Cenários futuros de desmatamento na Floresta Nacional do Jamanxim-PA

Conteúdo do artigo principal

Luana Helena Oliveira Monteiro Gama
https://orcid.org/0000-0002-5744-5583
Arlete Silva de Almeida de Almeida
https://orcid.org/0000-0002-1754-7518
Paula Fernanda Pinheiro Ribeiro Paiva
Orleno Marques da Silva Junior
https://orcid.org/0000-0002-1173-1429
João Santos Nahum
https://orcid.org/0000-0001-7791-9240

Resumo

As áreas protegidas foram criadas para a proteção e conservação da fauna e flora. Analisar suas dinâmicas socioambientais é essencial para a manutenção dos ecossistemas. O objetivo deste artigo é simular trajetórias de desmatamento na Floresta Nacional do Jamanxim a partir de modelos matemáticos, e propor cenários futuros até o ano de 2030, com base na análise de uso e cobertura da terra. Para tanto, realizou-se o processamento das imagens de satélite para análise das mudanças de uso e cobertura da terra, ao qual aplicou-se o método de classificação supervisionada, através do algoritmo de Máxima Verossimilhança; e processamento das variáveis independentes. Na modelagem espacial através do software DINAMICA EGO, utilizou-se o modelo LUCC. Observou-se que houve redução de área de 112,51 km² (0,87%) de floresta primária, e aumento do desmatamento com área de 393,53 km², equivalente a 3% de área desmatada. Obteve-se um cenário no qual a floresta primária foi convertida para desmatamento (0,28%) com alta probabilidade de transição de floresta primária para mosaico de ocupações e de exploração florestal para mosaico de ocupações ao norte e ao sul da FLONA do Jamanxim. Projeta-se a perda de 198,79 km² (1,52%) de floresta primária, e aumento de desmatamento de 155,20 km² até o ano de 2030. O mapa resultante deste cenário pode apoiar ações de políticas públicas, por meio da análise de impactos e leis, e identificação de áreas prioritárias para ação governamental. Em conjunto com os planos de comando, controle e monitoramento, é possível orientar o desenvolvimento socioambiental, econômico e cultural nesta Unidade de Conservação (UC), para manutenção e conservação da biodiversidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
GAMA, L. H. O. M.; ALMEIDA, A. S. de A. de; PAIVA, P. F. P. R.; SILVA JUNIOR, O. M. da; NAHUM, J. S. Cenários futuros de desmatamento na Floresta Nacional do Jamanxim-PA. Revista Brasileira de Cartografia, [S. l.], v. 75, 2023. DOI: 10.14393/rbcv75n0a-62835. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistabrasileiracartografia/article/view/62835. Acesso em: 21 jun. 2024.
Seção
Cartografia e SIG

Referências

ALMEIDA, C. M.; CAMARA, G.; MONTEIRO, A. M. V.; SOARES-FILHO, B. S.; CERQUEIRA, G. C. 2007. Modelos celulares de Dinâmicas Espaço-Temporais: Aplicações em Estudos Urbanísticos, in Geomática: modelos e aplicações ambientais. Editado por Meireles, M. S. P., Camara, G., Almeida, C. M. De. Brasília, DF: Embrapa informações tecnológicas, 593p.

ALMEIDA, C. M.; GLERIANI, J. M.; CASTEJON, E. F.; SOARES-FILHO, B. S. Using neural networks and cellular automata for modelling intra‐urban land‐use dynamics. International Journal of Geographical Information Science, Londres, 22 (9), 943-963. 2008. DOI: 10.1080/13658810701731168

ALMEIDA, A. S.; VIEIRA, I. C. Conflitos no uso da terra em Áreas de Preservação Permanente em um polo de produção de biodiesel no Estado do Pará. Land use conflicts in Areas of Permanent Preservation in a biodiesel production area in the State of Pará, Brazil. Revista Ambiente e Água, n. 9 (3). 2014. DOI: 10.4136/ambi-agua.1410

ALMEIDA, A. S. de. Mudanças de uso da terra em paisagens agrícolas com palma de óleo (Elaeis guineensis Jacq.) e implicações para a biodiversidade arbórea na Amazônia Oriental. Tese de Doutorado. Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais. Universidade Federal do Pará. Belém. 2015.

AGÊNCIA NACIONAS DE ÁGUAS E SANEAMENTO BÁSICO (ANA). Catálogo de metadados. 2017. Disponível em: https://metadados.snirh.gov.br/geonetwork/srv/por/catalog.search#/home. Acesso em: 22 jul. 2020.

ANGELSEN, A.; BROCKHAUS, M.; SUNDERLIN, W. D.; VERCHOT, L. V. (eds) 2013. Análise de REDD+: Desafios e escolhas. CIFOR, Bogor, Indonésia.

ANA. Agência Nacional das Águas. Catálogo de metadados geoespaciais. Brasília: ANA, 2015. 17 p.

BARROS, R. A.; BARBOSA, R. S. Unidades de Conservação: Um estudo sobre os impactos ambientais resultantes da extração de madeira da Reserva Biológica do Gurupi-MA. Inter- Espaço. Revista de Geografia e Interdisciplinaridade 1 (2):270-292. 2015.

BEROUTCHACVILI, N. L. & BERTRAND, G. 1978. Le Géosystème ou Système territorial naturel. Revue Géographique des Pyrénés et du sud-ouest. Toulose, 167-180p.

BECKER, B. K. Espaço e Desenvolvimento desigual: uma percepção da década de 1970. In: VIEIRA, I. C. G. As Amazônias: ensaios sobre geografia e sociedade na região amazônica 1. 1ed. Rio de Janeiro: Garamond, 520p. 2015.

BEZERRA, G. S. C. L.; CARVALHO, R. M. C. M. O.; LYRA, M. R. C. C.; FRUTUOSO, M. N. M. A.; BRANDÃO, S. S. F. Política Pública e o desafio da participação social na gestão de unidades de conservação. Holos 06 (34):117-129. 2018.

BONINI, I.; RODRIGUES, C.; DALLACORT, R.; JUNIOR, B.; CARBALHO, M. Rainfall and deforestation in the municipality of Colíder, southern Amazon. Revista Brasileira de Meteorologia, 29 (4):483-493. 2015.

BONHAM-CARTER, G. Geographic information systems for geoscientists: modelling with GIS. Ontario: Pergamon, 305p. 1994.

BRANCO, T. L.; ALMEIDA, C. M. de; FRANCISCO, C. N. Modelagem Dinâmica Espacial das Mudanças de Uso e Cobertura da Terra na Região Hidrográfica da Baía da Ilha Grande-RJ: um Enfoque Sobre Comunidades Tradicionais e Unidades de Conservação. Revista Brasileira de Cartografia, [S. l.], v. 74, n. 1, p. 137–158, 2022. DOI: 10.14393/rbcv74n1-59436. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistabrasileiracartografia/article/view/59436. Acesso em: 30 maio. 2023.

BRASIL. Lei Federal n. 9985 de 2000. Brasília, DF. 2000.

BRASIL. Lei 12.651, de 25 de maio de 2012. Novo Código Florestal. Brasília, DF. 2012.

BRASIL, INPE. INPE consolida 7.536 km2 de desmatamento na Amazônia em 2018. 2019. Disponível em: http://www.obt.inpe.br/OBT/noticias/inpe-consolida-7-536-km2-de-desmatamento-na-amazonia em-2018. Acesso em: 12 out. 2020.

BLOCH, T.; SACKS, R. Comparing machine learning and rule-based inferencing for semantic enrichment of bim models. Automation in Construction, Israel, v. 91, 07 2018

CASTRO, E. M. R. DE; CASTRO, C. P. Desmatamento na Amazônia, desregulação socioambiental e financeirização do mercado de terras e de commodities. Novos Cadernos NAEA, v. 25 n. 1, p. 11-36, jan-abr 2022.

CAMPOS, P. B. R.; QUEIROZ FILHO, A. P. de. 2017. Matriz de transição na detecção das mudanças do uso e ocupação do solo: estudo de caso do Centro Educacional Unificado da Paz-Zona Norte de São Paulo. Raega - O Espaço Geográfico em Análise 42 (1):225-238.

CARVALHO, T. S.; DOMINGUES, E. P. Projeção de um cenário econômico e de desmatamento para a Amazônia Legal brasileira entre 2006 e 2030. Nova Economia, 26 (2), May-Aug. 2016. DOI: 10.1590/0103-6351/2665

COSTA, G.; SILVA, G.; BRAMBILLA, C.; LOBATO, L.; CUNHA, L.; TELES, V.; NUNES, D.; CAVALCANTE, M. Ocupações ilegais em unidades de conservação na Amazônia: o caso da Floresta Nacional do Bom Futuro no Estado de Rondônia/Brasil. Revista de Geografia e Ordenamento do Território (8)33-49. 2015.

COELHO, A. Dos S.; BARROS, M. N. R.; DAMASCENO, J. R. P. Dinâmicas socioambientais na faixa de fronteira do estado do Pará: o caso do município de Almerim. Social and Environmental Dynamics in the Border Strip of the State of Pará: the case of the Municipality of Almeirim. Revista Geo Pantanal, n. Especial:307-326. 2017.

CHAGAS, C. da S.; FONTANA, A.; CARVALHO JUNIOR, W.; CAIRES, S. M. de. Atributos Topográficos na diferenciação de argissolos. Revista Brasileira de Ciências do Solo 37:1441-1453. 2013. DOI 10.1590/S0100-06832013000600002

DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRAESTRUTURA E TRANSPORTE (DNIT). Mapas e Bases dos Modos de Transportes. 2017. Disponível em: https://www.gov.br/infraestrutura/pt-br/assuntos/dados-de-transportes/bit/bitmodosmapas#maprodo. Acesso em: 22 jul. 2020.

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA E AGROPECUÁRIA (EMBRAPA). Embrapa Solos Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Sistema Brasileiro de Classificação de Solos/ Humberto Gonçalves dos Santos … [et al.]. – 5.ed., rev. e ampl. − Brasília, DF: Embrapa. 2018.

FARIA, W. R.; HADDAD, E. A. Modelagem do uso da Terra e Efeitos de Mudanças na Produtividade Agrícola entre 2008 e 2015. Estudos Econômicos (São Paulo), [S.L.], v. 49, n. 1, p. 65-103. 2019. DOI: 10.1590/0101-41614913wfe

FEARNSIDE, P. M.; GRAÇA, P. M. L. de A. C.; KEIZER, E. W. H.; MALDONATPO, F. D.; BARBOSA, R. I.; NOGUEIRA, E. M. Modelagem de desmatamento e emissões de gases de efeito estufa na região sob influência da rodovia Manaus-Porto Velho (BR-319). Revista Brasileira de Meteorologia. 24 (2):208-233. 2009. DOI: 10.1590/S0102-77862009000200009.

FU, P.; RICH, P. M. Design and implementation of the solar analyst: An arcview extension for modeling solar radiation at landscape scales, in Annual Esri User Conference, SanDiego. Proceedings. 1999. Disponível em: https://proceedings.esri.com/library/userconf/proc99/proceed/papers/pap867/p867.htm. Acesso em: 20 jul. 2020.

GAMA, L. H. O. M.; PAIVA, P. F. P. R.; SILVA JUNIOR, O. M. da; RUIVO, M. de L. P. Environmental modeling and use of artificial intelligence for prognosis of deforestation: the case of Rebio do Gurupi-MA. Research, Society and Development [S. l.], v. 10, n. 2, p. e13810211609. 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i2.11609.

GODOY, M.; SOARES-FILHO, B. Modelagem da dinâmica de ocupação do solo no bairro Savassi, Belo Horizonte, Brasil, in Geoinformação em urbanismo: cidade real x cidade virtual. Organizado por C. M. Almeida, G. Câmara, A. M. V. M. Monteiro, pp. 286-304, cap. 13. São Paulo: Oficina de textos. 2007.

HAGEN, A. Fuzzy set approach to assessing similarity of categorical maps. International Journal of Geographical Informaction Science. Kensington, v. 17, n. 3, p.235-249. 2003. DOI: 10.1080/13658810210157822

HARRIS, I.; JONES, P. D.; OSBORN, T. J.; LISTER, D. H. Grids de alta resolução atualizados de observações climáticas mensais - o conjunto de dados CRU TS3.10. International Journal of Climatology 34 (3):623-642. 2014.

INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE (IBAMA). Instrução Normativa 1, de 09 de janeiro de 1991. Diário Oficial da União de 23/01/1991 Seção 1, p. 1701. 1991. Disponível em http://www.ibama.gov.br/sophia/cnia/legislacao/IBAMA/IN0001-090191.PDF. Acesso em 04 nov. 2021.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Manual Técnico de Uso da Terra, 3ª Edição. Diretoria de Geociências Coordenação de Recursos Naturais Rio de Janeiro, RJ – Brasil. 2013.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Malha municipal. Disponível em:

https://www.ibge.gov.br/geociencias/organizacao-do-territorio/malhas-territoriais/15774-malhas.html. Acesso: 02 fev. 2020.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Novo Progresso: Panorama 2018. 2018. Disponível em: <https://cidades.ibge.gov.br/brasil/pa/novo-progresso/panorama>. Acesso em: 05 jul. 2020a.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Banco de Informações Ambientais. Um novo instrumento para organização e preservação. 2020. Disponível em: https://bdiaweb.ibge.gov.br/#/home. Acesso em: 10 set. 2020b.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Produto Interno Bruto dos municípios – PIB-munic. 2020 no prelo. bit.ly/3ur7H4X. 2020c.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Cidades e Estados. 2022. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/cidades-e-estados/pa/novo-progresso.html. Acesso em: 27 jan. 2022.

INSTITUTO CHICO MENDES DE CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE (ICMBIO). Plano de Manejo da Floresta Nacional do Jamanxim, localizada no estado do Pará. v. 1-Informações Gerais, Curitiba–PR. 2010. Disponível em: https://www.icmbio.gov.br/portal/images/stories/imgs-unidades coservacao/flona_jamanxim.pdf. Acesso: em 01 jul. 2020.

INSTITUTO SOCIOAMBIENTAL (ISA). Situação atual das Unidades de Conservação. 2019. Disponível em https://uc.socioambiental.org/. Acesso em: 07 set. 2020.

INSTITUTO NACIONAL DE COLONIZAÇÃO DA REFORMA AGRÁRIA (INCRA). Acervo Fundiário. 2017. Disponível em: http://acervofundiario.incra.gov.br/acervo/acv.php. Acesso em: set. 2020.

INSTITUTO NACIONAL DE PESQUISAS ESPACIAIS (INPE). Refinamento da classificação do Terra Class: Os municípios de Marabá e Santarém-Estado do Pará. Geração do Dado Pretérito para Marabá, Santarém: 1990-2000-2010. 2019.

INSTITUTO NACIONAL DE PESQUISAS ESPACIAIS (INPE). Monitoramento da floresta amazônica brasileira por satélite – Projeto Prodes. 2020 no prelo. terrabrasilis.dpi.inpe.br/. 2020.

INSTITUTO NACIONAL DE PESQUISAS ESPACIAIS (INPE). TerraBrasilis. Desmatamento PRODES. Disponível em http://terrabrasilis.dpi.inpe.br/app/map/deforestation?hl=pt-br. Acesso em 20 jan. 2022.

INSTITUTO DE PESQUISA AMBIENTAL DA AMAZÔNIA (IPAM). Qualquer solução para a mudança climática global requer a Amazônia em pé. [Notícias]. 2021. Disponível em: https://ipam.org.br/qualquer-solucao-para-a-mudanca-climatica-global-requer-a-amazonia-em-pe/. Acesso em: 30 jan. 2022.

KAWASHIMA, R. Modelagem da dinâmica espacial das mudanças na cobertura da terra na região portuária da Baixada Santista/RS. Dissertação de Mestrado. Escola Politécnica. Universidade de São Paulo. Departamento de Engenharia de Transportes. São Paulo. 2015.

KAWASHIMA, R. S.; GIANNOTTI, M. A.; ALMEIDA, C. M. de A.; QUINTANILHA J. A. 2016. Modelagem dinâmica espacial como ferramenta de simulação de cenários da paisagem na região portuária da Baixada Santista. Bol. Ciênc. Geod. 22 (4):703-718.

LI, Z.; ZHU, Q.; GOLD, C. Digital Terrain Modeling: Principles and Methodology. Boca Raton: CRC press. 2005.

LUNA, A. H. Introdução aos métodos de Monte Carlo avançado. Depatarmento de Estatística UFMG. 1977. Disponível em: http://www.est.ufmg.br/portal/arquivos/rts/RTE_01_2019.pdf. Acesso: 22 fev. 2020.

MARCUARTÚ, B. C.; COELHO, A. dos S.; MANESCHY, R. Q.; CANTO, O. d. Uso e cobertura da terra na Floresta Nacional do Jamanxim, Novo Progresso, Pará: Considerações sobre sua desafetação. Estudos Geográficos, Rio Claro, 15(2): p-p, jul./dez. 2017. DOI: 10.5016/estgeo.v15i2.12569

MARENGO, J. A.; SOUZA JUNIOR, C. Mudanças Climáticas: impactos e cenários para a Amazônia. São Paulo. 33p. 2018.

MAURANO, L. E. P.; ESCADA, M. I. S.; RENNO, C. D. 2019. Padrões espaciais de desmatamento e a estimativa da exatidão dos mapas do PRODES para Amazônia Legal Brasileira. Spatial deforestation patterns and the accuracy of deforestation mapping for the Brazilian Legal Amazon. Ciência Florestal, 29 (4):1763-1775.

MATRICARDI, E. A. T.; AGUIAR, A. S.; MIGUEL, E. P.; ANGELO, H.; GASPAR, R. de O. Modelagem do desmatamento na região do MATOPIBA. Pesquisas Agrárias e Ambientais. Nativa, Sinop 6 (2):198-206. 2018. doi: 10.31413/nativa.v6i2.5092

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE (MMA). Cadastro Nacional de Unidades de Conservação. Unidades de Conservação Brasileiras. 2019. Disponível em: http://www.mma.gov.br/areas- protegidas/cadastro-nacional-de-ucs. Acesso em 07 jul. 2020.

MIRANDA, J. I. Fundamentos de Sistemas de Informações Geográficas. Brasília, DF: Embrapa Informação Tecnológica, 425p. 2005.

MOLINARO, C. A.; LEAL, A. A. F. O caso da floresta nacional do Jamanxim: uma análise jurídica da medida provisória 756/2016 e o do projeto de lei de conversão nº 5/2017. Revista de Direito Econômico e Socioambiental, Curitiba, v. 9, n. 1, p. 244-268, jan./abr. 2018. DOI: 10.7213/rev.dir.econ.soc.v9i1.16535

MONTEIRO, S. M. C. Floresta Nacional do Jamanxim: Proteção em nome da proibição do retrocesso ambiental. Dissertação de Mestrado. Programa de Pós-graduação e Inovação Tecnológica. Universidade Federal do Oeste do Pará. Santarém, 228p. 2019.

NEPSTAD, D.; MCGRATH, D.; STICKLER, C.; ALENCAR, A.; AZEVEDO, A.; SWETTE, B.; BEZERRA, T.; DIGIANO, M.; SHIMADA, J.; SEROA DA MOTTA, R.; ARMIJO, E.; CASTELLO, L.; BRANDO, P.; HANSEN, M. C.; MCGRATH-HORN, M.; CARVALHO, O.; HESS, L. Slowing Amazon deforestation through public policy and interventions in beef and soy supply chains. Science 6 344 (6188):1118-23. 2014. DOI: 10.1126/science.1248525

PALHETA DA SILVA, J. M; MEDEIROS, G. R. N.; CHAGAS, C. A. N. Geografia e mineração no Pará. Revista do Instituto Histórico e Geográfico do Pará (IHGP), Belém, n. 1, v. 01, p. 01-12. 2014.

PEDROSA, B. M.; CÂMARA, G. 2007. Modelagem Dinâmica e Sistemas de Informações Geográficas, in Geomática: modelos e aplicações ambientais. Editado por M. S. P. Meireles, G. Camara, C. M. De., pp. 593. Brasília, DF: Embrapa informações tecnológicas.

PEIRÓ, A. M. T.; PINTO, E. M.; BARBOSA, F. R. DE A.; DE SOUZA, J. D.; DA SILVA, W. L. P. Relatório de Análise do Mercado de Terras do Acre – SR14 (RAMT/2021-2022). Aprovado por: Peritos Federais Agrários – PFA/SR.14 Comitê de Decisão Regional – CDR/SR.14. Rio Branco – AC, dez. 2021. Disponível em: https://www.gov.br/incra/pt-br/assuntos/governanca-fundiaria/relatorio-de-analise-de-mercados-de-terras/RAMT_SR14_AC_2021_final.pdf. Acesso em: 25 jan. 2023.

PEREIRA, B. C.; PINHO, B. C. P.; DE SOUZA, D. H. S.; FEITOZA, L. H. de A.; COSTA, C. M. da; NETO, P. R. de M.; BARROS, Y. S. S. de; PANTOJA, P. C. da Silva. Dinâmica de uso e cobertura da terra em Unidade de Conservação da Amazônia Brasileira: Mudanças na Floresta Nacional do Jamanxim-PA de 2004 A 2014, in Anais do XIX Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, INPE, pp. 2825-2828. Santos-SP. 2019.

PINHEIRO, E.; CAMINI, N.; SOARES, M.; SUMIDA, S. Cellular automata model: landscape dynamics simulation tool in the process of change in land use and cover in the city of Gaúcha Do Norte-MT, in Anais do IEEE Latin American GRSS & ISPRS Remote Sensing Conference, pp. 225-229. 2020.

SANTOS, M. A Natureza do Espaço: Técnica e tempo, razão e emoção. São Paulo: Hucitec. 308p. 1996.

SANTOS JUNIOR, M. A. dos. 2018. BR-319 como propulsora de desmatamento: simulando o impacto da rodovia Manaus-Porto Velho. 22.ed. Manaus: IDESAM. 56p.

SANTOS, Leonardo Sousa et al. Paisagem rural da microrregião de Tomé-Açu sob a ótica bertrandiana. Revista Brasileira de Geografia Física, [S.l.], v. 12, n. 7, p. 2694-2715, fev. 2020. ISSN 1984-2295. Disponível em: <https://periodicos.ufpe.br/revistas/rbgfe/article/view/242041>. Acesso em: 20 jun. 2023. DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v12.7.p2694-2715.

SANTOS, D.; SALOMÃO, R.; VERÍSSIMO, A. Fatos da Amazônia 2021, março de 2021, 86p. 2021.

SILVA, A. C. O.; FONSECA, L. M. G.; KORTING, T. S.; ESCADA, M. I. S. A spatio-temporal Bayesian Network approach for deforestation prediction in an Amazon rainforest expansion frontier. Spatial Statistics 35:100393. 2020.

SIQUEIRA-GAY, J.; YANAI, A. M.; LESSMANN, J.; PESSÔA, A. C. M.; BORJA, D.; CANOVA, M.; BORGES, R. C. Pathways to positive scenarios for the Amazon forest in Pará state, Brazil. Biota Neotropica 20 (1): e20190905. 2020. DOI: 10.1590/1676-0611-BN-2019-0905

SOARES-FILHO, B. S. Modelagem da dinâmica de paisagem de uma região de fronteira de colonização amazônica. Tese de Doutorado. Escola Politécnica, Universidade de São Paulo. São Paulo. 1998.

SOARES-FILHO, B. S.; NEPSTAD, D. C.; CURRAN, L.; CERQUEIRA, G. C.; GARCIA, R. A.; RAMOS, C. A.; VOLL, E.; MCDONALD, A.; LEFEBVRE, P.; SCHLESINGER, P.; MCGRATH, D. Cenários de desmatamento para a Amazônia. Estudos Avançados 19 (54):137-152. 2005. DOI: 10.1590/S0103-40142005000200008

SOARES-FILHO, B. S.; NEPSTAD, D. C.; CURRAN, L.; CERQUEIRA, G. C.; GARCIA, R. A.; RAMOS, C. A.; MCDONALD, A.; LEFEBVRE, P.; SCHLESINGER, P. Modeling conservation in the Amazon basin. Nature 440:520-523. 2006. DOI: 10.1038/nature04389

SOARES-FILHO, B. S.; CERQUEIRA, G. C.; ARAÚJO, W. L.; VOLL, E. Modelagem de dinâmica de paisagem: concepção e potencial de aplicação de modelos de simulação baseados em autômato celular. Megadiversidade 3 (12):75-86. 2007.

SOARES-FILHO, B. S.; DIETZSCH, L.; MOUTINHO, P.; SUAREZ, A. F.; RODRIGUES, H.; PINTO, E.; MARETTI, C.; SUASSUNA, K.; SCARAMUZZA, C. A.; VASCONCELOS, F. Reduction of carbon emissions associated with deforestation in Brazil: The role of the Amazon region Protected Areas Program (ARPA). Brasília: IPAM, 1:32p. 2008.

SOARES-FILHO, B. S.; RODRIGUES, H.; COSTA, W. Modeling Environmental Dynamics with Dinamica EGO. Centro de Sensoriamento Remoto (IGC/UFMG) - Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, MG, Brazil. 2009. p. 114. Disponível em http:// www.csr.ufmg.br/dinamica/tutorial/Dinamica_ EGO_guidebook.pdf. Acesso em: 17 maio 2020.

SOARES-FILHO, B. S.; DIETZSCH, L.; MOUTINHO, P.; SUAREZ, A. F.; RODRIGUES, H. Protected Areas Helping to Reduce Carbon Emissions in Brazil, in Arguments for Protected Areas – Multiple Benefits for Conservation and Use, 1.ed. London, Washington DC: EarthScan, 1. 268p. 2010.

SOARES-FILHO, B. S.; RODRIGUES, H.; FOLLADOR, M. A hybrid analytical-heuristic method for calibrating land-use change models. Environmental Modelling & Software 43:80-87. 2013.

SOARES-FILHO, B. S.; RAJÃO, R.; MACEDO, M.; CARNEIRO, A.; COSTA, W.; COE, M.; RODRIGUES, H.; ALENCAR, A. Cracking Brazil’s Forest Code. Science 344 (80):363-364. 2014. DOI: 10.1126/science.1246663

SOUZA, A. A. de A.; PONTES, A. N.; ADAMI, M.; NARVAES, I. da S. A CONTRIBUIÇÃO DAS ESTRADAS E O NOVO PADRÃO DESMATAMENTO E ALTERAÇÃO DA COBERTURA FLORESTAL NO SUDOESTE PARAENSE. Revista Brasileira de Cartografia, [S. l.], v. 69, n. 9, 2018. DOI: 10.14393/rbcv69n9-44089. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistabrasileiracartografia/article/view/44089. Acesso em: 20 jun. 2023.

SUAREZ, A. F.; SOARES-FILHO, B. S. Estudo da mudança de uso e cobertura do solo na bacia do rio Formiga-MG. Revista Brasileira de Cartografia 65 (3):417-429. 2013.

SCHIELEIN, J.; BORNER, J. Recent transformations of land-use and land-cover dynamics across different deforestation frontiers in the Brazilian Amazon. Land Use Policy 76:81-94. 2018.

TOBLER, W. A. 1970. Computer movie simulating urban growth in the Detroit Region. Economic Geography. v. 46, n. 2, p. 234-240.

TORRES, M.; DOBLAS, J.; ALARCON, F. D. Dono é quem desmata. 1ª. ed. São Paulo: Urutu-branco, p. 280. 2017.

TUPIASSU, L.; GROS-DESORMAUX, J. R.; CRUZ, G. A. C. Regularização fundiária e política ambiental: incongruência do cadastro ambiental rural do Pará. Revista Brasileira de Políticas Públicas. v. 7, n. 2. 2017. DOI: https://doi.org/10.5102/rbpp.v7i2.4777

UHL, C.; BARRETO, P.; VERÍSSIMO, A.; VIDAL, E.; AMARAL, P.; BARROS, A. C.; SOUZA JUNIOR, C.; JOHNS, J.; GERWING, J. Natural resource management in the Brazilian Amazon. BioScience 47 (3):160-168. 1997. DOI 10.2307/1313035

USGS. United for States Geological Survey. 2020. Disponível em https://earthexplorer.usgs.gov/. Acesso em: 07 ago. 2020.

VALE, J. R. B.; COSTA, J. A. da.; SANTOS, J. F. dos; SILVA, E. L. S. da.; FAVACHO, A. T. Análise comparativa de métodos de classificação supervisionada aplicada ao mapeamento da cobertura do solo no município de Medicilândia, Pará. Inter Espaço - Revista de Geografia e Interdisciplinaridade 4 (13):26-44. 2018. DOI: 10.18764/2446-6549.v4n13p26-44

VERÍSSIMO, A.; PEREIRA, D. Produção na Amazônia Florestal: características, desafios e oportunidades. Parc. Estrat. Brasília-DF 19 (38):13-44. 2014.

VITEL, C. S. M. N. Modelagem da dinâmica do desmatamento de uma fronteira em expansão, Lábrea, Amazonas. Dissertação de estrado. Programa de Pós-Graduação em Ciências de Florestas Tropicais. Manaus, Amazonas. 2009.

WORLD WIDE FUND FOR NATURE (WWF). Mineração na Amazônia Legal e Áreas Protegidas. Situação dos direitos minerários e sobreposições. [Relatório]. 2018. Disponível em: https://nacab.org.br/relatorio-wwf-2018-mineracao-na-amazonia-legal-e-areas-protegidas-situacao-dos-direitos-minerarios-e sobreposicoes/. Acesso em: 22 ago. 2021.