Metodologia Desenvolvida para o Posicionamento Geodésico de Zona Especial Aeroportuária: Estudo de Caso do Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes - Gilberto Freyre

Conteúdo do artigo principal

Raimundo Nonato Camilo Neto
http://orcid.org/0000-0002-5350-876X
Andréa de Seixas
http://orcid.org/0000-0002-5879-4902

Resumo

A Zona Especial do Aeroporto (ZEA) é uma região de diretrizes específicas que procura compatibilizar a legislação de uso e ocupação do solo municipal com as orientações referentes ao Plano de Proteção do Aeródromo regulamentado por legislação Federal. Com o crescimento e adensamento das edificações no entorno de Aeroportos se faz necessário um controle posicional e dimensional das obras visando atender as legislações em vigor. Este trabalho tem o objetivo de apresentar uma metodologia desenvolvida para o posicionamento geodésico de Zona Especial Aeroportuária usando como estudo de caso o Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes-Gilberto Freyre. Para a localização dos Vértices Virtuais dos cruzamentos das vias que compõem a poligonal da ZEA foram implantados pontos de referência empregando o método de posicionamento GNSS (Relativo Estático), definindo em seguida um Sistema Geodésico Local para a determinação de pontos-objeto delimitadores de meios-fios empregando o método de posicionamento GNSS/RTK e identificação dos eixos das vias e respectivas interseções. Ao final deste trabalho são determinados os Vértices Virtuais de um trecho da poligonal da ZEA com a análise qualitativa de gabarito e identificação de áreas de conflitos, indicando recomendações quanto aos critérios posicionais adequados à implantação de empreendimentos no entorno do Aeroporto. O posicionamento GNSS dos pontos de referência em módulo atingiu um desvio padrão na ordem ≤ 11mm, com erro de fechamento da rede dos triângulos formados com discrepância máxima na horizontal de 9mm e na vertical de 29mm. Os pontos-objeto determinados com GNSS/RTK alcançaram um desvio padrão em módulo na ordem ≤ 18 mm.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
CAMILO NETO, R. N.; SEIXAS, A. de. Metodologia Desenvolvida para o Posicionamento Geodésico de Zona Especial Aeroportuária: Estudo de Caso do Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes - Gilberto Freyre. Revista Brasileira de Cartografia, [S. l.], v. 73, n. 2, p. 556–573, 2021. DOI: 10.14393/rbcv73n2-53486. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistabrasileiracartografia/article/view/53486. Acesso em: 11 ago. 2022.
Seção
Artigos Originais
Biografia do Autor

Andréa de Seixas, Universidade Federal de Pernambuco

Possui graduação em Engenharia Cartográfica (1993) e doutorado em Engenharia Geodésica (Doctor of Technical Sciences) pela Universidade Técnica de Viena Áustria (2001). Atualmente é Professor Associado II da Universidade Federal de Pernambuco. Tem experiência na área de Geociências, com ênfase em Geodésia, atuando principalmente nos seguintes temas: Levantamentos Topográficos e Geodésicos, Levantamentos Cadastrais, Sistemas de Referência, Instrumentação Geodésica, Engenharia Geodésica, Medição de Deformação, Controle e Monitoramento de Recalques, Técnicas Ópticas de Medição 3D, Sistemas de Medição à Base de Teodolitos. Desenvolveu atividades voltadas a Pericias Judiciais designadas por Juiz Federal, referentes a Definição de Limites Intermunicipais (2009 a 2012) e Dinâmica Costeira na Foz do Rio São Francisco e Adjacências (2013 a 2016). É membro do Programa de Pós-Graduação em Ciências Geodésicas e Tecnologias da Geoinformação da Universidade Federal de Pernambuco (exerceu a função de Vice-Coordenador durante os períodos de 2005 a 2008 e 2015 a 2016 e a função de Coordenador durante o período de 2009 a 2010 e 2017, 2018 e atual). Magistério nos Cursos de Graduação em Engenharia Cartográfica, Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo e no Curso de Pós-Graduação em Ciências Geodésicas e Tecnologias da Geoinformação. Agraciada na Ordem do Mérito Cartográfico - OMC no grau de Oficial, solenidade comemorativa ao Dia do Engenheiro Cartógrafo em 2016.