O simbolismo vegetal em "VERSOS VERDES", de GILKA MACHADO

Autores

  • Juliana de Souza da Silva FURG

Palavras-chave:

poesia, Gilka Machado, imaginário

Resumo

O presente artigo apresenta uma análise do poema "Versos verdes", de Gilka Machado, sob a perspectiva do imaginário. Realizamos uma análise das imagens, sobretudo, dos símbolos vegetais, atuantes na produção de sentido do poema em pauta. Nossa base teórica funda-se na hermenêutica simbólica de Gilbert Durand e no inventário simbólico produzido através de suas pesquisas sobre o imaginário. Incluímos também as reflexões de Mircea Eliade sobre os símbolos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Juliana de Souza da Silva, FURG

Mestre em Letras, na área de História da Literatura, do Programa de Pós-Graduação em Letras, da Universidade Federal do Rio Grande (FURG).

Downloads

Publicado

2015-01-07

Como Citar

DA SILVA, J. de S. O simbolismo vegetal em "VERSOS VERDES", de GILKA MACHADO. Letras & Letras, [S. l.], v. 30, n. 1, p. 129–143, 2015. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/letraseletras/article/view/27395. Acesso em: 18 ago. 2022.