Inquisição Ibérica e Nazismo

Paralelos entre a legislação racial, linguagem e perseguição. Os casos de Bento Teixeira e Victor Klemperer

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/LL63-v36n2-2020-2

Palavras-chave:

Inquisição, Nazismo, Linguagem, Leis de Exclusão, Educação

Resumo

Este trabalho pretende refletir sobre algumas similaridades no que toca a violência à literária, à linguagem e à liberdade de expressão em dois momentos distintos: os séculos XVI e XX. Ambos presenciaram políticas de exclusão e entre eles não há coincidências de estruturas, pois foram diferentes em praticamente todas as esferas. No entanto, alguns princípios, originados no final do século XV voltaram a atacar uma parcela da população, 400 anos depois. Não pretendo realizar análises anacrônicas e transpor fenômenos de uma época à outra, mas considerar as raízes e a retomada de preconceitos e ações defendidos com argumentação similar nas duas épocas. Discorro sobre tais ideias usando, como exemplos, dois professores e escritores, Bento Teixeira e Victor Klemperer, a partir do meio em que viveram, da literatura que produziram e da resistência que apresentaram, para podermos, nos dias atuais, usar como lição e brecar o retorno cíclico de tais arbitrariedades.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eneida Ribeiro, Universidade de São Paulo

Doutorada em História Social pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas/USP (2007). Atualmente é pesquisadora do Grupo de Pesquisa História dos judeus entre a Inquisição e o Nazismo e professora do Centro Paula Souza, São Paulo. Autora de Bento Teixeira e a Inquisição. Um testemunho do Pensamento colonial. Maayanot, (2017) e co aurora de Os Judeus que construíram o Brasil, Planta (2015).

Referências

ALVES, Luís Roberto. Confissão, Poesia, Inquisição. São Paulo: Ática, 1983.

CARNEIRO, Maria Luiza Tucci. Preconceito Racial no Brasil Colônia. Os Cristãos Novos e o mito da Pureza de sangue. São Paulo: Perspectiva, 2005.

KLEMPERER, Victor. LTI. A Linguagem do Terceiro Reich. Trad. Miriam Bettina Paulina Oelsner. Rio de Janeiro: Contraponto, 2009.

MENDONÇA, Heitor Furtado de. Primeira Visitação do Santo Ofício às partes do Brasil. Confissões da Bahia. Rio de Janeiro: Sociedade Capistrano de Abreu, 1935.

NAZÁRIO, Luiz. Nacionalismo e Judeofobia na Europa dos séculos XIX e XX. In: FUKS, Saul. Tribunal da história, volume II, Processos de formação da ideologia judaica e antissemitismo. Rio de Janeiro: Centro de História e Cultura Judaica, 2008.

NOVINSKY, Anita. A Família Marrana de Garcia de Orta, o Correio dos judeus in Revah I. S. Memorial. Études sur le Marranisme, l'hétérodoxie juive et Spinoza. Revue des Études Juives, Paris, p. 361-363, 2001.

NOVINSKY, Anita. Dois mil anos de Antissemitismo. In: NOVINSKY, Anita. Viver em tempos de Inquisição. São Paulo, Perspectiva, 2018. s.p.

NOVINSKY, Anita. Cristãos Novos na Bahia. A Inquisição. São Paulo: Perspectiva, 1972.

OELSNER, Miriam Bettina Paulina Bergel.Victor Klemperer e seu livro lti: a linguagem do Terceiro Reich. Arquivo Maaravi. Revista Digital de Estudos Judaicos da UFMG, v. 13, n. 25, nov. 2019. Disponível em: http://www.periodicos.letras.ufmg.br/index.php/maaravi/article/view/15908. Acesso em: 20 jan. 2020.

ORSI, João Carlos. Os delitos reservados à Congregação para a Doutrina da Fé. Coleção Ecclesia XXI. Revista de Cultura Teológica, v. 13, n. 51, s.p., abr.-jun. 2005.

PAIVA, Roberto do Nascimento. Uma Semiótica dos objetos traumáticos na representação do Campo de Concentração. Dos lugares comuns do best-seller à ótica acurada de Primo Levi. 2005. 212f. Tese (Doutorado em Comunicação e Semiótica), Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo 2005.

PEREIRA, Kênia Maria de Almeida. A Poética da Resistência em Bento Teixeira e Antônio José da Silva, o Judeu. São Paulo: Anna Blume, 1998.

RIBEIRO, Eneida Beraldi. Bento Teixeira e a Inquisição. Um testemunho do pensamento colonial. São Paulo: Maayanot, 2017.

SARAIVA, Antonio José. Inquisição e cristãos novos. Porto: Editorial Inova, 1969. (Coleção Civilização Portuguesa)

Downloads

Publicado

2020-12-31

Como Citar

RIBEIRO, E. Inquisição Ibérica e Nazismo: Paralelos entre a legislação racial, linguagem e perseguição. Os casos de Bento Teixeira e Victor Klemperer. Letras & Letras, [S. l.], v. 36, n. 2, p. 20–42, 2020. DOI: 10.14393/LL63-v36n2-2020-2. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/letraseletras/article/view/52496. Acesso em: 29 maio. 2022.