Cana de açúcar, financiamento público e produção de alimentos no Cerrado

Autores

  • Sérgio Sauer Universidade de Brasília - UnB/Planaltina
  • José Paulo Pietrafesa Universidade Federal de Goiás - UFG; Unievangélica

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCT71414893

Palavras-chave:

Cana de açúcar, Financiamento público, Segurança alimentar, Produção de alimentos, Cerrado

Resumo

A demanda crescente por fontes alternativas de energia incentivou o crescimento da produção das chamadas agroenergias, especialmente o etanol com a ampliação das lavouras de cana no Centro Oeste. Apesar de São Paulo ser o principal produtor nacional, há um expressivo avanço em direção ao Cerrado do Centro Oeste, com especial destaque para o Estado de Goiás, devido à disponibilidade de terras, infraestrutura adequada, mas financiamento público e restrições do zoneamento agroecológico da cana, de 2009. Este estudo procura, a partir do mapeamento da expansão das lavouras de cana para o Cerrado, avaliar sua relação com a produção de alimentos. Tomando dados dos levantamentos do IBGE e da CONAB, relacionar com a dinâmica de outras culturas, especialmente arroz, milho e leite em Goiás.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sérgio Sauer, Universidade de Brasília - UnB/Planaltina

Doutor em Sociologia e professor da Faculdade da UnB de Planaltina (FUP/UnB) e nos Programas de Pós Graduação em Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural (Mader/FUP) e em Agronegócios (Propaga/UnB)

José Paulo Pietrafesa, Universidade Federal de Goiás - UFG; Unievangélica

Doutor em Sociologia pela UnB. Professor do Programa de Mestrado Sociedade, Tecnologia e Meio Ambiente da UniEVANG

Downloads

Publicado

20-08-2012

Como Citar

SAUER, S.; PIETRAFESA, J. P. Cana de açúcar, financiamento público e produção de alimentos no Cerrado . Revista Campo-Território, Uberlândia, v. 7, n. 14 Ago., 2012. DOI: 10.14393/RCT71414893. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/campoterritorio/article/view/14893. Acesso em: 18 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)