Edições anteriores

  • Pedagogia das Artes Cênicas: outras epistemologias #1
    v. 10 n. 02 (2023)

    Dossiê Pedagogia das Artes Cênicas: outras epistemologias 

    Esse dossiê, divididos em dois volumes,  surgiu a partir das inquietações que permearam o VII Encontro nacional do GT Pedagogia das Artes Cênicas Pedagogia das artes cênicas: outras epistemologias que aconteceu de forma on-line em agosto de 2022.

    Esse dossiê busca propiciar um espaço de diálogo para pesquisadoras(es) e/ou professoras(es) que investigam em seus fazeres práticos e/ou teóricos outras epistemologias voltadas para a pedagogia das artes cênicas.

    Um espaço de debate para questões urgentes envolvendo o ensino e aprendizagem nas artes da cena, associadas às experiências culturais ligadas às tradições da ancestralidade, identidades, dissidências e/ou outras experiências envolvendo as artes cênicas.

  • Educação Estética e as Artes Cênicas
    v. 10 n. 1 (2023)

    As Artes Cênicas possuem uma estreita relação com a Educação, consequentemente, com a Pedagogia. Desta relação, vale destacar a importância da Educação Estética possibilitada pela Artes Cênicas: via esta formação, a realidade estética não é apartada e muito menos entendida como mais importante do que nossa experiência cotidiana; esta experiência do dia a dia é, necessariamente, marcada pela experiência estética, uma vez que, somente assim, a vida se torna completa e satisfatória. Nesse sentido, este Dossiê pretende criar possibilidades de diálogos sobre a união entre a Educação Estética e as Artes Cênicas, com a finalidade de abrir espaço para este debate, necessariamente doce e útil, e, assim, contribuir às pesquisas que se debruçam sobre estes objetos de estudo, ao reunir um corpus que terá como finalidade a análise deste tema.

    Organização do Dossiê: Profa. Dra. Christine Arndt de Santana (UFS)

  • Dossiê: Corporalidades na Educação
    v. 9 n. 3 (2022)

    O dossiê Corporalidades na Educação é fruto dos diálogos estabelecidos no GT - Corpos e corporalidades em educação e a educação dos corpos por ocasião do IV Encontro Latinoamericano de Investigadores/as sobre Corpos e Corporalidades nas Culturas, promovido pela Rede de Investigação de e desde os Corpos, realizado em agosto 2021. A partir dos contextos, ideias e abordagens metodológicas transdisciplinares presentes nas pesquisas de diferentes países latinoamericanos que estiveram presentes no Encontro ou que atenderam a chamada pública para esse dossiê, observamos a emergência de uma diversidade de sentidos para as noções de corpo e corporalidade, que se desdobram em diferentes campos de saber e em diferentes possibilidades de pensamento e ação no campo educativo. 

    Organização do dossiê: Paulina Maria Caon (UFU), André Bocchetti (UFRJ), Julia Broguet (Universidade Nacional de Rosário - Argentina)

     

    Equipe de Coordenadores do GT - Corpos e corporalidades em educação e a educação dos corpos

    Paulina Maria Caon (coordenação geral - Universidade Federal de Uberlândia), André Bocchetti (Universidade Federal do Rio de Janeiro - Brasil), Hilderman Cardona Rodas (Universidad de Medellín - Colombia), Jovanna Díaz (Universidad de Piura- Peru), Julia Broguet (Universidad Nacional de Rosario - Argentina), Julia Castro Carvajal (Universidad de Antioquia - Colombia), Miguél Ángel Rodriguez (Benemérita Universidad Autónoma de Puebla - México).

  • Sala de Ensaios - Edição Especial
    v. 9 n. 2 (2022)

    Este volume especial ‘Sala de Ensaios’ da Revista Rascunhos é composto por um conjunto variado de textualidades sobre processos de formação, pesquisa e criação em Artes Cênicas.  Aqui o/a leitor/a encontrará estudos contemporâneos que permitem a construção de um caleidoscópio de temas e enfoque variados acerca das Artes Cênicas.

  • LUIZ PAZZINI- Teatro de Memórias e Processos Educativos
    v. 9 n. 1 (2022)

    O dossiê da Revista Rascunhos- Caminhos da Pesquisa em Artes Cênicas, intitulado LUIZ PAZZINI- Teatro de Memórias e Processos Educativos presta uma homenagem a Luiz Roberto de Souza [Luiz Pazzini (1953-2020)] através de reflexões teóricas, experiências pedagógicas e memórias que estejam relacionadas ou que tangenciem a prática desse artista/docente/pesquisador  no qual desenvolveu uma parte significativa da sua vida artística e docente, seja no âmbito do Curso de Educação Artística, seja no Curso de Licenciatura em Teatro, da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e no Grupo Cena Aberta.

    Organizadores desse dossiê:

    Gilberto dos Santos Martins (IFMA) e João Victor da Silva Pereira (Cena Aberta)

     

  • Capa Dossiê: A cibercultura e o retorno a casa

    [DOSSIÊ]: A CIBERCULTURA E O RETORNO A CASA: COMUNICAÇÃO E ARTE NUM MUNDO PORVIR
    v. 8 n. 2 (2021)

    Este dossiê reúne textos que abordam questões sobre os novos contornos do mundo atual em que vivemos e as transformações nas artes cênicas e na produção cultural, em uma sociedade em rede intensificadas por contextos pandêmicos e de necessário distanciamento social. A casa é o lugar escolhido para habitarmos nossas inquietações. Confinados devido a atual situação mundial, dentro do espaço/ tempo que habitamos, artistas, pesquisadores  e professores se voltaram para a própria  casa, sua intimidade, para pensar a intimidade do mundo e suas diferentes maneiras de coexistir, descrevendo processos e possibilidades de movimentos artísticos, muitas vezes com os pés descalços, abrindo as portas para a discussão com o porvir da produção artística afetada pela cibercultura. O dossiê está organizado em quatro seções: 1) NA VARANDA; 2) (IN)CÔMODOS; 3) SALA DE ESTAR e 4) SUPLEMENTO PAUSA NA REDE. No total são dezesseis artigos e, ainda, como suplemento, a 3a edição da Revista Pausa na Rede 2021 - CASA MUNDO: (Im)pressões artísticas em tempos de urgências, projeto que realizou uma convocatória internacional para a produção de uma revista de artista que pensa os impactos de todas estas transformações a partir do sensível. O conjunto do material publicado trata sobre modos de produção artístico em meio à crise pandêmica refletindo sobre estratégias, estéticas, pesquisas, buscas e, ainda, (sobre)vivências culturais.

    Organização e Curadoria do dossiê:

    Amanda M. P. Leite

    Fernando Aleixo

    Renata F. da Silva

     

    Organização Suplemento Pausa da Rede (3a. Edição): 

    Amanda M. P. Leite 

    André Demarchi 

    Renata F. da Silva

    Ricardo Ribeiro Malveira

    Suiá Omim

  • UN SOLO CORAZÓN: 50 anos de caminhos do Grupo Cultural Yuyachkani
    v. 8 n. 1 (2021)

    A Edição n. /2021 da Revista Rascunhos (GEAC/IARTE/UFU) é inteiramente dedicada ao Dossiê UN SOLO CORAZÓN: 50 anos de caminhos do Grupo Cultural Yuyachkani mais do que comemorar a longa e importância trajetória do Grupo Cultural Yuyachkani para o campo de estudos e práticas da cena, especialmente no território latino americano, configura-se também em um conjunto de reflexões sobre os modos de fazer, de pensar, de existir do Yuyachkani nestes 50 anos pelas falas de seus integrantes e por diversos outros artistas-pesquisadores latino americanos. A história de um grupo em plena atividade é movente, potente e continua em diálogo com o seu tempo.

  • Processos de preparação e criação - corpos, poéticas, memórias e políticas.
    v. 7 n. 2 (2020)

    Organização e Curadoria desta edição:

    Eduardo De Paula

     

    [dossiê] Processos de preparação e criação - corpos, poéticas, memórias e políticas

    Este número da Revista Rascunhos (v.7 n.2), configura-se como um dossiê resultante do 2º Encontro de Pesquisas em Andamento “PROCESSOS DE PREPARAÇÃO E CRIAÇÃO - corpos, poéticas, memórias e políticas”, promovido pelo Programa de Pós-graduação em Artes Cênicas (PPGAC) e pelo Mestrado Profissional em Artes (Prof-Artes) do Instituto de Artes (IARTE), ocorrido entre os dias 07 e 10 de novembro de 2019 na Universidade Federal de Uberlândia (UFU).

  • Dossiê Poéticas Cênicas Negras: epistemologias, diálogos e escrituras
    v. 7 n. 1 (2020)

    Organização do dossiê desta edição:

    Fernando Aleixo

    Stênio Soares

    Curadoria do Dossiê:

    Stênio Soares

    Dossiê Poéticas Cênicas Negras: epistemologias, diálogos e escrituras

    O contexto sócio-político que o país e o mundo atravessa torna esta publicação ainda mais necessária. A desigualdade estrutural que confere baixa representatividade em todos os setores e extratos sociais, também está presente na produção cultural e artística, de modo que diferentes obras e poéticas negras não alcançam a mesma visibilidade, reconhecimento, inserção em espaços de reflexão e práticas para a consolidação e difusão de conhecimento e cultural. Este dossiê, portanto, pretende colaborar com o debate acadêmico a respeito das poéticas negras da cena. Os artigos promovem reflexões em torno de produções teatrais negrorreferenciadas: representatividade na composição da equipe, problematização acerca da identidade conceitual e ontológica do corpo negro, proposições e experimentações de processos afrocentrados, reformulação de referenciais na construção dramatúrgica de personagens e de temáticas.

  • Dossiê: Poéticas do Corpo em Cena
    v. 6 n. 2 (2019)

    Organização e curadoria do dossiê desta edição:
    Fernando Aleixo
    Renata Ferreira da Silva

    Dossiê Poéticas do Corpo em Cena

    A criação teatral compreende estudos sensíveis e resultados de processos que ativam o corpo em diferentes contextos criativos. Tomamos, aqui, contextos como campo de risco, surpresa, dúvida, medo, coragem e força, ou seja, marcas de intensidades que existem como modos de variação poética. Tocados por esta necessidade poética, sentimento alegre e afirmativo de aumento de potência de vida, este dossiê surge como gesto de escuta de diferentes ritmos, de pensamento em torno dos afetos que ações de ensino, pesquisa e extensão singularizam em suas táticas inventivas ao buscarem modos poéticos de se fazer o corpo na cena.

  • INCURSÕES NO TEATRO DE THIERRY SALMON - “porque o efêmero também deixa marcas”
    v. 6 n. 1 (2019)

    Organização e curadoria desta edição:

    Eduardo De Paula

    Maurício Paroni de Castro

    Renata M. Molinari

    Dossiê INCURSÕES NO TEATRO DE THIERRY SALMON - “porque o efêmero também deixa marcas”

    Nesta primeira edição de 2019, a Revista Rascunhos apresenta ao público brasileiro alguns dos importantes rastros deixados por Thierry Salmon: encenador belga, com trajetória artística desenvolvida em grande parte na Itália e prematuramente morto em um acidente automobilistico.  Este dossiê é a reunião de materiais  escolhidos - entrevistas, ensaios e revista - pela primeira vez traduzidos e publicados no Brasil. Os temas abordados giram em torno de questões pertinentes ao fazer teatral contemporâneo: processos de preparação e criação, nomadismo, permeabilidade ao real, jogo do círculo neutro e neutro enquanto procedimento e qualidade para o jogo do ator, lógica das consequências, espaço cênico não convencional, os imprevistos e os acidentes como oportunidades de atualização do trabalho criativo, arquitetura sonora, entre outras questões instigantes para os estudiosos interessados descobrirem e se apaixonarem pelas proposições de um artista ímpar e genial como este.

  • Dossiê: Desafios do fazer artístico na Educação Básica em tempos de diversidade e rupturas [Edição Especial]
    v. 5 n. 3 (2018)

    Organização e curadoria deste Dossiê:

    Dirce Helena Benevides de Carvalho

    Paulina Caon

    Dossiê Desafios do fazer artístico na Educação Básica em tempos de diversidade e rupturas

    O presente dossiê – Desafios do fazer artístico na Educação Básica em tempos de diversidade e rupturas – toma contornos de luta e resistência desde que nasce, como resultante de um curso de extensão e de um seminário, até que chega ao final de sua edição, em pleno dezembro de 2018. O seminário estava pautado na noção de encontro, de troca dialógica, portanto, estava fundamentado naquilo que se torna acontecimento quando há mais de um pensamento em escuta, mais de uma perspectiva em debate. Encontro entre pessoas, entre afetos, entre corpos em experiência no mundo. Nesse sentido, o Dossiê apresenta experiências do ensino de teatro realizadas no âmbito da Educação Básica ou da formação de professorxs de Teatro disseminando as Artes Cênicas como área de conhecimento, considerando sua epistemologia e didática e apresentando os contornos sócio-culturais-políticos da atuação de docentes nos seus diferentes contextos de trabalho. O compartilhamento de práticas cênicas apresentadas pelos professorxs-artistas-pesquisadorxs, em consonância com a cena contemporânea, inserem-se  na esfera de uma  construção sensível do  conhecimento em  arte,  privilegiando  diferentes modos do fazer cênico e, acima de tudo, assegurando a legitimação dos sujeitos-aprendizes em suas expressividades, arroladas, principalmente, pela dupla experiência do pertencimento e do exercício de reconhecimento de alteridades.

  • Dossiê Cena Animada: mestres argentinos do teatro de animação latino-americano
    v. 5 n. 2 (2018)

    Este dossiê digital contém uma breve descrição, seguida dos links para os registros em vídeo das mesas e conferências realizadas durante o 2º CENA ANIMADA, Seminário de Estudos em Teatro de Animação do Triângulo mineiro, realizado entre os dias 10 e 13 de agosto de 2016, cujo tema foi as influências dos mestres argentinos do teatro de títeres sobre a cena bonequeira na América Latina, com especial foco sobre o teatro brasileiro. Também, esta edição, apresenta oito artigos na seção Sala de Ensaios que nos fornecem, no conjunto, uma importante reflexão sobre a abrangência do teatro.
  • 58 Indícios sobre o corpo [versão Brasil]
    v. 5 n. 1 (2018)

    Dossiê - autores convidados abordam a performance "58 Indícios sobre o corpo", de Emilio Gracia Wehbi - Uberlândia/MG, 2016.
  • Encontro com Maud Robart [Edição Especial]
    v. 4 n. 4 (2017)

    Trata-se de Dossiê bilingue (francês - português) sobre o trabalho de Maud Robart produzido a partir da turnê realizada no Brasil em 2014.

  • Corpo e Performatividades Culturais
    v. 4 n. 3 (2017)

    Esta publicação é uma ação do Grupo de Estudos e Diálogos Transdisciplinares para Artes e Performances Culturais. Temo como objetivo demarcar e ampliar o debate em torno das temáticas relacionadas às performances culturais. O presente dossiê, portanto, apresenta um conjunto de iniciativas e estudos com abordagens teóricas, experiênciais, de práticas artísticas e/ou educativas, que ampliam as possibilidades de pensamentos críticos sobre as construções artísticas, pedagógicas, conceituais, históricas e políticas desse campo de conhecimento. Assim, as publicações que se encontram aqui compiladas estão organizadas a partir da abordagem temática que elas suscitam e dos sujeitos/objetos da qual versam os textos.

  • Arte na Educação Básica
    v. 4 n. 2 (2017)

    Este número da revista destaca a relevância do ensino de arte na educação básica e busca refletir sobre as conquistas, os desmontes e as políticas educacionais ocorridas nos últimos anos. 

  • Performance e Pedagogia: Poéticas e Políticas do Corpo
    v. 4 n. 1 (2017)

    Dossiê organizado por Mara Leal

    O dossiê é parte das ações do VII InterFaces Internacional Performance e Pedagogia: poéticas e políticas do corpo, evento organizado pelo GEAC e pelo grupo Berros (Mara Leal), e reúne textos escritos pelas/os convidadas/os das mesas de compartilhamento, pelas/os artistas-pesquisadores que apresentaram comunicações, demonstrações de trabalho e desmontagens e também por aqueles que atenderam a chamada aberta da Revista Rascunhos. São produções de artistas, professores e pesquisadores de diferentes regiões e instituições brasileiras que têm trabalhado com a linguagem da performance em diferentes contextos no Brasil e de um artista-docente cubano radicado na Colômbia.

  • Corpo, Cultura e Tradição: Diálogos Transdisciplinares sobre Performances Culturais e Artes da Cena [Edição Especial]
    v. 3 n. 2 (2016)

    Discussões temáticas que abordam a interface Corpo, Cultura e Tradição têm sido exploradas de diferentes formas no campo das Artes da Cena, seja nos processos de criação artística ou em práticas de formação de artistas e professores. Nessa perspectiva, os estudos teóricos e práticos desenvolvidos a partir da noção de Performances Culturais têm fundamentado os diversos tipos de diálogos transdiciplinares entre as Artes da Cena e outras áreas de conhecimento, como Antropologia, História, Linguística, Filosofia, Música, Medicina, Literatura etc. Estes estudos apontam o Corpo como ponto nodal de interconexão entre as áreas de conhecimento, o lócus primeiro das problematizações na interface com o campo das Artes da Cena (dança, teatro, circo, performance, narrativas).
  • Acervos Audiovisuais e a Utilização de Imagens/Documentos Imagéticos no Ensino e na Pesquisa em Artes Cênicas
    v. 3 n. 1 (2016)

    Abordagens tanto das especificidades relacionadas à criação, estruturação e manutenção de acervos audiovisuais relacionadas às artes cênicas, como de reflexões sobre processos práticos relacionados à utilização de imagens/documentos imagéticos no ensino e na pesquisa em artes cênicas.
  • Processos de Criação e suas Implicações Políticas: Imbricações entre as Artes do Corpo e o Teatro de Animação
    v. 2 n. 2 (2015)

    Este dossiê é composto por artigos que transitam entre os eixos "artes do corpo" e o "teatro de animação", em alguns casos especializando-se em uma das temáticas para particularizar um discurso, em outros desenvolvendo-se a partir do trânsito entre os campos e considerando-os de modo híbrido.
  • Dossiê Teatro e Escola: ações e reflexões
    v. 2 n. 1 (2015)

    O Dossiê Teatro e Escola: ações e reflexões é uma das publicações que encerra dois anos de realização do projeto de pesquisa Partilhas, Ateliês e Redes de Cooperação
  • Dossiê Viewpoints: Estudos e Práticas
    v. 1 n. 2 (2014)

    O Dossiê Viewpoints: estudos e práticas é resultado do Projeto de Pesquisa

  • Dossiê Desmontagem
    v. 1 n. 1 (2014)

    Organização e curadoria desta edição: Mara Leal

    O dossiê Desmontagem como procedimento artístico-pedágogico foi organizado a partir do III InterFaces Internacional, evento realizado pelo GEAC, que contou com a presença da pesquisadora Ileana Diéguez (UAM-México), cujo texto abre o dossiê.