GERALDI, J. W. Unidades básicas do ensino de português. In: ______. GERALDI, J. W. (Org.). O texto na sala de aula. 3. ed. 5ª impressão. Ática: São Paulo: 2002, p. 57-79.

KOCK, I. V.; ELIAS, V. M. Ler e escrever: estratégias de produção textual. São Paulo: Contexto, 2009.

LÉVY, P. Cibercultura. Tradução de Carlos Irineu da Costa. São Paulo: Ed. 34, 1999.

LISPECTOR, C. A descoberta do mundo. Rio de Janeiro: Roco, 2008. Disponível em: <http://minhateca.com.br/nonedoubt/Documentos/last+books/LIVROS/Clarice+Lispector/Clarice+Lispector+-+A+Descoberta+Do+Mundo,2365784.pdf>. Acesso em 29 jul. 2014.

MORAN, J. M. Como utilizar a internet na educação. Ci. Inf. v. 26 n. 2, Brasilia May/Aug. 1997. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?pid=s0100-19651997000200006&script=sci_arttext>. Acesso em 26 jul. 2014.

SCHERRE, M. M. P. Doa-se lindos filhotes de poodle: variação linguística, mídia e preconceito. São Paulo: Parábola Editorial, 2005.

SQUARISI, D.; SALVADOR, A. A arte de escrever bem: um guia para jornalistas e profissionais do texto. 5. ed. 1ª reimpressão. São Paulo: Contexto, 2008a.

______. Escrever melhor: guia para passar os textos a limpo. 1. ed. 2ª reimpressão. São Paulo: Contexto, 2008b.

WATERS, L. Inimigos da esperança: publicar, perecer e o eclipse da erudição. Tradução de Luiz Henrique de Araújo Dutra. São Paulo: Editora da UNESP, 2006.

Downloads

Publicado

27-12-2016

Como Citar

BESSA, J. C. R.; BERNARDINO, R. A. dos S. Equívocos em torno da escrita: o caso das dicas de produção de textos em vídeos do YouTube. Domínios de Lingu@gem, [S. l.], v. 11, n. 1, p. 174–191, 2016. DOI: 10.14393/DL28-v11n1a2017-9. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/dominiosdelinguagem/article/view/35090. Acesso em: 22 maio. 2022.